='cap-left'/>

Simone Marques - Agridoce


Para nossa felicidade, a querida autora Georgette Silen, cujo livro "Lázarus" logo será resenhado pela Lariane (euuuu), aceitou participar da coluna de Leitores Convidados.
Para conhecer um pouco mais da Georgette, cliquem AQUI.

Seja bem vinda Georgette...





O Agridoce Sabor de Uma Tentação
Simone Marques


Anya era diferente. Sempre foi. E não apenas pelo fato de ser tímida, recatada, CDF (como diziam os amigos) ou não curtir as mesmas coisas que eles, jovens de sua idade, no auge dos vinte anos.

Não, Anya sabia que era diferente. E, na medida do possível, vivia em concordância com tudo o que lhe fora imposto pela necessidade. Tinha um pai adorável e superprotetor, uma avó inflexível, dominadora, mas que a amava sinceramente por ser a única lembrança viva da filha, a mãe que Anya mal conhecera. Frequentava a universidade de gastronomia, era uma perita em aromas e temperos, e conquistara a afeição e a admiração de alguns colegas do sexo oposto, inebriados pelos seus fascinantes olhos de bombons. Mas o que ela não desconfiava é que todas as suas restrições, as aparentes condições de saúde que a tolhiam de uma vida normal na verdade eram apenas a ponta de um iceberg, um gigantesco bloco que veio a tona numa noite, à beira mar, arrastando Anya para um mundo de novas descobertas, cativando-a pelo seu aroma Agridoce.

E nesse turbilhão de rodamoinhos do destino, Anya descobriu o “efeito borboleta” que aquela noite provocaria em sua vida. E as novas condições que a acolheriam pelo Ciclo do Despertar. Anya era diferente? Sim. Mas agora ela era bem mais que isso...

Simone O. Marques, autora das magníficas séries Paganus e Crônicas do Reino do Portal, nos surpreende mais uma vez com uma obra de peso, qualidade e incrível criatividade. Aproveitando-se de mitos encravados na psique humana, ela desenvolve uma trama arrebatadora, que o leitor não conseguirá soltar das mãos, ávido pelo desenrolar dos acontecimentos cheios de adrenalina e em ritmo alucinante de narrativa. Utilizando-se de figuras míticas, a autora trabalha, de forma genial, as relações sociais em sua obra. Discute-as em vários níveis, fazendo uso dos elementos metafóricos pertinentes ao gênero da Literatura Fantástica. É impossível não reconhecer, em suas personagens, os diversos tipos de arquétipos que moldam o caráter dos seres humanos. E o fato de estarem revestidos pela aura do fantástico, do imaginário e irreal, torna ainda mais gritante essa percepção, o reconhecimento e até a (auto?) identificação com tais arquétipos.

Aborda as mudanças pelas quais todos passaram, visíveis ou não, relacionando-as diretamente a fatos fantásticos concretos e palpáveis, tornando-os identificáveis e de compreensão imediata ao leitor. E mesmo que não seja imediata, tal informação ficará gravada na memória, emergindo em seu próprio tempo. Junta-se a esse aparato técnico indiscutível a criatividade e talento natos da escritora para contar histórias, e temos o resultado ideal para o bom desempenho de um livro junto aos leitores.

Os acontecimentos giram em torno da personagem de Anya e levarão, em seu rastro, toda uma concepção e visão artística, criada pela autora, de um dos mitos mais antigos e fascinantes da história da literatura: o vampirismo. Uma releitura dramática, poética, sedutora, inteligente e tremendamente atual, atingindo vários pontos da sociedade em seus diversos segmentos. E o pano de fundo escolhido pela autora é a cidade de Florianópolis, em Santa Catarina. Portadores, Mensageiros, Escravos, Tutores, Protetores, Caçadores, Justiceiros, Contaminados e Anarquistas invadem a bela Floripa, criando um painel fértil e constante de aventuras e acontecimentos inusitados. Todos eles desencadeados pelo Ciclo do Despertar, temido por uns e ansiado por outros.

E para cada Despertar, uma nova série de relações se estabelece, uma rede intrínseca e irrevogável em seu ciclo contínuo, iniciado por um Mensageiro, e que arrebata seus protagonistas para uma nova condição de existência, em diversos níveis e comprometimentos. E é em meio aos acontecimentos desencadeados que Anya passa a concentrar ao seu redor o abrigo e a proteção, o amor e a devoção. Mas também despertará o ódio e a cobiça, a ambição e o desejo de matar. E a sequencia dos fatos provará, cada vez mais, a necessidade de Anya em se conhecer, ajustar-se a nova condição, mesmo indesejada. Encarar a verdadeira natureza por trás das “doenças genéticas”, que até então foram a desculpa perfeita para ocultar uma série de segredos sobre ela, sua mãe, e sobre as pessoas que agora invadem sua vida com a firme convicção de protegê-la... Ou destruí-la.

Personagens masculinas de personalidades fortes e cativantes, elaboradas e complexas, orbitam Anya, cada qual desejando algo dela. Para o bem ou para o mal. Rafael, Alexandre, Dante, Daniel, Sid, Ivan, Renato, Edgar, homens que vão do desespero ao amor, do desejo a repugnância, do carinho a obsessão, serão responsáveis pelo desenrolar dos mistérios e segredos que cercam a vida da personagem protagonista. E cada nova revelação vem seguida de mais outra, em uma sucessão de acontecimentos que fazem seus protagonistas convergirem inexoravelmente para algo muito maior. E que poderá causar profundas e perigosas modificações no cenário da trama. Ou, nas palavras da autora, “... representa o perigo extremo para um e a esperança desmedida para outros...”

Para Anya, o mar de tempestades e desejos que a invadem será a porta de entrada para a descoberta de uma vida de tentações e sacrifícios, de dores e prazeres, em vários sentidos. O Agridoce sabor da tentação atravessou seu caminho, e dele não há volta. E em meio a muitos perfumes, sempre estará impregnado o cheiro ácido da morte!

Mistérios, paixões arrebatadoras, aromas insinuantes, desejos e ambições desmedidas nortearão cada um dos acontecimentos em Agridoce. O Despertar é apenas o início para Anya. E para o leitor...

Tudo em Agridoce convida a descoberta dos desejos, ao explorar dos sentidos, é impossível negar seu apelo, resistir à sedução e ao encanto, envolvido em tenro sabor de chocolate. E não se surpreenda se, ao final, sentir-se também um “escravo”, totalmente entregue ao “portador” do Agridoce sabor de uma sedução.

Tente resistir ao pecado da gula. Espero que não tenha sorte...

Georgette Silen"

Para descobrir mais sobre os demais livros da Simone resenhados é só clicar AQUI. E não esqueçam de visitar a página da autora clicando AQUI.

Comentários
27 Comentários

27 comentários:

  1. Olá!
    Conheci o novo livro da querida Simone Merques, Agridoce, na Bienal do livro e desde aquele dia o livro está na minha lista de desejos.
    Adorei a resenha...perfeita!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Oii querida!!!

    Não tinha ouvido falar do livro ainda, mas fiquei super interessada na história^^

    megaa bjo
    ;**

    ResponderExcluir
  3. Ah parece ser legal, mas a capa da medo ahuahauh
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Que legal! Esse é um livro que não segue as modinhas, né?! E isso é bom. Vai direto pra minha listinha(tá um pouco lotada). Amei! Já tinha visto, mas não tinha lido o resumo e por isso não comprei, mas agora to morrendo de vontade!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Nossa que legal adorei a resenha! A cada dia me surpreendo mais com os autores nacionais! Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. eu já tinha lido uma outra resenha sobre agridoce tb falando super bem e essa resenha de hj só veio para atiçar mais ainda minha vontade de ler.

    ResponderExcluir
  7. Nossa, que livro interessante! *-*
    A capa me deu um pouco de medo, mas depois de ler a resenha, me chamou totalmente a atenção! Esses livros que giram em torno de mistérios e descobertas são tão gostosos! A gente fica tão preso na história que sente que está vivendo tudo!
    E a história se passar em Florianópolis é super legal! Eu adoro aquela cidade!

    Com certeza está na minha wish list!

    Adorei adorei adorei a resenha! \o/
    Beeijo! ;3

    ResponderExcluir
  8. Nossa... nunca tinha ouvido falar da autora mas pela resenha do livro parece ser ótimo. Procurarei saber mais sobre ela. Bom ver que autores nacionais tem cada vez mais espaço no mercado.

    ResponderExcluir
  9. Nossa, fiquei muito curiosa! Ainda mais que se passa aqui em Floripa! Acho que o cenário combinou muito bem pelo que pude conhecer da história, através dessa resenha. Já que a nossa querida ilha é conhecida como a Ilha da Magia!
    Entrou pra wishlist! ^^ hahiahii


    Beijos,
    Gabi - Está Inspirada

    ResponderExcluir
  10. Ui que intenso!
    Adorei a resenha!
    A capa é bem estranha, mas chama atençõa para um mistério...
    Parabéns meninas por essa bela participação!
    beijos!

    ResponderExcluir
  11. Hummm deve ser muito bom! sinto que é uma história de mistura bem originais... confesso que tenho que me agostumar com o cenário brasileiro em livros... adoro um mistério tb!
    Ta na lista!!! =D

    ResponderExcluir
  12. Simplesmente adorei a resenha. Amei o mistério contido nas tranformações da jovem Anya *-*

    ResponderExcluir
  13. Hummm, com essa resenha agora fiquei curiosa para ler esse livro. O bom é que é brasileiro, a história se passa aqui nas nossas bandas.

    ResponderExcluir
  14. Adorei a autora! Quero ler esse livro jáaaááá!

    ResponderExcluir
  15. Eu comprei este livro direto com a Simone. Ela é um amor de pessoa. Só estou esperando chegar para começar a devorá-lo. O livro deve ser óoooootimo e me chamou muita atenção por conta dos mistérios e da criatividade que ela teve ao fazer esta história.
    Acho ótimo quando os autores brasileiros começam a ter destaque na literatura.

    ResponderExcluir
  16. Que medo dessa capa! Que medo dessa história!!
    Mas parece tão interessante... E o melhor, diferente!!

    ResponderExcluir
  17. Sei que não deve se julgar um livro pela capa, mas só o título desse já me conquistou.. *-*

    ;*

    http://caixinha-de-tudo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Quando percebi que aquilo na capa era um tórax, confesso que fiquei fitando por muito tempo... xD
    Não sei se foi com todos, mas achei que a leitura ficou um pouco confusa (Da resenha, digo). Pulou de assunto muitas vezes e fiquei meio perdida xD...
    Acho legal dos autores começarem a valorizar mais o ambiente brasileiro. Sempre que acontece algo fantástico, tem de ser na América do Norte... Por um lado é até bom, quer dizer que eles serão os primeiros a morrer em algum caso extraordinário que ocorra... 8D

    Rafael, Alexandre, Dante, Daniel, Sid, Ivan, Renato, Edgar, eu queria ter tudo isso de homem pra mim u_u

    ResponderExcluir
  19. Nossa, vc gostou mesmo né? Mas não sei, achei um pouco confuso a história, porém, acho que você conseguiu passar o tanto que vc gostou. Ai, minha lista interminável de livros...rs

    ResponderExcluir
  20. Já tinha ouvido falar desse livros em alguns blogs e no Skoob.

    Adorei o enredo da história. Só estou esperando o meu chegar p/ lê-lo! A capa é bem sinistra, mas dá uma emoção e aumenta ainda mais a nossa vontade de ler o livro!

    Fico muito feliz em saber que nossos autores estão sendo prestigiados e suas histórias conquistando diversos leitores!

    Parabéns pela resenha e por prestigiarem a literatura nacional!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Uii. que medo dessa capa viu. o.O

    ResponderExcluir
  22. Essa capa dá medo!
    Aumentou mais ainda a curiosidade de ler....

    ResponderExcluir
  23. eu preciso ler esse livro agora *-*

    ResponderExcluir
  24. Deve ser beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeem legal

    adorei essa capa, bem misteriosa

    ResponderExcluir
  25. Oops, achei a capa meio tosca, mas a resenha convenceu que vala a pena.

    ResponderExcluir