='cap-left'/>

Sarah Bilston - Repouso Absoluto




Uma carreira de sucesso, um marido encantador, uma saudável conta bancária e, agora, uma gravidez. A jovem advogada britânica Quinn Boothroyd já riscou todos os itens da lista de coisas a fazer antes dos 30. No entanto, tudo isso desmorona quando sua obstetra lhe recomenda repouso absoluto durante os últimos três meses de gestação. Deitada no sofá com sua vida social e profissional em suspenso, Quinn passa o tempo examinando sua extenuante rotina profissional em Manhattan, a mãe dominadora, a irmã insuportável, seu relacionamento conjugal e até mesmo o verdadeiro motivo para ter um filho. O repouso absoluto gera resultados muito surpreendentes, divertidos e comoventes...


O livro é super despretencioso, mas muito gostoso de ler.
A sinopse explica bem, com problemas na gravidez ela é obrigada a ficar deitada de lado direto e ver sua vida acontecendo pelo sofá e para se distrair, acaba criando um diário. A leitura muito se assemelha a série da Princesa - Meg Cabot,  respeitando claro, um enredo totalmente diferente.
A princípio um pouco enrolado e não tive muita percepção de um livro bem humorado, depois, aos poucos, vai se revelando um livro bem interessante. 
Quinn que tinha uma vida "perfeita" e uma família "imperfeita" vai revendo seus conceitos...  percebendo os falsos julgamentos.
O marido dela é um workaholic e muitas vezes eu tinha raiva, o achei muito indiferente a situação.  Contudo, como dito, é um diário dela, assim é a visão dela em relação ao repouso, a visão dela em relação a sua vida. 
Gostei do livro. Nada excelente, mas um bom divertimento


Quinn é uma advogada de Manhattan, casada e grávida, que de repente se ver tendo que ficar em casa o dia inteiro deitada apenas num repouso absoluto.
A partir do momento que se ver presa em casa sem fazer nada, Quinn percebe como a vida que sempre imaginou perfeita simplesmente não existe, Tom e ela quase não se vêem, seu marido parece se importar mais com o trabalho do que com ela, ela nunca se deu muito bem com sua mãe, vive numa disputa idiota com sua irmã do meio e descobre que sua atual melhor amiga está tendo um caso com o amigo casado de Tom. 
Quinn terá que lhe dá com muitos problemas, incluindo o tédio de ficar o dia inteiro sem fazer nada. 
Repouso absoluto é uma leitura divertida e relaxante em forma de diário onde Quinn escreve sobre os seus dias até o nascimento de bebê (ela não tinha nada para fazer mesmo, rsrs).
Típico chick-lit o que na minha opinião sempre é garantia de horas de pura diversão.
Recomendo!!
 
 
Comentários
10 Comentários

10 comentários:

  1. Ah deve ser fofo, ja tinha visto esse livro por ai... :]

    ResponderExcluir
  2. Eu li esse livro, achei legalzinho, como vc disse, um bom divertimento. Não sei se já disse, tem selinho pra vc no blog

    ResponderExcluir
  3. Nossa Parece ser bem interresante esse livro ^^
    Muito mesmo, fiquei com vontade de ler. agora.
    amei !

    ResponderExcluir
  4. Oii,
    Vi que você está participando da promoção "A esperança tem muitas faces" no blog da Juh e gostaria de te convidar para participar da mesma promoção "A esperança tem muitas faces" que está acontecendo no meu blog.
    Meu blog é Uma Janela Secreta, espero que goste!
    O link da promoção é:
    http://umajanelasecreta.blogspot.com/2010/02/promocao-esperanca-tem-muitas-faces.html


    Obrigada!
    Beijos! Cel =D

    ResponderExcluir
  5. Deve ser bem legal.. Parece
    aqueles pra gnt relaxar um pouco e espantar o stress

    ResponderExcluir
  6. Que legal o livro! Muitas coisas surgem na nossa cabeça quando paramos para pensar sobre nossa vida, imagine três meses para pensar?

    Adorei a resenha!
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Oii!!! Adorooo chick-lit. Esse parece ser legal... Li um semelhante, 'Uma cama para três', que tem como tema gravidez e o relacionamento amoroso pós-bebê. Esses livros costumam ser mto engraçado.

    Bjjjs...

    ResponderExcluir
  8. Nossa deve ser otimo,vai pra lista!!!

    http://deysejoyceblog.blogspot.com/

    Bjins

    ResponderExcluir
  9. Oi, Lari!

    Vim agradecer pela visitinha no meu blog. Eu gosto muuuuito dos livros da Robin Jones Gunn e sempre faço propaganda. Pra mulheres românticas que gostam de ficção cristã não tem melhor!

    Nunca ouvi falar desse livro, mas parece ser legal. Nossa, acho que eu (praticamente hiperativa) ia pirar se tivesse que passar 3 meses de repouso, rsrs.

    Bjos

    ResponderExcluir