='cap-left'/>

Ken Follet - Queda de Gigantes


Num palco histórico tenso como a eclosão da 1° Guerra Mundial, a trama de Queda de Gigantes (Editora Sextante/ 2010 - 912 páginas) vai interligando várias famílias num grande elenco de personagens, mas de uma forma muito coerente e sem pontas soltas, além daquelas propositalmente deixadas pelo autor, pois trata-se do primeiro livro de uma trilogia que abordará grandes acontecimentos do século. Então, os descendentes dessas mesmas famílias serão testemunhas de passagens históricas como a grande Depressão de 1924 e a 2° Guerra Mundial no segundo volume, Guerra Fria, no terceiro.


Queda de Gigantes
Ken Follet

O que famílias galesas, inglesas, alemãs, americanas e russas poderiam ter em comum?
Descobrimos a resposta para essa pergunta numa malha muito bem costurada, compreendendo o período de junho de 1911 à janeiro de 1924 pelas regras da sociedade da época nestes diferentes países, indo desde a aristocracia aos burgueses, passando pelos trabalhadores e soldados, comunistas, homens livres e até mulheres fortes, que lutaram por seus direitos. A história é intrigante e tão complexa que nem vou tocar nos pormenores do enredo dos inúmeros personagens...
Com relação a esse grande número de personagens, há um glossário com os nomes e famílias às quais pertencem no início do livro para ser utilizado como consulta, mas nem seria necessário, porque suas vidas são apresentadas e incluídas na trama de forma tão bem feita que fica impossível não se perguntar por cada um deles e aguardar com ansiedade o ápice de seus conflitos.
O autor também inseriu várias figuras históricas reais na história, fazendo-os interagir com os personagens, em mais uma daquelas narrações fictícias de fatos reais que tanto tem me cativado em romances históricos. (à exemplo da autora Philippa Gregory)

É um livro sem grandes vilões, além da guerra, porque a narração compreende todos os lados envolvidos. Diferentemente de outros livros com o mesmo tema que já tive oportunidade de ler, Queda de Gigantes relata, sim, sofrimentos, mas não fica “remoendo” a situação; ao contrário, os personagens são fortes e decididos, do tipo que não ficam “esperando bonde passar”.
Esse livro é uma verdadeira aula de história em forma de romance, e digo, com toda a certeza, que muito da política e estratégia envolvidas na guerra que eu realmente não aprendi nos anos escolares consegui entender depois da leitura desse livro, que permite o entendimento de suas conseqüências de uma forma por vezes até mesmo didática, destacando a má administração da guerra e da má gestão da paz. Pude sentir como a aristocracia viu a guerra e também como os trabalhadores pobres da Rússia pensaram nela, e como surgiu o tão famoso partido Bolchevique e a Revolução russa, a queda do Czarismo, e o início do comunismo, a organização das classe trabalhadora, a luta pelo voto feminino e o sentimento de “basta” de um povo cansado de tudo.

É nítida a excelente pesquisa histórica e ambientação, e nos faz refletir que essa barbarie aconteceu apenas por causa da arrogância de certos líderes mundiais, arrastando tantas massas... Follett conseguiu captar tanto as nuances da guerra, através da psiquê dessas massas de nações e estilos de vida tão diferentes.

Apesar de, inicialmente, considerar as 912 páginas um tanto intimidadoras (além de pesadas, rs), a leitura teve um ritmo muito bom e realmente me envolvi com os diversos personagens, como não poderia deixar de ser.
Finalizo afirmando que nunca a máxima que diz “Quem lê viaja” foi tão real para mim quanto com essa obra de Ken Follet: Queda de Gigantes apresentou-se uma leitura muito gratificante, tanto em conhecimentos quanto em emoção. Simplesmente viajei através de suas quase 1000 páginas, seja amando e torcendo pela felicidade de alguns personagens, ou odiando outros...


Sinopse: Cinco famílias, cinco países e cinco destinos marcados por um período dramático da história. Queda de gigantes, o primeiro volume da trilogia "O Século", do consagrado Ken Follett, começa no despertar do século XX, quando ventos de mudança ameaçam o frágil equilíbrio de forças existente – as potências da Europa estão prestes a entrar em guerra, os trabalhadores não aguentam mais ser explorados pela aristocracia e as mulheres clamam por seus direitos.
Ao descrever a saga de famílias de diferentes origens – uma inglesa, uma galesa, uma russa, uma americana e uma alemã –, o autor apresenta os fatos sob os mais diversos pontos de vista. Na Grã-Bretanha, o destino dos Williams, uma família de mineradores de Gales do Sul, acaba irremediavelmente ligado por amor e ódio ao dos aristocráticos Fitzherberts, proprietários da mina de carvão onde Billy Williams vai trabalhar aos 13 anos e donos da bela mansão em que sua irmã, Ethel, é governanta.
Na Rússia, dois irmãos órfãos, Grigori e Lev Peshkov, seguem rumos opostos em busca de um futuro melhor. Um deles vai atrás do sonho americano e o outro se junta à revolução bolchevique. A guerra interfere na vida de todos. O alemão Walter von Ulrich tem que se separar de seu amor, lady Maud, e ainda lutar contra o irmão dela, o conde Fitz. Nem mesmo o americano Gus Dewar, o assessor do presidente Wilson que sempre trabalhou pela paz, escapa dos horrores da frente de batalha.
Enquanto a ação se desloca entre Londres, São Petersburgo, Washington, Paris e Berlim, Queda de gigantes retrata um mundo em rápida transformação, que nunca mais será o mesmo. O século XX está apenas começando.

http://1.bp.blogspot.com/_6Sua73Nf8Cw/TGqKiU9LEpI/AAAAAAAAAJ4/JuYUjdazC1s/s1600/assinatura1.png
Comentários
36 Comentários

36 comentários:

  1. Tenho vontade de ler esse livro mas naumm é um dos próximos...

    http://conversandocomdragoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Ei!
    Tenho há mto tempo um livro do Follet, mas até hj não peguei para ler.
    Pq os livros dele tem que ser tão pesados??? Consigo ficar carregando na bolsa não =P

    Nestes tipos de livro (histórico) é msm essencial ter um glossário, né?! Ajuda d+!

    O livro parece ser bacana... Gosto de livros de história+romance.

    Bjins

    ResponderExcluir
  3. Tenho muita vontade de ter este livro. É tão grande e tão legal, o problema... como sempre é o $$

    Bela resenha!

    ResponderExcluir
  4. Olha um dia na livraria eu quase comprei, mas como nunca tinha lido nada a respeito dele fiquei meio com medo de me arrepender, pq alem de gigantesco o preço é bem salgadinho. Que bom que voce gostou, acho que agora vou me dar a chance de "viajar" nessa estória tb!!
    Bjao.
    =]

    ResponderExcluir
  5. Esse livro é muito intimidador mesmo, tanto pelo numero de paginas qto pela complexidade. Ainda assim tenho muita vontade de lê-lo. Ótima resenha

    Chris
    leiobooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. DIzem que tem erros historicos gritantes nesse livro... bueno mas mesmo assim tenho vontade de ler ele! A resenha ficou super!

    ResponderExcluir
  7. Fiquei c/ vontade de ler esse livro depois de o ter visto em uma livraria. A capa e o tamanho do livro me chamaram a atenção e agora depois da resenha fiquei mais curiosa ainda.

    ResponderExcluir
  8. Mais um blog literário de qualidade para companhar!
    Amei!
    Que tal conhecer o Boatos e Afins eparticipar das super promoções?
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. o livro parece ser muito bom, mas não eh o tipo de leitura que eu gosto, acho q eu iria demorar muuuuito lendo não soh pelo numero de paginas mas pela história em si ^^'

    --
    hangover at 16

    ResponderExcluir
  10. Essa temática sempre me atrai
    Guerra mundial! Século Vinte é TUDO! ;)

    bjs

    ResponderExcluir
  11. Oi!

    Já comprei esse livro, mas ainda não li. Quando é uma saga grande, prefiro estar com pelo menos dois volumes na mão para começar.

    Ken Follet é ótimo, sua saga medieval Os Pilares da Terra também é maravilhosa, recomendo, caso você ainda não tenho lido.

    Outro autor que tem excelentes livros históricos, com ficção mesclada à realidade, é Bernard Cornwell. Recomendo também!

    Sua resenha está ótima, até tive vontade de mudar de idéia e pegar meu livrão de uma vez!

    Bjos!

    ResponderExcluir
  12. O meu irmão leu esse livro a pouco tempo e me falou super bem dele.
    Pretendo ler em breve.

    bjs
    Tais
    http://www.leitorafashion.com.br

    ResponderExcluir
  13. Tenho curiosidade em ler esse livro, adoro história e acho que ela me agradaria! Mas o número de páginas realmente me assusta!
    Beijos,K.
    Girl Spoiled

    ResponderExcluir
  14. Ei, gostei de sua resenha e pela capa nunca tive vontade de ler este livro, mas pela sua resenha eu quero muito lê-lo. Adorei mesmo, espero que eu possa ler logo. Beijos!

    Open Mind
    www.openmindbook.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Gostei da resenha e até me interessei pelo livro mas essas 912 páginas me intimidaram um pouquinho fico com medo de ser cansativo por ser tão grande e saber que ainda tem mais dois livros.

    Também tem o fato de mesmo eu gostando de histórias que falem sobre guerra pela sua resenha me pareceu que esse é quase um daqueles livros que usamos na escola por causa de detalhar tanto os acontecimentos da guerra o que me desanimou um pouco mas se tiver um oportunidade até que eu leria eese livro.

    ResponderExcluir
  16. 1000 paginas? O.O
    Como historiado, apesar de não me especializar nas história das Grandes guerras, confesso que fiquei curiosa com o livro já faz algum tempo... realmente deve ser interessante.
    Adorei a resenha!

    bjuss

    ResponderExcluir
  17. Adoro História e depois de ler sua resenha fiquei super curiosa para ler esse livro. Mais um para a lista de compras, rs.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  18. + de 900 páginas? :o rsrs nossa!
    Não faz nenhum pouco meu estilo literário, mas devo dizer que atiçou a curiosidade, adoro livros extensos rs

    E não duvido mesmo que a gente aprenda mais com a leitura dele do que no colégio =D
    Adorei a resenha!

    Bjs,
    Kel - It Cultura
    http://www.itcultura.com

    ResponderExcluir
  19. Vontaaaaaade de ler!!! Mas as 912 páginas me intimidaram!!! hahahaha. Não pelo tamanho, quanto maior p/ mim melhor, mas agora que começou a faculdade.... #buá hehe. adorei a resenha. :*

    ResponderExcluir
  20. Ei Sabrina,

    Eu adoro história e fiquei muito interessada neste livro, acho que vou gostar muito. O tamanho dele que não me animou ainda e nem é por desanimar pelo livro ser grande.. é pq para manter o ritmo das resenha no blog complica hehe

    bjoo

    ResponderExcluir
  21. Olá! Confesso que no início da resenha não esperava que o livro fosse me cativar, mas depois de ler tudo fiquei muito empolgada!
    A única coisa que não me motivou muito foi o número de páginas, pois como pretendo ler em e-book a situação piora bastante. rs

    Sua resenha ficou ótima, parabéns!

    Beijos, Ju

    ResponderExcluir
  22. Nossa! É fininho o livro, né? rsrsr

    Me interessou bastante!

    ResponderExcluir
  23. Que livro enorme minha gente :OO só não passou de O vento levou shaua.
    Boa resenha :)

    ResponderExcluir
  24. Ken Follett tem um jeito simples de escrever, e ao mesmo tempo encantador. Ele tem um dom com as palavras e nos faz correr com o livro. Tenho certeza de que, apesar das 912 páginas, ele é de uma leitura agradável. Ainda não li este livro, mas já sou fã de Follett!
    Amei a resenha! Parabéns!

    ResponderExcluir
  25. Deste autor, já li "São Petersburgo" há muito tempo e adorei, nas verdade não lembro mais da trama, mas lembro que fiquei encantada com o livro. Queda de Gigantes é um desejo, e agora com sua resenha acredito que vou gostar muito de lê-lo.Bjs

    ResponderExcluir
  26. Gosto muito dessse tipo de história. Amei por exemplo 1808, de Laurentino Gomes que tb trás a história em forma quase de um romance. A gente nem percebe que está lendo ou melhor devorando o livro. Esse parecer um desses livros que nos prende ,e nos ensina ao mesmo tempo, varias coisas que a gente não consegue entender neste mundo. Bjksss

    ResponderExcluir
  27. Adorei a resenha, to doida pra ler esse livro =)

    ResponderExcluir
  28. PARABÉNS pela resenha,. Muito bem elaborada.

    ResponderExcluir
  29. Amo História e amo ler, então imagine o quanto gosto de romances históricos, ainda mais intercalados com personagens e fatos reais. O Ken Follett sempre me atraiu, tenho Mundo Sem Fim dele
    e quero comprar Os Pilares da Terra pra ler a saga. São livros enormes também, mas eu adoro eles, me dá um prazer especial pegar um livro bem
    extenso.

    ResponderExcluir
  30. Quero muito ler esse livro... Amo historias de guerra e sem contar que adoro ler livros grandes.

    ResponderExcluir
  31. adorei a resenha...muito entusiasmadora amo historias assim rsrsrsr

    ResponderExcluir
  32. Você está certa. O número de páginas me intimidou um pouco. Tenho tantas coisas par ler que comprar um livro desses me pareceu um exagero (estranho né?). Mas ao mesmo tempo, acho um prazer dificil de explicar, esse de pegar um livro com todo esse "peso" (literalmente). Espero ter a chance de levar essa... Beijos e obrigada pela oportunidade!

    ResponderExcluir
  33. Nossa, o livro tem até um glossário com os nomes das famílias!
    E eu que achava que o "Cheio de Charme" era grosso... kkkk
    Muito legal esse livro, deve ser uma história fascinante!

    ResponderExcluir
  34. olá, pessoal estou lendo queda de giganters, so apaixonado pela história, além do livro ser muito bom a gente aprende muito, sobre detalhes da primeira guerra, confesso que estou ansioso pelo 2 e 3 muito bom mesmo não conhecia o trabalho de KEN FOLLETT, más agora sou fã do seu trabalho, logo, logo vo compra, os pilares da terra, dizem que é ótimo.

    ResponderExcluir
  35. este foi um dos livros que me prendeu mais a atenção (li 1000 páginas em 2 semanas) e o melhor é que odeio história na realidade o autor nem fala muito de história mas mais como esta interagio com as pessoas da época

    ansioso para que saia o 2º

    ResponderExcluir
  36. Faz tempo que estou de olho neste livro e sempre deixo para depois, não é pelo números de páginas, é simplesmente porque pensei que seria uma leitura chata, mas vejo que é um romance que conta a história, interessante!
    Vou ler.
    Bjs,

    ResponderExcluir