='cap-left'/>

Michael Grant - Gone


O começo... 299 horas e 54 minutos. (pág. 11)

Era mais um dia como outro qualquer em Praia Pedida, Califórnia.
Os jovens em idade escolar estavam na escola, a maioria desejando estar em outro lugar. Os pais estavam no trabalho, algumas mães cuidavam de seus filhos em casa... todos apenas viviam mais um dia comum.

Sam Template estava na aula de história, sonhando que ele e seu amigo Quinn curtiam o dia na praia, prontos para pegar mais uma onda. Ele e a maioria dos alunos não prestavam a mínima atenção no que o professor Trentlake explicava. Mas então aconteceu algo e “PUF”; o professor desapareceu! E não foi só ele: todos com mais de 15 anos simplesmente “evaporaram”.

Os telefones estão mudos, a internet não pega, todo o tipo de comunicação com o mundo lá fora simplesmente parou de funcionar. Uma grande parede envolve a cidade e não existe saída.

Porque todos com mais de 15 anos desapareceram? Para onde eles foram? O que aconteceu? Será a Usina Nuclear de Praia Grande a responsável por isso? – Essas são uma das várias perguntas que Sam, Astrid, Quinn e todas as crianças se faziam o tempo todo! Tudo virou um caos e quem irá salvar os que ficaram?

Quanto mais Sam, Astrid e Quinn se aproximavam, mais crianças eles encontravam indo em direção à praça. Era como se, de algum modo, as crianças da cidade deduzissem que deveriam ficar juntas, para se protegerem. Ou talvez fosse apenas a solidão esmagadora de casas que subitamente não eram mais acolhedoras. (pág. 42)

Para ler “Gone” é preciso estar preparado para entrar em um universo onde nada é o que parece ser, e onde as pessoas mais improváveis se tornam heróis e terão que lidar com o futuro de uma cidade.

Já imaginou acordar em um dia e descobrir que o mundo que você conhecia não existe mais? É o que acontece com as crianças de dessa pequena ilha!

Eles têm apenas uma opção: a de se tornarem responsáveis por si mesmos e pelos outros. Maria Terrafino e seu irmão resolvem cuidar das crianças menores, Albert Hillsborough fica a cargo do MacDonald’s - afinal todos precisam se alimentar - e Dahra se torna a nova “enfermeira”. Mas todos precisam de um líder, alguém que possa tranqüilizar as crianças, botar ordem na cidade, e não existe pessoa melhor do que Sam Template, o garoto que há tempo atrás salvou um ônibus (cheio de alunos) de despencar de um precipício. Porém o que Sam menos quer é se tornar líder, ele só quer é acordar desse pesadelo, encontrar sua mãe e fingir que não existe nada de “diferente” nele.

O que Sam não quer, é o desejo de outros...
Caine e sua turma chegam da Academia Coates (escola para crianças ricas e esquisitas). Com seu jeito confiante e tranqüilizador, ele consegue tomar conta da cidade e começa a mostrar sua verdadeira face, com Drake - um garoto psicopata e assustador - ao seu comando, Caine se torna o “prefeito” de Praia Grande e sua palavra vira lei.

A cada dia o desespero aumenta, os adultos continuam desaparecidos, ninguém aparece para resgatá-los e coisas ainda mais sinistras começam a acontecer: Animais estão sofrendo mutações e algumas crianças estão desenvolvendo poderes, como Lana, que após sofrer um acidente de carro em que quase morreu, consegue curar seu cachorro e a si mesma “milagrosamente”.

Mas nem todos usarão esses poderes para o bem, há aqueles que o usarão para dominar e fazer de Praia Perdida o seu próprio Reino. Sam não terá como afastar do seu destino e junto com seus amigos, terão que afastar o mau da cidade enquanto ainda dá tempo, afinal o aniversário de 15 anos de Sam Template está cada vez mais perto.

Gone é assustador e sensacional.
Não existem palavras melhores para definir esse livro e tudo que ele me fez sentir.  O livro me surpreendeu, não imaginava que era tão bom, mas confesso que teve partes que me assustaram bastante. O autor não poupou as crianças do sofrimento e teve certas cenas que me fizeram parar para respirar um pouco de tão pesadas que elas eram. No entanto nem toda essa angústia conseguiu me afastar de Gone.

Super recomendo Gone, é um livro que vale a pena ler. É um livro Juvenil bem diferente do que estamos acostumados e essa diferença dá um toque bem especial à leitura.

Série Gone de Michael Grant

1 - Gone

2 - Hunger*

3 - Lies

4 - Plague




http://www.mylivesignature.com/signatures/54488/261/68FA00B56F72A599949160FA37388009.png

Comentários
25 Comentários

25 comentários:

  1. Quero muito ler, mas a lista de desejos está de um tamanho que não sei quando vou poder comprar! hehe
    Adorei a resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Ei Lu,

    Amei este livro, mesmo com todas as cenas impressiováeis rs, quero muito ler a continuação e espero que não demorem muito para lançar.

    Beijoo

    ResponderExcluir
  3. Que triste as crianças sozinhas na cidade! E ainda sofrendo! =/
    Parece ser um ótimo livro! Não tinha muita certeza se ia gostar ou não, mas fiquei com muita vontade de ler! Adorei a resenha!

    Beeijo!

    ResponderExcluir
  4. Esse ta na lista para ser comprado, quem sabe eu não dou sorte e ganho no blog da Nanda, kkk
    Leninha fazendo figa, por que quero ler....
    Beijos meninas!

    ResponderExcluir
  5. Eu olho para esse livro e fico em cima do muro, não sei se caio de cara nele(leio), ou saiu correndo..rs.Sério ultimamente estou com medo de ler bomba e muitas vezes acabo perdendo uma grande leitura.
    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Doida para ler este livro....rs
    Mais uma resenha que aumenta a minha curiosidade...rs

    ResponderExcluir
  7. Interessante, mas não faz meu estilo de literatura.

    Quando tiver um tempinho, confira o book trailer do livro JARDIM DE ESCURIDÃO.

    http://eraeclipse.blogspot.com/2010/09/book-trailer-jardim-de-escuridao.html

    ResponderExcluir
  8. todo mundo fala muito bem de Gone, mas não tenho nenhuma vontade de ler. acho muito "fim do mundo" e suspense pro meu gosto =P´
    beijinhos!

    ResponderExcluir
  9. Parece ser legal! Curti a resenha. :) Bjss, boa semana!

    ResponderExcluir
  10. Pela resenha é diferente do que pensava, estou bem tentada a comprar.

    ResponderExcluir
  11. é o tipo de livro que eu não leria vendo a sinopse, mas a resenha em deixou curiosa '-'

    ResponderExcluir
  12. Oi, Lu.

    Esse livro está na minha lista de desejos!

    Adoro histórias nesse gênero e lembrei-me muito da série televisiva "The 4400", que eu amava! Uma pena que cancelaram!

    Ótima resenha!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Gente, eu SUPER preciso ler esse livro, afinal, todo mundo fala dele! Preiso ler mesmo que nem goste! kkk!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Parece super bom, eu vi ele pedindo ajuda para a escolha da capa até, eu me apaixonei pela sinopse e a sua resenha ta d+

    http://luanarodriguesfarias.blogspot.com/

    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Oi Lu!
    Esse livro é a minha cara! Adoro hist´rias assustadoras. Parece ser fascinante.
    Ótima resenha.
    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Ahhh, quero DEMAIS esse livro. Marquei lá no skoob desejado, parece ser um dos estilos que eu gosto. A capa me lembrou Lost, e eu achei que era sobre isso quando lançou, hahahaha.

    ResponderExcluir
  17. Parece bem interessante, diferente do usual.

    Mayara

    ResponderExcluir
  18. me interessei pela história,boa resenha.
    Bjs

    ResponderExcluir
  19. Adorei a resenha!Já li sobre esse livro em diversos lugares, to curioso e qro conferir essa obra URGENTE!

    ResponderExcluir
  20. Quero muito esse livro! Parece ser ótimo.

    ResponderExcluir
  21. *MEDO* Eu iria sumir!!!
    Tipassim, se eu com 17 anos não sei cuidar de mim mesma, o que são um monte de crianças de 14 anos por conta própria?!
    Medo³³³³³³

    ResponderExcluir
  22. Me recomendaram não ler esse livro por eu estar grávida e por ter muitas cenas de crueldades com crianças. Mas, bem, preciso me antenar, né? Rsrs!

    Saudades de suas resenhas e de conversar com vc.

    Bjjs.

    ResponderExcluir
  23. ADOOREI A RESENHA
    to loooooooooooooooooooouca pra ler esse livrp
    bjo =*

    ResponderExcluir