='cap-left'/>

J.R. Ward - Amante Eterno

--> Amante Eterno é sequência imediata de Amante Sombrio, livro que nos introduziu no submundo de Caldwell e nos apresentou a sociedade vampiresca fantasticamente bem organizada e oculta durante séculos. Esses seres anônimos têm guardiões para sua raça: Os Guerreiros da Irmandade da Adaga Negra. Os guerreiros são ENORMESSSSSSSSS, letais e indomáveis.
Cada guerreiro tem sua dose de periculosidade, castigo ou maldição que os acompanham voluntária ou involuntariamente:

Zsadist, o inexplicável Z, foi raptado quando criança, separado do gêmeo e do seio de sua família. Foi escravo de sangue e torturado física e emocionalmente. Ele é definido por seu gêmeo, Puhry, com uma pessoa destruída... não amargurado, magoado, mas destruído.

Puhry é celibatário por opção. Ele sofreu a vida toda pela culpa por não ter sido ele a ser seqüestrado. Muito tempo, talvez tempo demais depois do rapto, Puhry encontra Z e o salva, mas nesse processo tem metade de uma perna amputada.

Vishous tem uma mão perigosa, que pode torrar a quem encostar (É uma surpresa grande saber o motivo disso, mas o leitor só se "toca" da verdade tão clara no momento adequado, ou seja, só mesmo em Lover Unbound). Ele tem visões do futuro, e é um dominador em suas preferências sexuais sádicas... couro e chicotes... algemas e velas! Ah, ele também á fanático por beisebol e pelo time Red Sox, que o leva a se tornar amigo do policial Butch, um humano...

Wrath, o último sangue-puro-líder-natural-dos-guerreiros, o vampiro cego que no primeiro livro conheceu sua rainha Beth, agora é soberano de todos os vampiros, e quem comanda a Irmandade é Thor .

Tohr é o único macho aparentemente mais ponderado do grupo, e vinculado com Wellsie ... eles se amam desesperadamente.


A irmandade da Adaga Negra II

Amante Eterno
J.R. Ward

No primeiro livro as série – Amante Sombrio – tivemos um breve vislumbre do drama que envolve o personagem... ele é amaldiçoado como forma de castigo por ter matado uma coruja, depois de sua transição.

O homem dos sonhos de toda mulher, e grande protagonista de Amante Eterno, Rhage é um personagem especial... é difícil ter uma preferência, mas em questão de romance, Amante Eterno é o mais tocante, e ainda melhor que o primeiro livro, se possível. Se você é uma pessoa sensível vai chorar, e muito, como eu. ^_^

Rhage é chamado pelos irmãos como Hollywood, por ser muito mais lindo que qualquer homem no mundo jamais teria o direito de ser... Mas também é o mais letal de todos os irmãos: letal pela beleza inigualável, e pelo dragão que quer se libertar de seu interior.

"O filho da mãe era tão bonito que ninguém conseguia ficar indiferente a ele. O cabelo louro ostentava um corte curto na nuca com a frente mais longa. O azul de seus olhos era da cor do mar das Bahamas. E o rosto fazia Brad Pit parecer um patinho feio. Mas não era nunhum boyzinho, apesar da encantador. Algo sombrio e letal fervia por de trás do exterior cativante, notava-se de imediato." Descrição de Rhage pelo Butch

"Meu Deus... UAU. Um homem havia entrado no restaurante. Um homem muito, muito lindo... de verdade. Era louro. Uma beleza de astro de cinema. E monumental em seu casacão de couro preto. Seus ombros eram tão largos quanto a porta que acabara de atravessar, suas pernas tão longas que era mais alto do que qualquer pessoa no local. E, enquanto caminhava a passos largos entre as pessoas da entrada, os outros homens olhavam para baixo, para longe, ou para seus relógios, cientes de não serem páreo para ele. Mary franziu a testa, sentindo como se já o tivesse visto em algum lugar. Sim, esse lugar se chama tela de cinema, disse de si para si. Talvez estivessem rodando algum filme na cidade. (...) Reunindo toda sua força de vontade, Mary forçou-se a ficar olhando para seu copo d'água. Não queria ser mais uma a olhar para o cara com a boca aberta". Descrição de Rhage pela Mary.

O mais lindo e perfeito de todos, encerrando dentro de si a criatura mais bestial que pode existir. Para evitar que a fera se “solte” Rhage vive no limite e as brigas e o sexo eram as únicas válvuas de escape de que dispunha, e ele as utiliza como um diabético usa insulina.

Simmmmm... Rhage é intenso em tudo!
Mas não pense que ele se agrada disso! A verdade é totalmente oposta, pois essa vida de sexo anônimo e sem compromissos machuca muito nosso herói. Rhage pode provocar um prazer inigualável às suas parceiras, mas nunca encontra realmente o aconchego que merece, levando-se em conta que ele pode se apagar das mentes dessas mulheres que são somente corpos sem rostos, mas esses encontros carnais vazios não o deixam, nem lhe dão paz. Leiam só o desabafo do Hollywood, depois de um elogio de Tohr por suas proezas sexuais com duas mulheres:
"Poderia não... me parabenizar pelas mulheres? A verdade é que odeio o que faço, de verdade.(...) Odeio o anonimato disso, odeio a forma como meu peito dói depois. Odeio o cheiro em meu corpo e em meu cabelo quando volto para casa. Mas, sobretudo, odeio o fato de que vou ter de votar a fazê-lo outra vez porque, se não o fizer, posso acabar fazendo mal a um de vocês ou a algum inocente. E quanto àquelas duas irmãs que o impressionaram tanto, o caso é o seguinte: só pego as que não se importam nem um pouco com quem estão, pois, do contrário, não seria justo. Essas duas garotas de bar avaliaram o meu relógio, o meu carro e calcularam que eu seria um troféu. A transa foi algo tão íntimo como um acidente de trânsito. E esta noite? Você vai voltar para casa e Wellsie o estará esperando. Eu irei para casa sozinho. Assim como ontem. Assim como farei manhã. Sair com vadias para mim não é divertido e isso vem me matando aos poucos há anos; por isso, por favor, vê se não fala mais nisso, falou?"

Quando a ira supera suas tentativas de controle, o Dragão se liberta e quando volta a repousar, Rhage fica dias se recuperando... É numa dessas recuperações que ele conheceu Mary.

Mary Luce está morrendo. O que ela menos espera é atrair a atenção de um ser tão espetacular quanto Rhage. Mary não é exuberante, ou sofisticada, não tem uma beleza irresistível, até mesmo porque é um paciente terminal com leucemia reincidente.
Além de secretária num escritório de advocacia, Mary também atua como voluntária na ssociação de Prevenção de Suicídios, como teleantendente. Durante meses ela recebeu telefonemas anônimos, até que John Mathew, autor desses telefonemas, entrou em contato com ela. J.M é um jovem de 23 anos, aparentemente subnutrido, fraco e esquelético, que mesmo com aparência de criança e atitudes de anjo inexplicavelmente possui “velhos olhos sábios”. Ele é reconhecido por Bella, uma vampira civil e vizinha de Bella, como um macho em pré-transição, possivelmente descendente de guerreiros. Bella comunica a irmandade de sua descoberta e é instruída a levar J.M. até os guerreiros, e levar Mary de intérprete, visto que o menino é mudo.
Essa ida dos três à mansão é o catalisador de tudo: dá um rumo na vida de John Mathew, pois ele é convidado a “treinar”, e posteriormente vai ate esmo morar com Tohr e Wellsie, e assim ter um pouco de convivência familiar, propícia o encontro de Rhage e Mary, e também o emblemático primeiro encontro entre Bella e Z.

Ah! O Zsadist... !!!!!!!!

Nãooooooooo... eu não exagero quando falo dele nessa resenha, ou na de Amante Sombrio... E quando vocês, leitoras, tiverem a oportunidade ler Lover Awakened, o terceiro livro da série, lembrem-se de vir aqui comentar... combinado?

Voltando ao Amante Eterno... Mary cativou a ambos desde o primeiro instante, homem e besta, pela sua voz. Rhage não podia vê-la nesse primeiro encontro, mas sentiu-a com cada fibra de seu ser.

A partir de então, nada foi igual para nosso guerreiro! Ele consegue reencontrá-la num encontro às escuras, e depois eles não conseguem se separar mais, é muito envolvimento.
O livro é eletrizante, do tipo que você pega e não consegue parar de ler...

Os diversos acontecimentos conferem uma carga dramática na medida certíssima: ficamos com o coração na mão, e nos emocionamos com esse amor tão sem medidas que o Rhage sente por sua Mary, enquanto a trama do livro vai deslizando perfeitamente, quase que por conta própria.

Amante Eterno, assim com TODOS os outros livros da Irmandade da Adaga Negra, deveria ser leitura obrigatória a todos os que apreciam o gênero. São livros excepcionais, emocionantes, e únicos! Sabem que sou suspeita em falar, porque sou fã mais que assumida...

Estou rezando "fervorosamente" para que os outros livros não tardem a ser publicados, também. Aqui fica um recado para a Editora Universo dos Livros...
Amante Eterno é um dos livros mais românticos da série, comparando-se apenas com o terceiro em romantismo, que conta a história de Zsadist e Bela, iniciada neste volume.
A série Irmandade da Adaga Negra tem grande publico no Brasil, milhares de fãs (incluído essa que vos fala =^_^=). Na verdade, foram anos aguardando a publicação no Brasil desse “universo” que a autora J.R. Ward tão sabiamente criou. Tratam-se de romances hot-adultos, claro, mas possuem características capazes de agradar aos mais variados gostos...

Eu mega-recomendo. E que venha o Z...
Black Dagger Brotherhood / A Irmandade da Adaga Negra *Clique no título em português para lera resenha
1. Dark Lover (2005) – Amante Sombrio (2010)
2. Lover Eternal (2006)- Amante Eterno (2010)
3. Lover Awakened (2006)- Amante Desperto (2010)
4. Lover Revealed (2007)
5.
Lover Unbound (2007)
6. Lover Enshrined (2008)
7. Lover Avenged (2009)
8. Lover Mine (2010)


-->








Comentários
16 Comentários

16 comentários:

  1. Sabrina,
    Realmente o Rhage faz as leitoras suspirarem.
    A beleza, a maldição e depois a entrega. É sem dúvida em livro para ler e reler.
    Como J.R.Ward conseguiu fazer Amante Eterno mais hot que Amante Sombrio ???
    Mas o livro de Zadist promete. Que Julho chegue logo !!!!!!!
    Beijos
    Luka.

    ResponderExcluir
  2. Publiquem TODOS, por favor, por favor, por favor! Merecemos... (2)
    AMO O RHAGE! Acho que pra mim ele é meu personagem preferido, embora os outros não ficam tão atrás. Sei lá, acho q ele tem um "q" de diferente. Fora que foi muito lindo o modo como ele quis cuidar da shellan dele, sabendo da doença dela. Chorei algumas partes, de tão lindo q eu achei. AMOOOOOOOOO AMANTE ETERNO! Parabéns pela resenha, está muito bem feita. ! Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Essa coleção nenhum comentário pode descrever como é ótima, vicia até não querer mais.
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. acho que vou ter que ler de novo, devo ter lido algo diferente pra não ter gostado tanto... buaa!

    ResponderExcluir
  5. Sabrinaaaaaa!!!!

    Parabéns por mais essa resenha!!!

    Well...well...well...eu realmente sou tão suspeita qto vc para falar, kkkkkkkkkk. No primeiro livro, sofremos "aquele impacto"...algo do tipo "ficar com a respiração em suspenso". Agora, no segundo livro, graças a habilidade da Warden, já nos sentimos parte do grupo...praticamente sentadas no salão tomando um chá servido pelo Fritz...kkkkkkkkk e, acho que essa sensação torna o segundo melhor ainda do que o primeiro. Assino embaixo de tudo o que vc disse!!!!

    E, certamente, além da emoção que a história de Rhage e Mary desperta em nós, temos ainda as primeiras cenas mega intensas envolvendo Zsadist e Bella. E, tbém temos o inicialmente discreto JM, que no decorrer da série vai ganhando nossa simpatia (e nossa raiva em alguns momentos), até ganhar um livro para chamar de seu!

    bjs!!!

    Ana"Z"

    ResponderExcluir
  6. Ainda não li nenhum livro de J.R.Ward. Estou super atrasada com tudo o que quero ler. Sua resenha me atiçou ainda mais.

    Beijo

    Bianca

    ResponderExcluir
  7. aiaiai

    Faz isso comigo não Sa, eu ainda não comprei o meu, só posso comprar no inicio do mês que vem (tentando controlar a louca dentro de mim e segurar o cartão de crédito) e agora quase tive um troço, devorei sua resenha.

    Que por sinal ficou perfeita.

    Depois de Wrath, o povo vem dizer que este é ainda melhor. Eu ainda não consigo entender como e fico aqui suspirando....

    Como assim o sorriso do Brad Pitt fica no chinelo??? Ah nemmmmmm não dou conta hauhauhau

    Super curiosa pra saber o q o Zsadist tem que os outros não tem rsrsrs


    bjooo

    ResponderExcluir
  8. quero ler, aff, odeio essas resenhas, fico com vontade de ler e to tentando economizar, ¬¬.

    kkkkkk.

    ResponderExcluir
  9. Nossa, confesso que não li a resenha, porque ainda não li o 1º livro, então, não quero estragar a surpresa :D
    Mas assim que terminar de ler o 1º livro, eu prometo que venho aqui ler a resenha do livro.
    Parece que tá virando uma febre, e que todo mundo tá querendo ler esse livro, e eu também quero, mas to esperando ver se ganho alguma promoção, ou ganho de aniversário *-* Afinal, é mil vezes melhor ler no papel, livro mesmo, do que no computador, né? :)
    Beijoo :*
    Thayná, blog Bookaholic Girls.

    ResponderExcluir
  10. *Fãs com carinha de gatos de botas*:
    Publiquem TODOS, por favor, por favor, por favor! Merecemos²³³³...

    Ah, que nomes estranhos hein...rsrsrs
    Mas eu quero tanto ler essa série!

    OÔÔ **Nossa Senhora das pessoas que querem ler e falar Inglês**...
    Dai-me fluidez nessa lingua logo!!
    Não aguento a enrolação das nossas editoras.

    Amém.

    rsrsrs
    Bjinhos
    Fernanda

    ResponderExcluir
  11. Sabrina

    So uma palavra p/ sua resenha: UAU
    eu tava fazendo uma revisao enquanto lia sua resenha e agora fiquei sem cabeca p/ voltar ao trabalho, rssrsrs
    Quero ler esse livro tipo imediatamente

    ResponderExcluir
  12. Sabrina, que resenha vibrante! Parecia que eu estava ouvindo sua voz, ou sei lá o quê! rs (como seria a voz de Sabrina?)
    Só sei que me empolguei, parecia Galvão Bueno narrando Brasil X Argentina kkkk
    Esse Zsadist é o cara heim? Uiiiii!E que "cara"!
    Parabéns por mais uma empolgante resenha.
    Se eu enlouquecer a culpa é do Libros!!!!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Sa!

    Eu não li nenhum ainda dessa saga,mas menina sua resenha me deixou curiosa à respeito deles! Eu não leio muito esse genero ,mas agora estou começando a ler...culpa de vcs e suas resenhas convidativas haha

    beijo meninas!!!!

    ResponderExcluir
  14. Eu vou dizer, nenhuma, NENHUMA de vocês três gostam de mim.
    Fazem essas resenhas pra me deixarem com as lombrigas leitoras atiçadas!!!!!
    E agora eu fico aqui sofrendo!!
    rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Sorry. Mas me recusei a ler sua resenha. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk... ainda não li esse livro nem o primeiro, daí vc me pergunta, pq veio comentar? Para dizer, que assim que eu ler o primeiro e o segundo voltarei. kkkkkkkk...

    Doida? Só um pouco.

    Bjjjs.

    ResponderExcluir
  16. Amei sua resenha, a mais completa que já li. Parabéns! Estes irmãos nos fazem peredr a cabeça! Vou surtar quando chegar a vez da edição brasileira do meu hellren V.

    ResponderExcluir