='cap-left'/>

Leituras da Lari: Judith McNaught - Todo ar que respiras




Dona de restaurante em Chicago, Kate Donovan não poupa esforços para cumprir seus objetivos. Mitchell Wyatt é um empresário de personalidade indomável, herdeiro da expressiva fortuna da família Wyatt. Kate tentou resistir a Mitchell, mas foi em vão. A princípio, deram passagem à timidez, mas com o tempo se entregaram a um turbilhão de emoções novas e mágicas, diferente de todas as experiências que já haviam vivenciado.O cenário da paixão arrebatadora é a ilha tropical de Anguila, terrritório britânico no Mar do Caribe. Mas a plenitude da felicidade chega ao fim quando Mitchell é intimado por sua família a comparecer ao interrogatório sobre o desaparecimento de seu irmão.Insegura, Kate começa a desconfiar do que sabe a respeito de sua misteriosa paixão.





Numa história que dosa paixão, mistério, assassinato e psicologia em tom dinâmico e arrebatador, a mestre do romance Judith McNaught, autora do best- seller Whitney, Meu Amor, instiga leitores do mundo inteiro a conhecer o desfecho dessa eletrizante relação de Kate e Mitchell e das inúmeras intrigas em que se envolvem.



Sinceramente?
Eu esperava mais de Judith Mcnaught. Ouvi comentários que a doença da mãe dela a afetou, e fez com que caísse a qualidade. 



E não que o livro seja ruim, não é. É sim um romance que está abaixo da capacidade dessa autora, depois de termos lido Alguém para Amar, Tudo por Amor, Em busca do Paraíso, Agora e Sempre, entre outros. Esse livro parece uma aberração.


Sempre a considerei "A" autora. Mas dessa vez ela se perdeu, justificadamente ou não.


A história começa com o desaparecimento do irmão do Mitchell, ele ele sendo o principal suspeito, pois fazia pouco tempo que estava convivendo com a família, pois foi rejeitado quando pequeno. Com isso, logo pensei que o enfoque policial teria destaque, ledo engano. O assassino é logo descoberto. 


Os dois protagonistas acabam se encontrando em uma ilha, e em dois dias rola tudo. O charme do Micthell é infalível, também pudera, amigo do Zack e Matt (protagonistas de Tudo por Amor e Em busca do paraíso.) E apesar dos diálogos bem construídos, de todo o clima sensual e romântico, não consegui me contagiar. Todo tempo fiquei pensando no coitado do noivo dela -de coitado não tem nada, mas não merecia o chifre. E continuando sendo sincera, a relação pareceu superficial de mais. E os motivos para que se separassem ainda mais.


Logo vem o pior erro da autora, caiu no pior clichê existente. Kate esconde a conseqüência da noite de paixão, esconde o filho.  Isso para mim não tem perdão, até aceito Lynne Graham e Cia fazendo isto, mas não a grande Judith Mcnaught.


Alguns anos depois. O personagem mais fofo, o Danny -filho,  é seqüestrado e a Kate pede ajuda. É emocionante o encontro de pai e filho, e também toda a angustia. Aparece aqui, a grande característica dessa autora, o modo com que ela nos leva as lágrimas e aos sorrisos no mesmo tempo, a forma com que ela descreve profundamente os sentimentos, as emoções. Aqui, nesse pequeno trecho, fui cativada.


Mas novamente ao meu ver a JM se perde.  Em parcas conversas, logo é resolvido todo o passado, tão superficial quanto o inicio da relação.


Contando os dias, o  livro não chega a descrever nem uma semana de relacionamento deles. Dois dias no passado, e mais alguns poucos no presente. E isso que o livro tem mais de 400 páginas, e apesar disso, a relação deles ficou superficial mesmo que intensa. Pior ainda, alguns fatos foram esquecidos pela autora -como a amante do Micthell, a autora simplesmente a esqueceu, nem mesmo a citou mais. E alguns totalmente desnecessários, acreditam que a autora colocou quase um capítulo todo explanando sobre o primeiro dia da secretária dele??


O livro é rápido, é fluído e gostoso de ler. Para quem nunca leu nada de JM, pode ser um prato cheio, mas para aquelas que já tiveram chance de ler algo dela, é decepcionante.


E vejam que eu nem com boas expectativas estava com esse livro, pois já havia lido os comentários a respeito dele. 


Depois de tudo que escrevi, só resta torcer para que a mãe da JM fique boa e que o último  lançamento dela, que tem como personagens Holly Braxton- amiga da Kate e   de um descendente dos Westmoraland, seja melhor.


E bem, eu continuo fã  de JM. Segue o final, que explica o título e também o porquê  ser tão exaltada entre as leitoras:



Em vez de responder Lo giuro, declarou:
— Con ogni respiro che prendo.
Por um breve instante, o padre Donovan imaginou se a respos­ta fora talvez meio indefinida, mas o padre Lorenzo pareceu muito satisfeito, o que afastou os receios do outro.
Na recepção após a cerimônia, porém, o padre Donovan procu­rou o colega, que era bilíngüe, e conversava com os convidados ame­ricanos.
— Padre Lorenzo — disse — , que foi que Mitchell disse quan­do o senhor perguntou se ele prometia amar, honrar e cuidar de Kate?
Era óbvio que os americanos estavam tão curiosos quanto ele, porque se voltaram para ouvir com atenção a resposta.
— Quando eu perguntei a Mitchell se prometia amar, honrar e manter Kate, ele não disse apenas "Prometo". Em vez disso, respon­deu: "Com todo o ar que eu respiro."





Comentários
7 Comentários

7 comentários:

  1. Ei Lari,
    Acredita que ainda não li nenhum livro da autora? Ja estou até sem graça de tanto que falam dela nos blogs rs
    Fui em um sebo outro dia mais não dei sorte, não tinha nenhum dela.
    E pelo jeito vou escolher um dois outros que vc citou para começar então.
    Adoreiii o novo template do blog, ficou lindão, parabéns!
    bjoo

    ResponderExcluir
  2. Eu também nunca li nada dela... só tem livraria... livraria é caro... meu orçamento não suporta livro de livraria hahaha

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nada dessa autora tmb... Estava doida pra ler esse livro...mas depois de ler sua opinião, acho q já não tenho tanta pressa em lê-lo assim rsrs
    Beijos ^^

    ResponderExcluir
  4. também nunca li nada dela, mas já ouvi comentários bons sobre os livros históricos delas. **

    ResponderExcluir
  5. Eu não li esse, mas a Dea tem tudo dela, rs, então deve ser bom!

    bjss

    ResponderExcluir
  6. Todas as resenhas que li sobre esse livro têm mais ou menos a mesma opinião... uma pena..! :(

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Já estive com esse livro nas mãos pra comprar, mas tinha outras prioridades no momento. Ainda não conheço essa autora, quero conhecer.

    Bjos

    ResponderExcluir