='cap-left'/>

Lançamento: Coleção Clássicos Fantásticos - Lua de Papel

LooowoooL !
Pessoal, a Lua de Papel - Selo da Editora Leya- não se cansa de inovar...

Depois do grande sucesso de Jane Austen, A Vampira de Michael Thomas Ford – que foi um lançamento inusitado mas mesmo assim muito bem criticado – (leiam a resenha A
QUI), iremos conhecer agora a Coleção Clássicos Fantásticos, seguindo nessa mesma proposta.

COMO SERIAM ALGUNS DE NOSSOS CLÁSSICOS SE TIVESSEM SIDO ESCRITOS HOJE?

Com ideia inicial nessa pergunta que não quer calar,
quatro escritores e roteiristas selecionaram clássicos aclamados da literatura para dar-lhes nova roupagem, agora com elementos de ficção... e muito humor.
Vamos aos lançamentos:


DOM CASMURRO E OS DISCOS VOADORES
Lúcio Manfredi

A famosa personagem clássica Capitu, de Machado de Assis, tinha como principal característica os dissimulados olhos de ressaca. Nesta versão de Dom Casmurro escrita por Lúcio Manfredi, o mistério por trás dos olhos de Capitu vai além, está diretamente ligado ao mar. A trama romântica agora sofre a interferência de seres alienígenas e androides, disfarçados sob os personagens originais de Machado. Cabe ao leitor, identifi car quem é quem. Bentinho não está apenas envolvido no triângulo amoroso, mas numa disputa de forças intergalácticas. Um combate entre as evoluídas civilizações reptiliana e aquática, que habitam o planeta Terra há milhões de anos.
Sobre autor: Lúcio Manfredi é escritor e roteirista de televisão. Em literatura, o autor já fez incursões pelo gênero da ficção científica, tendo contos publicados em diversas coletâneas, entre elas, Como era Gostosa Minha Alienígena, Dez Contos de Terror, Galeria do Sobrenatural. Na TV, atuou como colaborador das minisséries A Casa das Sete Mulheres, Um Só Coração e nas novelas Como Uma Onda e Ciranda de Pedra, na Rede Globo.


SENHORA, A BRUXA
Angélica Lopes


Aurélia Camargo é poderosa. Rica, linda e solteira, ela consegue enfeitiçar todos os homens à sua volta. Uma mulher assim tinha que esconder algum segredo. Em 1875, José de Alencar criou Senhora, essa destruidora de corações que comprou o único homem que se atreveu abandoná-la. Nesta nova versão do romance clássico, feita por Angélica Lopes, o folhetim de época vira uma trama sobrenatural, com elementos de magia. A vingança de Aurélia contra o ex-namorado agora é elaborada com a ajuda das misteriosas irmãs Blair – feiticeiras celtas em busca de vida eterna, que há mais trezentos anos semeiam a discórdia entre os pobres casais apaixonados.
Sobre a autora: Angélica Lopes acredita no poder das palavras e na imortalidade das boas histórias. Na única vez em que consultou uma cartomante, ficou tão ansiosa pela chegada do futuro que deixou de aproveitar o presente. Desde então, aproveita a vida na ignorância do amanhã. Em comum com o mestre José de Alencar, está a paixão pe
lo folhetim e pelas reviravoltas no final de cada capítulo. A autora também escreve para TV, teatro e tem oito livros publicados.

O ALIENISTA CAÇADOR DE MUTANTES
Natalia Klein


O Alienista caçador de mutantes é uma versão revisitada de um dos contos mais famosos de Machado de Assis, que soma a irreverência e o nonsense ao humor ácido e politicamente incorreto do escritor carioca do século XIX. Agora, a vila de Itaguaí é alarmada pela queda de uma nave espacial e por uma névoa que causa mutações alienígenas. Quem cuidará do caso é o médico Simão Bacamarte, que recebeu do povo a alcunha de alienista, uma combinação de alien com especialista.
Sobre a autora: Natalia Klein é uma jovem escritora carioca, fã incondicional de Monty Python, Seinfeld e Larry David. É redatora de humor da TV Globo e autora do blog Adorável Psicose, onde fala sobre as insanidades do universo feminino.


ESCRAVA ISAURA E O VAMPIRO
Jovane Nunes


Um livro apavorante! Baseado no romance de Bernardo Guimarães, a história ganha nova vida, com gente morta para todo lado e um vilão, Leôncio, como um vampiro atrapalhado. “Fiquei muito feliz com este livro. O autor, Jovane Nunes, que eu não conhecia e que agora tenho o prazer de conhecer, foi muito feliz ao relatar todos os sofrimentos pelos quais a minha tataravó Isaura passou. A história aconteceu exatamente como ela narrou, e todos os personagens estão muito realistas. O que mais me impressionou foi o meu tataravô Álvaro. Lendo a descrição do autor é com se ele estivesse ali, ao vivo, numa imagem em 3D. Durante a leitura, que fiz junto com meu marido, passamos por momentos de aflição e medo, vendo à nossa frente, como se fosse um filme, tudo o que a minha tataravó sofreu. O final, realmente muito surpreendente, me deixou emocionada e chorei muito. Obrigada, Jovane Nunes.
Sobre o autor: Jovane Nunes, com sua língua afiada, Jovane é uma dos grandes representantes do novo humor brasileiro. O ator, que faz parte da Cia de Comédia Os Melhores do Mundo, escreve para programs de Humor da TV Globo e ainda encarna personagens no Zorra Total.





Comentários
17 Comentários

17 comentários:

  1. Qdo vi esses livros na revista na Saraiva pensei até que era continuação daquele - Orgulho, Preconceito e Zumbis, mas dps percebi que estes são apenas os clássicos . Será que emplaca?

    As capas são bonitas...

    ResponderExcluir
  2. Tambem pensei em Orgulho, Preconceito e Zumbis lendo esse post. Q tal se todas as professoras de literatura em suas aulas substituissem os clássicos por esses? Já que quando estudamos somos obrigados a le-los (sendo alguns deles até chatinhos demais para nós na época).Brincadeira meninas to falanso insanidade(já entrei no clima desses livros). Hahahahah
    Achei tudo isso divertido e inusitado. Quero ler!

    ResponderExcluir
  3. São interessantes...Mas antes de ler um desses, seria bom ler o verdadeiro, para haver uma comparação e maior compreensão dos personagens!
    Bem interessante..rsrs

    Beijocas
    Ju e CLara

    ResponderExcluir
  4. adorei a idéia =D
    parece bem interessante. gostei.
    beijos.

    ResponderExcluir
  5. A idéia é engraçada, interessante e assustadora ao mesmo tempo! rsrs Deu curiosidade em ler! Mas concordo com o comentário da Juliana, a leitura deve ser melhor ler a obra original antes de ler essa versão inovadora! =)
    Xerus
    =***

    ResponderExcluir
  6. Eu achei hilária esta idéia, acho que vale a pena dar uma conferida nestes "clássicos" que pelo visto vão nos fazer rir muito.

    Queria ler....

    Leituras Pontocom

    ResponderExcluir
  7. Nossa, já me diverti só lendo os títulos. Seria legal se esse livros caíssem no vestibular xD

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Adorei a ideia de Senhora, A Bruxa. A historia deve ser engraçada. kkk
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Gewnte, ok. Eu gosatei muito de Jane austen A Vampira, muito mesmo. porquê o autor conhecia muito bem Jane sabe?? E quando eles falaram que iriam lançar mais livros nesse estilo eu pensei que fosse um de fora também sabe??? Mas sinceramente??? Não tó com um pingooooo de vontade de ler mais livros assim sabe?? Tpo senhora( que eu adoro)...Imagina??? aloka.
    Não sei se vou ler...na real.

    ResponderExcluir
  10. Tenho que dizer que detesto esse tipo de literatura.. infelizmente não é meu tipo preferido...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Menina!!! Li todos estes livros na versão 'tradicional'! E confesso que sou fã de SEnhora: amor doído e vingativo... li e reli muitas vezes! Fiquei curiosa com a versão bruxa da hiatória! Amei!
    BJ

    ResponderExcluir
  12. Nha, não sou fã desse tipo de leitura... Mas pra kem gosta, é prato cheio! Bjs.

    ResponderExcluir
  13. Dom Casmurro eu nunca consegui ler. Quem sabe essa versão moderninha seja melhor? rsrsrs
    Senhora eu li e adorei. Acho que não animo a uma versão que transforma Aurélia numa bruxa.

    Os outros não despertaram meu interesse, porque nunca nem tentei ler os originais.

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Eu não sei não hein, mas talvez essa nova roupagem agradem aos mais jovens ou àqueles que torcem o nariz para a literatura brasileira clássica. A grande maioria desta coleção eu li no original e alguns como Memórias fulguram entre os meus favoritos, vai ser difícil eu pagar para ver.

    ResponderExcluir
  15. Agora virou moda né, revisitar os clássicos colocando elementos fantásticos... talvez sirva pra incentivar a leitura, mas não sei... ainda não me despertou a vontade de ler...

    ResponderExcluir
  16. Mto show essas histórias. Tomara que vire moda e as escolas os adote. Seria bem legal.

    Bjs.

    ResponderExcluir