='cap-left'/>

Catherine Coulter - O legado de Nightingale






Caroline Derwent-Jones está a um dia de completar dezenove anos. E está desesperada para escapar do controle de seu primo e guardião, o odioso, obsessivo e assustador Roland Falkes, que tem planos nada agradáveis para ela. Caroline consegue fugir para a casa de sua tia, apenas para descobrir que a pobre mulher morreu em circunstâncias misteriosas. Começa, então, uma série de atentados à vida de Caroline, que procura a ajuda de Frederick North Nightingale, o fascinante cavalheiro que ela conheceu numa estalagem, a caminho da casa da tia.

À medida que o perigo e o mistério aumenta, Caroline se vê cada vez mais atraída por North, que insiste em afirmar que é um homem solitário, talhado para uma vida reclusa. A ideia de levar uma mulher para sua casa é inconcebível para North... até então. Porque, para sua surpresa, ele descobre que o que mais deseja é que Caroline Derwent-Jones entre em sua vida, para nunca mais sair...


O livro é par com o livro a A Duquesa, Bestseller já lançado pela Nova Cultural. E lançaram na ordem certa... uauuuuuu, coisa incrível, por isso que tá chovendo tanto no Sul. Voltando ao livro,a Duquesa e o Marcus (casal de A duquesa) aparecem aqui, e tem uma participação especial, o único fato que não gostei foi o comentário que a Josephina, não conseguiu engravidar, sempre imagino o casal aparecendo depois cheio de filhos.

Em relação a leitura, legal  é ler na ordem. Primeiro A Duquesa e depois o Legado. Eu gostei mais do primeiro. Mas esse não é de se jogar fora.

Quanto ao livro do Legado. Bem, o resumo resume bastante, além disso esse livro tem uma mistério legal.  No meio do livro eu achei que tal pessoa era o assassino, mas depois a autora deu enfoque em várias coisas que me despistaram. Legal, não ficou tanto na cara.

Quanto aos personagens, esse é um dos primeiros livros dela onde o Mocinho vira um devoto apaixonado, muitoooo bom isso, o coitado do North não sabe o que o atingiu, e quando se dá conta, a Caroline  já conseguiu casar com ele.

A Caroline é uma batalhadora, foi uma das melhores mocinhas que eu já li. Forte e corajosa ao extremo, mas ao mesmo totalmente frágil.

Talvez, pelo livro ter todos esses elementos que deveriam fazê-lo excelente, e não fim, não ter ficado, fiquei decepcionada.
Ahhhh, e só mais uma coisa, o Castelo do Mocinho era habitado há anos somente por homens e são 3 os criados muitoooo engraçadinhos que tentam se livrar da Caroline que fizeram com que o livro tivesse um charme especial.

Em suma, eu gostei. Mas tinha uma expectativa maior.
Nota 8. 
Comentários
1 Comentários

Um comentário: