='cap-left'/>

Janethe Fontes - Sentimento Fatal (inédito)


Olá, amigos leitores...
Tenho a grande alegria de apresentar mais uma postagem para nossa seção "Talentos Nacionais", e hoje apresento à vocês um trabalho inédito... Isso mesmo! Vou resenhar um original não publicado que me foi entregue com todo carinho pela autora Janethe Fontes. Vocês já conhecem o livro Vítimas do Silêncio, que aborda a forte temática do abuso sexual, e mais uma vez Janethe surpreende em Sentimento Fatal ao trazer à baía outra temática muito polêmica e pouco comentada na literatura: a violência doméstica. Sabemos que a agressão não é um fato raro na sociedade, sendo inclusive tida como prática natural em determinadas culturas, onde a mulher deve ser submissa ao marido/companheiro. Mesmo que vivamos na era da modernidade por vezes podemos notar muita tolerância em determinadas situações de abuso, até mesmo porque na grande maioria das vezes a mulher não denuncia o marido agressor, chegando aos extremos de desculpar e esconder a violência sofrida... Foi exatamente assim para Adriana, nossa protagonista.

Sentimento Fatal
Janethe Fontes

Mulher atual, inteligente, bonita, mãe de uma menina de 5 anos e apaixonada pelo marido, assim é Adriana, como tantas Marias, Neusas, Lourdes, Aparecidas e Joanas. Em meio à leitura tivemos alguns flashbacks da história do casal, a forma como se conheceram, como se apaixonaram, e a felicidade de ambos ao nascer a filha em tão pouco tempo de vida matrimonial... Mas logo o príncipe encantado mostrou sua verdadeira face.
O castelo de Adriana desmoronou quando resolveu voltar a trabalhar. Beto, seu marido, tinha um emprego estável e total condição de prover o melhor para a família, mas ela buscava satisfação pessoal como qualquer mulher e queria continuar trabalhando... foi por conta dessa decisão que o amor doentio que seu marido lhe devotava começou a sair da redoma. Possessivo, Beto conseguiu para ela um emprego na mesma firma onde trabalhava, como se assim pudesse vigiá-la diariamente. Ele já era ciumento, mas logo passou para as agressões físicas. Vagarosamente, essas agressões foram aumentando em intensidade e ele batia, humilhava, forçava a esposa a ter relações sexuais. Passado o momento de descontrole, Beto sempre perdia perdão, falava que queria uma chance, que a amava e mudaria seu comportamento, que eles deviam ficar juntos pelo bem da filha.

E ela perdoava!
E ela acreditava que o marido pudesse mudar!
E ela dava uma nova chance...
Só para acontecer de novo, e de novo, e de novo.

Adriana nunca o denunciou e até mesmo escondia de terceiros o que se passava. Vestia roupas compridas e inventava acidentes inexistentes quando a maquiagem não conseguia esconder as marcas das agressões. Foi assim por muito, muito tempo, até que seu enorme desejo de voltar estudar principia o fim:
Superando o medo e as imposições do marido, Adriana se matricula no curso de arquitetura (*Assim se inicia o livro), e lá Adriana reencontra seu primo de criação, Daniel, por quem fora apaixonada na adolescência.
As constantes agressões de Beto o amor e o sentimento de compromisso que nutria pelo marido, tornando a convivência impossível, além de um verdadeiro tomento... Em contrapartida, a reaproximação com o primo fazia renascer sentimentos esquecidos.

Adriana em nada lembrava a adolescente radiante que fora, embora maturidade a tivesse deixado ainda mais bela... Daniel logo percebe o estado emocional daquela jovem mulher que ele conhecia tão bem, sente que há algo de muito errado acontecendo e com a intuição dos apaixonados não tarda a descobrir, especialmente depois de agressões mais e mais violentas. Ciente da bomba relógio que o marido representava, Adriana faz de tudo para manter o primo afastado, mas ele se recusa, e passa ser a força que ela necessita pra tomar um rumo em sua vida. É neste ponto que presenciamos a transformação da mulher oprimida em mulher decidida...

Mas e quanto ao futuro?  
Se decidisse enfrentar seu marido, conseguiria parar de ser agredida?  
Se resolvesse denunciar, e se separar, seria deixada em paz?
Beto aceitaria perder? 
Conseguiria ter uma nova chance de felicidade ao lado de Daniel? 
Aquele sentimento estava fadado a ter um fim trágico, devido ao ciúme doentio de seu marido?

Nem preciso falar que eu gostei muito de ler o original de Sentimento Fatal, não é mesmo? Eu mesma senti essa transparência ao reler minha explicação do enredo... (risos). Ok, vamos combinar que imparcialidade não é o sentimento predominante nessa resenha, pois o livro é realmente envolvente, e confesso que a leitura é um tanto tensa...

A princípio eu não conseguia imaginar porque Adriana se submetia a tal situação, mas a autora consegue tão habilmente nos revelar os sentimentos da protagonista, que logo me senti sofrendo junto com Adriana, presa numa situação perigosa e insustentável. E o que eu gostei muito foi de todos os detalhes da trama:
  • O vislumbre do quanto situações de violência familiar pode afetar às crianças envolvidas. * Não, a pequena Letícia não era agredida fisicamente, e Beto até que era um bom pai, mas ela se ressentia muito de ver o sofrimento da mãe...
  • Os sentimentos do vilão/esposo agressor. Beto tinha consciência de estar agindo errado, talvez se arrependesse verdadeiramente depois da “burrada” feita e tentava se redimir, mas voltava a cometer a mesma falta. *Ele tem certos traumas e pré-conceitos profundamente arraigados... Só lendo para entender, mas entender não é "desculpar"!
  • A luta de Adriana para se libertar da prisão que era seu casamento, e um pouco dos trâmites jurídicos necessários para “fazer acontecer”. *Interessantes os incentivos velados aos leitores que passam pela mesma situação a buscar solução e proteção, ao citar a recente lei Maria de Penha, e a delegacia da mulher.

Claro que Sentimento Fatal é uma obra de ficção, não se engane, o livro não perde todas as características de romance, com sua parte fofa referente ao relacionamento de Adriana e Daniel.
...Mas encerro minha resenha saindo da ficção e fazendo um último comentário como expectadora da vida real e parte integrante da opinião pública: Se temáticas polêmicas (abusos, agressões, sentimentos doentios, etc.) fossem mais vezes abordadas, deixariam de ser tabus. Deixando de ser tabus, seriam mais dialogadas, e sendo mais dialogadas, seriam combatidas. Sendo combatidas, crimes passionais seriam mais facilmente reconhecidos como perigos iminentes, pois nada acontece ao acaso visto que há todo um processo de evolução... Quem sabe assim, quantas Adrianas (ou Mércias ou Elisas ou Eloás) possam ter destinos diferentes? * Não, não é spoiller, a protagonista não perde a vida, mas poderia perder e se tornar apenas mais uma estatística...

Parabéns, Janethe Fontes, sou sua fã.


http://1.bp.blogspot.com/_6Sua73Nf8Cw/TGqKiU9LEpI/AAAAAAAAAJ4/JuYUjdazC1s/s1600/assinatura1.png

Atualizações da publicação:   
Sentimento Fatal - Janethe Fontes
Editora Dracaena / 2012 - 350 páginas
Comentários
39 Comentários

39 comentários:

  1. Ah, que lindo!!! Eu quero esse livro, to com invejinha da Sa que leu primeiro, hahahaha. Gostei da história, mostrando realidade de certos casais com o ciúmes doentio, mas sem perder a ficção com a história de romance. EU QUERO! *.* Amei, beijos!!!

    ResponderExcluir
  2. Tenho muita vontade de ler os livros da Janethe, pelas resenhas que leio, parecem tão bons! *-*
    Esse vai ser sucesso tbm!

    ResponderExcluir
  3. Parece um livro bom, gostei da iniciativa do blog de vocês em ajudar os outros tem tanta gente precisando.

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Muita interessante e atual a temática abordada pelo livro! Ainda não conheço nenhuma obra da autora, mas pela resenha, aparenta ser um ótimo livro!

    ResponderExcluir
  5. Uau, é um tema bem complicado e acho isso muito legal pois sei q muitas mulheres vão se identificar c/ a personagem, e quem sabe elas se inspiram no livro e tomam coragem de fazer algo tbm.

    ResponderExcluir
  6. Puxa,o livro parece ótimo. Sem dúvida mais um talento nacional e que aborda um tema tão desagradável,eu sei que num tem muito a ver,mas me lembrou A Cidade do Sol,a constante violência sofrida pelas personagens. Sem dúvida esse entrou na minha lista,mas... quando vai lançar?! =D
    Ótima resenha
    Bjo

    ResponderExcluir
  7. Essa Janethe Fontes parece gostar de polemizar...pena que ainda não tive a oportunidade de conhecer o seu trabalho.
    É a primeira vez que vejo a violência doméstica sendo abordada em um livro. Deve ser muito bom!!

    ResponderExcluir
  8. Uau, gostei da sinopse e fiquei com nda Sa.... #ToDeMal rs...
    Doida para ler em mãos =)

    ResponderExcluir
  9. A história parece ser bem atual. O machismo à partir do sucesso profissional das mulheres. Já conheci mts histórias assim. Dá vontade de dizer: "Hello! Estamos no sec. XXI, querido!"
    Bom, espero ter a oportunidade de conhecer esse trabalho da autora.

    ResponderExcluir
  10. A autora deve estar babando com a sua resenha!
    Ficou show!
    Bj

    ResponderExcluir
  11. no fundo eu tenho pena desses amores doentis. acho que sou idealista demais, mas enfim, vai saber o que leva uma pessoa a ser assim. Resenha maravilhosa! Bjosss

    ResponderExcluir
  12. Mais uma resenha maravilhosa! Parabens lazinha! Vc como sempre deixando a gente com vontade de ler todos os livros!
    Bijos!!!!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Sabrina.

    Conheci o trabalho da Janethe através do "Vítimas do Silêncio" e estou ansiosa por "Sentimento Fatal".

    Os dois livros abordam temas densos como pano de fundo, mas acho super válido porque nos mostra a triste realidade de tantas mulheres que sofrem esse tipo de violência no mundo!

    E concordo plenamente com você. "e temáticas polêmicas (abusos, agressões, sentimentos doentios, etc.) fossem mais vezes abordadas, deixariam de ser tabus."

    Parabéns pela ótima resenha!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Adorei a resenha!!!
    Era possivel palpar todos os seus senti sentimentos em cada uma das frases.
    parabéns

    ResponderExcluir
  15. Oiii
    Confesso que sou aquela que morro ao ler esse tipo de tema, ok, temos que discutí-lo realmente para tentarmos resolver os problemas, porém são tão tristes! Enfim, adorei sua resenha como a Rê falou vc demonstrou realmente seus sentimentos.

    Beijão pra ti e confesso que o trabalho e minha vida doméstica estão atrapalhando de montão minha vida blogueira, te perdoo pelo sumiço. hehe

    ResponderExcluir
  16. Amei a resenha! Super bem escrita.
    Infelizmente esse tipo de situação acontece muito, eu mesma tenho uma colega que sofre o mesmo problema.
    Quero muito ler esse livro
    beijos

    ResponderExcluir
  17. Puxa!Que previlégio ser a primeira a ler,estou morrendo de inveja.
    Este é um tema duro mas que deve ser sempre posto em evidencia.
    Parabéns a autora pela coragem!

    ResponderExcluir
  18. Eu já tinha ficado com vontade de ler Sentimento Fatal quando li a entrevista da Janethe no Sonho. Agora então, estou louca da silva pra ler!
    Espero que ele seja publicado logo, assim posso matar minha curiosidade!
    Gostei muito de Vítimas, mesmo com todo o sofrimento que ele causa.
    Esse provavelmente também adorarei!

    ResponderExcluir
  19. Sentimento Fatal realmente chamou minha atenção, eu acho que todos deveriam le-lo, minha opinião claro, pq tem muitaaaa realidade nele apesar de ser uma "ficção"!

    ResponderExcluir
  20. Oi flor,
    Vim agradecer sua visita e ver as novidades essa semana foi tri corrida e eu com a idéia de realmente colocar no ar meu blog não consegui tempo de visitar os sites que eu gosto. Ah já te estou te seguindo e te linkei la no meu blog. Sobre a resenha achei bem interessante um livro tratar de temas polemicos como esses mesmos, sabe que as vezes nao entendo como as mulheres podem ficar submissas a certas coisas...talvez lendo esse livro eu consiga ter um pouco mais de ideia do que se passa na vida delas ne? Bom adorei a resenha. Bjkssss

    ResponderExcluir
  21. Nem saiu em livraria e vocês já estão resenhado!
    Que xique!!!!!! Parabéns!
    Promete, com certeza, ser mais um sucesso!

    ResponderExcluir
  22. Adorei a resenha!!! Fiquei realmente curiosa em ler esse livro que parece ser tão bom!!! Vai ter sorteio dele no blog? rsrsrs
    Eu quero!!

    ResponderExcluir
  23. Gostei da sua resenha,toca nos principais tópicos abordados no livro.
    Não sei como o livro termina, mas espero que seja um exemplo de superação para muitas mulheres que vivem na mesma situação que Adriana.

    Bye

    ResponderExcluir
  24. Ei Sa, a resenha ficou maravilhosa.
    Parabéns.
    Me deu uma vontade louca de ler o livro. =)
    beijos

    ResponderExcluir
  25. Janethe Fontes tem em mim uma grande Fã, adoro os temas abordados por ela, cada um escrito com maestria.
    Esse livro está sendo esperado com ansiedade, vou ler com certeza!
    Amei a resenha!

    ResponderExcluir
  26. Parabéns Sabrina, adorei a resenha!
    Esse tema, apesar de muito triste, é bem comum na nossa sociedade e deve ser abordado, pois ajudaria bastante as mulheres que sofrem desse problema a enfrentar seus medos e contar o que estão passando!
    Parabéns Janethe!!

    beijos,

    @mytchelli

    ResponderExcluir
  27. Esse livro tem todos os ingredientes que, a meu ver, tornam o livro imperdível: uma estória de ficção, com um tema atual e bastante polêmico, e que nos ajuda a entender o que se passa na cabeça de tantas mulheres que sofrem violência doméstica e, principalmente, porque se negam a denunciar os parceiros. Adorei a resenha e o livro!!

    ResponderExcluir
  28. Interessante, é sempre bom conhecer novos talentos nacionais!!! Acho q vou ler!!!

    http://conversandocomdragoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  29. Adorei a resenha ^^
    Eu li "Vítimas do Silêncio" e não só achei o livro maravilhoso, como achei o tema super importante. E mais uma vez a autora volta trazendo outro tema polêmico. Deve ser uma ótima história! Gostei muito da resenha =)

    ResponderExcluir
  30. a autora abordou um assunto forte.
    Adorei a resenha. Quando será publicado?

    ResponderExcluir
  31. ADOREI A RESENHA
    A AUTORA ABORDA ASSUNTOS MT BONS, ABORDA ASSUNTOS DA REALIDADE
    Quero ler, eu adorei Vitimas do Silencio
    Bjokas

    ResponderExcluir
  32. Os livros dessa autora são bem intesos... nunca li nada parecido na verdade, tenho curiosidade de conhecer! Temas polemicos é sempre muito bom ser explorado e mostrado... Parabens para a autora! Esse ainda não foi publicado, mas deve ser incrível!

    bjus

    ResponderExcluir
  33. eu quero, eu quero, eu quero. =)

    ResponderExcluir
  34. Ótima história!
    Mas infelizmente é uma realidade...

    ResponderExcluir
  35. Gostei de ambas as resenhas. Gostaria muito de lê-los!

    ResponderExcluir