='cap-left'/>

Leituras da Lari: Mary Alice Munroe - Uma Casa na Praia - Bestseller 52







Ela estava de volta, para encarar de frente as tormentas do passado!



Caretta Rutledge pensou que se havia livrado para sempre das suas raízes sulistas e rompido definitivamente os laços com sua problemática familiar. Mas um inesperado pedido de sua mãe, que chegou justamente no momento em que sua organizada vida saia do controle, fez Caretta voltar ao cenário encantador de tantos verões da sua infância e juventude. O ritmo de vida da ilha fez com que ela reavaliasse suas decisões e mudasse suas atitudes, fazendo-a tornar-se uma fiel damas da tartarugas e levantando-a a renovar velhas amizades havia muito consideradas perdidas.No entanto, foi o reatamento com sua mãe que lhe ensinou as mais preciosas lições de vida: o amor verdadeiro envolve sacrifícios, a família é para sempre e os erros do passado podem ser perdoados.




Que livro... afffff... eu AMEI.
Sério. O livro não tem nada HOT, e nem a descrição dos mocinhos fazendo amor. Não tem beijos calientes, não tem uma trama de encontros e reencontros, e tampouco vilões. O livro é SIMPLES. Singelo, mas ao mesmo tempo tão complexo. 
É LINDOOOO. Eu chorei, chorei e chorei, e estou chorando agora.
Ele fala das escolhas, do medo e conseqüências. Fala da vida, de ser feliz.
Sei lá, a autora soube tão bem expressar as dúvidas e os sentimentos da Cara. O maior vilão para ser feliz é ser humano. Porque todos erram e ninguém sabe o que se passa na cabeça e na vida do outro. Julgamentos podem ser muito precipitados.


Acho muito propício, esse livro para o dia 24. Quem sabe repensarmos as coisas. Nesse dia e amanhã podemos tirar alguns minutos para pararmos para pensarmos nas conseqüências de nossas atitudes e quiçá mudar.
Por que ninguém é só vilão, e ninguém é só mocinho, se você em alguma relação passa por dificuldades, a vítima não é só você. Ou seja, não adianta ficar remoendo sem tomarmos atitudes para mudar, não adianta ver o problema e postergar a resolução.
A Caretta passou anos sem ver a mãe, e quando ela vai visitá-la descobre que a mãe está doente. E tem que naquele tempo, retomar o relacionamento e tentar conhecer-se e também a sua mãe.


E a culpa não é só dela, é de ambas. Ambas erraram. Por que um relacionamento é construído com duas pessoas, e se falhou ambos erraram.


Adoro a Mary Aline Monroe, e RECOMENDO muito esse livro. É bom para repensarmos nossas ações.


Comentários
5 Comentários

5 comentários:

  1. Parece ser bem emocionante.
    Histórias tocantes se encaixam perfeitamente com o natal.
    Ótima dica.
    Feliz Natal Lari e Lu! Muita paz.

    bjos

    ResponderExcluir
  2. FELIZ NATAL AMIGAS, MUITA PAZ, MUITO AMOR E PRINCIPALMENTE SAÚDE!
    BEIJOS!

    ResponderExcluir
  3. Feliz Natal meninas!!!
    Muita luz e paz para vcs!
    Bjs
    Alê

    ResponderExcluir
  4. Parece ser muito bom esse livro pela sua descrição
    vouver se consigo encontrar ele
    Feliz Natal amiga
    tudo de bom!

    bjux

    ResponderExcluir
  5. Opa
    Se eu achar por aí pego!
    Agora se chamar "Caretta" ninguém merece!

    ResponderExcluir