='cap-left'/>

Bruna Longobucco - Sem Destino


Um pai dominador



Um passado nublado

Uma história de amor que ainda não acabou...



Helena é rica, mimada e revoltada. Os escândalos que se envolve são noticia constante nos jornais de maior circulação no estado de Minas Gerais.



Desafiar o pai, um empresário de sucesso, tornou-se praticamente uma obsessão. Então, um grave acidente em um fim de semana tumultuado muda sua vida de forma radical, e a coloca cara a cara com o passado. Agora, ela vai ter que vencer seus medos, descobrir qual o segredo que sua memória bloqueou e, em meio a uma série de contratempos, viver uma história de amor, intriga e suspense.



Bruna Longobucco é uma mineira com um enorme talento, e autora dos seguintes livros publicados:

O menino que tecia sonhos(CBJE, 2004);
Além das nuvens (Escritóriode Histórias, 2005);
Luz do sol (CBJE, 2006);
O vale da liberdade(Editora Protexto, 2007);
Um outro olhar (CJBE, 2008);
Sem Destino (Ixtlan, 2009).

Infelizmente, só tive o prazer e a oportunidade de ler o livro “Sem destino”, mas a experiência foi tão gratificante que certamente lerei mais livros de sua autoria.
Sabem por quê?
Porque amei Sem Destino... Simples assim.
E também amei ter contato com a própria Bruna, que é uma pessoa super acessível e carismática. Inclusive, enviou-me um exemplar com uma linda dedicatória. (Tirem os olhos... esse é um de meus “intocáveis”!!)

No livro “Sem Destino”, de Bruna Longobucco, conhecemos a história de Helena e Tiago. Ainda que sejam duas pessoas completamente diferentes, têm uma coisa em comum: são loucos um pelo outro...




Desde pequena Helena sempre passava suas férias na fazenda Embalança, propriedade do seu avô materno, e onde o pai de Tiago trabalhava... Com o passar do tempo essa amizade de férias acabou se transformando em “algo mais”.
Lindoooooo, leiam que trecho tocante:


-Ô Lena, quanto tempo cê vai ficar na fazenda?
Animada,Helena voltou a atenção para Tiago.
-Minha mãe falou que desta vez vamos fica todo o período de férias.
- Uau! Vai ser demais!
- Mais pra mim. Afinal, vocêsempre tem a Ana pra brincar. Já eu, lá em casa não tenho ninguém.
- Não é a mesma coisa. Você éminha namorada, esqueceu?
- Não. Você contou pra maisalguém?
Tiago negou com a cabeça e Helana respiroualiviada.
- Sei que já temos onze anos,mas o vô não ia entender. Ele disse que eu só vou poder namorar quando crescere estiver formada.
- É... eu sei. A mãe tambémacha que eu preciso criar barba. Mas não me importo, gosto de você.
- Eu também!
- Posso fazer uma coisa?
- O quê?
A tendendo a um impulso,Tiago roçou levemente seus lábios nos de Helena.
Ela olhou assustada e eleriu.
- Agora é oficial. Só norosto não vale.
Helena pensou se deveria xingar ou não
- O que foi?! - perguntouTiago, agora preocupado se teria ido longe demais.
- Nada! Mas já que beijouminha boca, vai ter que se casar comigo. Promete?
- Prometo!



Ainda que Tiago tenha levado a promessa muito a sério, as reviravoltas do destino mudam a vida do casal completamente.
Aos dezesseis anos Helena perde o avô quem tanto ama,e sua mãe se suicida. Tanta tragédia para uma adolescente!
Obviamente sua vida sofre uma guinada total, pois ela perde sua base de sustentação: os entes mais queridos e conselheiros. Sem chão, Lena comete muitas idiotices, como terminar com seu amado, que fica com o coração despedaçado. Coitadinho! Ele até havia comprado alianças... E ela vai e faz uma coisa dessas!

Com o passar dos anos Lena acaba se torna uma rebelde sem limites, tomando certas atitudes que a deixam irritante aos olhos do leitor. Em contrapartida, Tiago é um homem de bem, que amadureceu depois da decepção que sofreu com Lena, a até noivou com Ana, amiga de infância de ambos e filha da governanta da fazenda.

Então, num belo dia...

Helena gosta muito de desafiar ao pai, e resolve levar alguns amigos - que não prestam – para a fazenda. Tantas atitudes desvairadas culminam num acidente. Pretendendo dar um basta em tantas sandices, o pai de Helena acaba por tomar uma atitude um tanto drástica: a deixa confinada na fazenda, sem dinheiro algum e vigiada por um segurança.

Otávio, o primo lindo e gostoso de Lena, vai para a fazenda e se encanta com Ana. Ele roubaa noiva de Tiago, que fica a ver navios...
Tadinho MESMO... o Tiago só se f****! (risos)

Mas há males que vêm para bem, como dizem por aí.
Eu explico: Helena se aproveita desse rompimento e começa a ter ideias de se casar com Tiago, e assim tomar as rédeas da fazenda que é sua por herança.

O mais impressionante é que Tiago aceita... E a vida desses dois começa a ser um amontoado de confusões e muito fogo.

Lena é uma mocinha nada típica: irritante, sem limites e toma atitudes que muitas vezes acaba prejudicando ainda mais sua vida.
Tiago é mandão e ciumento... Em suma: um típico macho alfa. Mas, com certeza, é um homem que merece um prêmio por aguentar Helena.

Houve momentos que senti ganas de gritar ao Tiago que mandasse Helena “catar coquinho”... Mas esse casal é tão lindo, que logo acabei me esquecendo das burradas dela e torci muito para um happy end.

Ah...!! Sem dar spoillers, mas no livro também há alguns mistérios envolvendo um acidente que Helena sofreu no passado(!!!)

Porque gostei tanto desse livro?

Bruna soube escrever uma mocinha que traz à tona os piores sentimentos de um ser humano. Helena é o personagem mais complexo que conheço, é irritante, chata, metida, egoísta, mal criada, fútil, etc... Mas ela acaba se tornando uma pessoa tão diferente! Na realidade, acaba resgatando o que sempre foi e só esteve camuflada a fim de provocar ao pai.

Recomendooooo!!
Não irão se arrepender, garanto.
E sabem o que ainda é melhor no livro? A história se passa em Minas Gerais, no lindo e maravilhoso estado onde euzinha moro!



Comentários
13 Comentários

13 comentários:

  1. Ei Lu,

    Quero ler este livro, adorei a resenha.

    bjo

    ResponderExcluir
  2. Lu,
    Adorei esse livro. É uma delícia de ler, li em uma noite e adorei a escrita da Bruna. Sua resenha está excelente.
    Bjoooo

    ResponderExcluir
  3. Esse livro também está na minha lista...
    Mas tadinha dessa lista... está tão paradinha nesses meus tempos sem emprego hahaha

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Já li resenhas dele e gostei bastante, quero ganhar.
    vou ver se meu amore me dá, kakaka.

    ResponderExcluir
  5. Lu,esse livro da Bruna é maravilhoso,as intrigas entre helena e Tiago são doces no fim! Isso eu adorei,parabéns pela ótima resenha!
    Beijo;*

    ResponderExcluir
  6. Parece bom heim?! Já li outras resenhas sobre ele e sempre me empolgo.
    É isso aí, vamos valorizar nosssos autores nacionais,
    Parabéns pela resneha :)
    BjOO. :)

    ResponderExcluir
  7. HIHI gostou mesmo né Lu?
    Passou a manhã toda falando mineirês rs

    'Tiago é mandão e ciumento... Em suma: um típico macho alfa. Mas, com certeza, é um homem que merece um prêmio por aguentar Helena.'
    UAAAU! Apresenta haha XD Mocinha chata é bom viu, as vezes a gente precisa diferenciar um pouco. São muitas as sofredoras boazinhas hihi

    Beijos
    Isaa

    ResponderExcluir
  8. HUMMMMMM, UM LIVRO NACIONAL QUE PARECE SER REALMENTE BOM!!!!!
    GOSTO DESSAS HISTÓRIAS FORTES COM UM QUÊ DE SOFRIMENTO E, POR SER BRASILEIRO, NOS SENTIMOS MAIS PERTO DA PERSONAGEM...PARECE BOM MESMO.
    BEIJO, EU ADORO SEU BLOG!

    http://leituraspontocom.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Livros brasileiros sou muito suspeita para ler.
    Mas depois dessa resenha, eu tenho de conferir esse!
    Parece ser d++++!
    Bem do gênero que a gente gosta!

    ResponderExcluir
  10. Oi, Lu.

    Adorei sua resenha empolgante!!!
    Já estou de olho nesse livro faz tempo, viu?
    Fico muito feliz em saber que nossos autores estão bombando!!!
    Adoro livros desse gênero e histórias marcantes, como essa que despertou meu interesse. Já li em muitos blogs só elogios a respeito dessa obra.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Gostei muito da resenha e fiquei curiosa pra conhecer o livro. Confesso que o fato de se passar em MG contribuiu bastante pra isso. Porque, apesar da história ser interessante, a descrição dos personagens não é bem o que me chama a atenção. Gosto quando é o contrário, mocinha boazinha e mocinho-vilão. Mas a sua empolgação foi tanta que eu quero ler assim mesmo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Li e gostei muito desse livro, vale a pena ler.

    Pâmela Lobato

    ResponderExcluir