='cap-left'/>

Leituras da Lari: Nora Roberts Enfrentando o fogo




Mia Devlin sabe o que é amar com todo o coração e depois vê o seu amor ir embora. Há muitos anos, ela e Sam Logan compartilharam laços incrivelmente fortes, construídos pelo destino com paixão e magia. Certo dia, porém, ele fugiu da Ilha das Três Irmãs, deixando- a perdida nas lembranças da intimidade que dividiam; a partir de então, determinou que viveria só. Novo proprietário do único hotel do lugar, Sam retorna à Ilha das Três Irmãs com a esperança de reconquistar o afeto de Mia. Porém, fica intrigado quando ela o recebe com fria indiferença, pois percebe que a química entre eles ainda é muito forte e verdadeira. Zangada, magoada e muito confusa, Mia se recusa a admitir que a paixão por Sam ainda arde no seu coração. Mas ela vai acabar precisando dos seus poderes e da ajuda dele para enfrentar o maior e mais terrível desafio da sua vida. E, como o prazo fatal para quebrar uma maldição de vários séculos já está se aproximando, eles precisam dar o primeiro passo em direção ao destino e se unir para afastar a terrível escuridão.





Esse é o terceiro livro da Trilogia da Magiatodos publicados pela Bertrand.




  1. Dançando no Ar.
  2. Entre o Céu e a Terra
  3. Enfrentando o fogo
Como o próprio nome afirma, há Magia. São histórias de três bruxas que compõe Trilogia. E não sei se perceberam, eu normalmente fujo de sobrenatural e mesmo assim, AMEI a Trilogia. São livros excelentes que não perdem o ritmo e só nos deixam com vontade de ler mais e mais.


No primeiro livro nossa heróina, a Nell teve que buscar coragem para poder superar seus medos. No segundo a Rypley teve como meta fazer justiça de modo certo, sem prejudicar a si e as irmãs. E no último, a Mia deverá aceitar o AMOR, aprender que ele é livre, espontâneo. E tudo isso para que a Ilha das Três Irmãs, local da história não sofresse com desgraças naturais.


E ela aprendeu essa lição da pior forma possível. Seu grande amor, o Sam, a deixa. E 11 anos depois ele retorna.


Você pode até pensar que ele deu uma explicação mirabolante por a ter deixado. Mas a autora foi curta e grossa. O Sam se sentia sufocado, era um rapaz que apesar do grande amor que sentia pela Mia, também precisava descobrir a vida, se aventurar. Por anos ele tentou a esquecer, esquecer aquele amor juvenil e levar uma vida longe da Ilha das Três Irmãs, mas não conseguiu. 


E aqui a velha e conhecida frase cabe bem: "Se amas alguma coisa, deixe-a livre... Se voltar é porque você a conquistou e se não voltar é porque jamais a tivesse..."


Mas para a Mia, as coisas não são tão simples assim, ela não pôde aceitar. Afinal, ela o amava, planejava um vida juntos. E depois do abandono, é claro que, trancou suas emoções. Resolveu não confiar, ficou receosa. Natural, ele não poderia simplesmente retornar e ela se jogar em seus braços. 

E em meio a toda a sedução, o plano de reconquista do Sam, há a batalha final. A última das três irmãs deverá por fim conter o mal.



Não posso dizer qual foi melhor. Todos os livros mantiveram o nível. 
Super RECOMENDADA A SÉRIE INTEIRA.

Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Eu concordo com você. A série inteira é super recomendada. Adorei também quando li.

    Aquela livraria bistrô da Mia, nossa! É meu sonho de consumo.kkkkkk

    bjos.

    ResponderExcluir
  2. Oi!! Eu, ao contrário de vc, amo histórias sobrenaturais! E amei esta trilogia:)
    Mas fiquei com raiva de Sam... abandonar Mia... achei demais e depois ainda volta querendo ela!
    Bjs

    ResponderExcluir