='cap-left'/>

Linda Howard - Reencontros


Conselho pré-leitura: não comecem a ler Linda Howard num domingo a noite, quando no outro dia você tem que acordar às 6 horas da manhã! Por quê? Bem, se você não se importa em parecer uma sonâmbula que foi dormir às duas da matina, leia a vontade, ou escolha um horário mais apropriado...

 Porque o livro é totalmente viciante Sensacional. Incrível. Com força e capacidade de sensibilizar gigantescas... E às mães, mais um conselho, se preparem. Creio que vocês, mais que ninguém se sentiram tocadas com essa personagem feminina!

Milla é DIVA.  Desculpem a empolgação, mas não é desmedida. Esse livro me tocou mesmo e eu chorei muito, muito, tanto...

Tudo caminhava muito bem na vida de Milla, estava encantada com seu filho recém-nascido, tinha um casamento excelente e uma vida sexual e amorosa magnífica. Como poderia imaginar que um futuro negro estaria por vir? Como prever que num rotineiro passeio com Justin em uma feira, o pequeno bebê seria literalmente arrancando de seus braços? E ela, deixada em meio a uma poça de sangue quase a beira da morte?

Pois foi isso mesmo, irreal... Seu lindo bebê recém nascido, seu lindo bebê de olhos azuis arrancando de sua vida. Sua criança levada para sabe-se lá aonde. Parte de seu ser levado.  Sua vida, destroçada.

Por um breve momento, só imaginem levemente isso acontecendo com seu filho de seis semanas.

Vocês parariam de procurá-lo? Poderiam imaginar parar?

Milla não parou. Por longos dez anos,  mesmo com sua família contrariada e 
com um casamento acabado ela não deixou de procurá-lo.

 Seu coração de mãe nunca concebeu perder o resto da esperança, pois seria como admitir que seu filho estava morto.  E ele não estava morto. Não poderia estar.

Você que é mãe, conseguiria parar de procurá-lo?

E quando o enigmático Diaz aparece em sua vida, sua esperança toma mais força. Aquele homem rude dono de olhos frios de dar medo, que no começo a amedrontava,  representava seu Justin mais perto...  E ao mesmo tempo, fazia com que ela novamente se sentisse mulher ao sentir  um desejo enorme por ele.

(Uiiii...calor só por lembrar as cenas HOTs!)

Aqui vai minha crítica: Apesar de Diaz ser um personagem extremamente masculino – e que bom, forte e apreciável – a autora poderia fazer ele falar um pouco mais e explorado mais seu passado... que homem calado!

Com a ajuda de Díaz, Milla finalmente fica frente a frente com a quadrilha que roubava crianças e as levava aos Estados Unidos para serem  adotados, e que no presente da trama não traficam mais crianças, e sim órgãos humanos.

E aqui  lá vai outra quase crítica:  Linda Howard não é uma boa thriller.  não há muitos mistérios quanto aos vilões. Mas, isso não impede que o livro seja bom, até por que o drama que envolve Milla é suficiente.

Suficiente para se emocionar.
Suficiente para chorar litros.
Suficiente para nunca desejar estar na pela daquela mulher, mas se estiver, desejar a força e coragem dela.

Pronto. Parei. Resumindo, e parando de falar, o livro é LINDO. Eu  recomendo à todas.

Sinopse:Em uma manhã ensolarada no México, Milla Edge vê sua maior paixão desaparecer num piscar de olhos: seu bebê recém-nascido é literalmente arrancado de seus braços, num rapto violento e inexplicável. Carregando a angústia de não saber o paradeiro de seu filho, Milla funda uma organização especializada em encontrar crianças desaparecidas. Dez anos mais tarde, apesar de ter ajudado várias famílias desesperadas, ela continua sem ter qualquer pista sobre o crime que a marcou profundamente. Desde então, sua vida pessoal desmoronou e sua sanidade por pouco não foi afetada. Mas as coisas começam a mudar de figura quando Milla recebe um telefonema anônimo... A partir de então, a cada passo ela parece estar mais perto de seu filho - e também mais próxima da morte. "Reencontros", um thriller hipnotizante de Linda Howard, é uma história para mexer com os nervos e com o coração.

Comentários
29 Comentários

29 comentários:

  1. Geeez, eu quero! hahahaha
    Fiquei cheia de vontade de ler, adoro chorar litros com os livros bons *__*

    Entrou pra minha lista ;D

    :*
    Juh Oliveto
    Livros & Bolinhos ~

    ResponderExcluir
  2. Aim, eu adororo a Limdona!! ^_^ Tenho um caso de paixão crônica por ela desde os tempos dos Mackenzie! (* Ai, Zane.... *suspiros!)
    Claro que vou querer ler esse, preciso conhecer esse lado emotivo dela! ^_^
    Bjussssssss

    ResponderExcluir
  3. Quase tive esse livro, mas na hora comprei outro, nem acredito!
    Me emprestem uma faca por favor!
    Adorei o Mote, eu como mãe fico me imaginando numa situação assim, mas não... prefiro a faca!
    Adorei Lari, vc passou sua emoção na resenha, me fez ter vontade de começar a ler ainda hoje, mas como não tenho o livro, vou ali, pegar uma faca, kkkkk

    ResponderExcluir
  4. Priscilla Castilho27 de agosto de 2010 11:26

    Parece ser muito bom msm, mas ela encontro o menino?? mataram ele e pegaram os órgãos???? OG s[o queria saber isso pra poder ler :D rsss

    ResponderExcluir
  5. Esse eu tenho!!! kkk
    Quando eu ler, vou levar sua dica em consideração sobre arrumar um horário apropriado para ler...kkk Começo a ler meus livros todos a noite, e fico no outro dia no modo Zumbi!

    ResponderExcluir
  6. Esse livro é maravilhoso, como quase todos da Linda Howard.

    ResponderExcluir
  7. eu não tenho mas conheço alguém que tem hehehe, então vou pedir emprestado porque depois dessa resenha fiquei muito a fim de ler

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Que dramático. Parece ser muito bom mesmo.
    Eles fazem todo o contexto histórico dos sequestros de crianças para o tráfico de órgãos?

    =***

    ResponderExcluir
  9. Já li esse livro há muitos anos. Sempre retiro ele da estante e releio.

    Adorei sua resenha, apesar de não concordar com sua analise a respeito do Diaz. Acho ele perfeito do jeito que é... rsrsrs

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Nossa... com tanta empolgação fiquei com muita vontade de ler o livro!
    Nunca li nada da autora (O.O) mas fiquei com muita vontade de ler o livro.
    Perder um filho é muito duro e eu fiquei com muita pena dela.

    ResponderExcluir
  11. Ei Lari,

    Legal, não conhecia.

    bjo

    ResponderExcluir
  12. Eu tenho ele em inglês, mas ainda não tive coragem de ler... hehehehe

    E se vc acha q a tia Linda não é uma boa thriller, leia Up Close and Dangerous (Íntimo e Perigoso) dela. CHOCAY com o final, nunca poderia imaginar!

    =*

    ResponderExcluir
  13. Aii Lari, adoreii sua resenha!
    Wow, deve ter sido muito difícil pra Milla mesmo!
    Eu não li nada da Linda, então vou seguir seu conselho! HUAHAUH :)
    Fiquei com vontadde de lerr!
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  14. Nossa, que lindo! Eu espero que eu consiga guardar todos esses nomes de livros, porque aqui você só fala de livros muito bons >< hahaha

    ResponderExcluir
  15. Oi Lari
    Sempre tive curiosidade por esse livro. Mas a capa nunca me chamou atenção. ( eu como pelos olhos. kkk)
    Adorei sua resenha.
    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Bem legal ...parece que foge do comum, eu tenho um dela, esta entre os próximos.

    Bjus e Bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  17. Eu quero...
    Anotando... alias, essa autora tem estilo de ser aquelas com 1000 livros né?rs

    ResponderExcluir
  18. Também chorei quando li esse livro ano passado. Achei muito bom! :)

    ResponderExcluir
  19. Oi Lari,

    Gostei da resenha, Linda quase nunca me decepciona, e esse parecer ser mais um dos livros dela que nos toca bem no coração,afinal ela teve a vida dela arrancada de seus braços literalmente, vou caça claro!!!!!
    k.
    Mais um livro de chorar, e olha que ainda estou me recuperando do rio de lágrimas que foi A Última Música.
    Aja lenços de papel!
    kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  20. Agora fiquei imaginando um filho arrancando dos braços da mãe, que tragedia!
    Mas o livro deve ser bom mesmo eim
    Bjos

    ResponderExcluir
  21. só isso tudo q vc achou!??? eheheheheh Não conhecia o livro, mas depois de tantos elogios.. fica até chato ñ procurar e separar para uma futura leitura ihihihih

    beijinhos

    ResponderExcluir
  22. Nossa, parece ser ótimo esse livro.
    Quero ler Lari. =*

    ResponderExcluir
  23. Gosto de thrillers! Fiquei curiosa!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  24. Oi!! Até hoje só li um livro da Linda Howard e gostei bastante. Gostei do seu conselho pré-leitura :D

    ResponderExcluir
  25. Menina, vc mandou super bem na resenha. Quanta emoção!

    Super beijo. Muitas saudades.

    ResponderExcluir
  26. tow prcisando de um livro viciante assim. Desde que eu li a serie house of nigth não encontro mais nada parecido, que me prenda e me faça tremer ao ler. tá anotada a dica

    ResponderExcluir
  27. eu li e é muito bom vou apresentar ele amanha em minha escola.

    ResponderExcluir
  28. Meus olhos encheram de lágrimas só de ler a sinopse... vou correndo ler, pois adoro Linda Howard.

    Lilian

    ResponderExcluir