='cap-left'/>

Nora Roberts - Fora da Lei

“Nora Roberts é uma máquina de escrever, uma diva e uma escritora que eu adoro e etc, etc, etc.” => Perdi a conta de quantas vezes presenciei nossa amiga blogueira Lari enaltecer as qualidades dessa autora, da qual eu já li alguns livros – o suficiente para “captar” suas características, mas também o suficiente para saber que não sou muito fã de seus livros. *Vou ali me esconder da Lari e volto já*, rs.
Ok, cada um tem seu gosto literário, e não posso ser desleal às minhas preferências falando que fiquei perdidamente apaixonada pelos Donovan, ou Macgregor, ou O’Hurley, ou Stanislaski, quando não fiquei (ainda que “Esperando o amor”- Stanislaski 5 - seja um livros que eu mais, mais gosto). Mas creio que “saquei” onde eu não conseguia gostar tanto assim da Nora, talvez pela mesmice: em trilogias familiares sempre tem aquela/aquele que pega geral, o sério/a tímida, e a/o personagem que tem um drama a superar, mocinhas fortes, mocinhos obstinados, família palpiteira. Ainda não li nada de sua série policial “Mortal”, e os livros independentes são interessantes, mas nunca entraram em meus preferidos...
Até ler Fora da Lei, livro que eu amei de paixão, #sério.


Fora da Lei
Nora Roberts

Fora da Lei (Editora Harlequin/2011 – 318 páginas) nos conta a história de um amor clichê, mas que nos idos 1875 deveria ser improvável: o romance entre um fora da lei e uma dama.
Jake Redmam é um homem mestiço branco com sangue apache, mestiço apache com sangue branco, parte de dois mundos, mas não aceito verdadeiramente em nenhum; Jake Redmam é um pistoleiro no Velho Oeste, reconhecidamente o mais rápido e invencível no gatilho.
Sarah Conway é filha de um mineiro, criada desde criança em um convento no leste para ser uma dama em todos os sentidos, quem chega a Lone Buff cheia de sonhos de, enfim, viver com seu pai e ter o lar que ele sempre lhe prometeu.
Essas criaturas tão opostas se encontram pela primeira vez quando a diligência de Sarah é atacada por índios, e Jake Redman aparece e salva o dia, numa típica ação a lá bang-bang. O encontro não é muito agradável, pois logo de cara eles se desentendem, mas ainda assim ficam impressionados um com o outro. Chegando à cidade, a notícia de que o pai de Sarah morreu é um choque para nossa mocinha, que se vê sozinha no mundo sem nada além de uma mina desvalorizada, muito diferente de todo o conforto o pai sempre lhe escrevia. Mesmo sem querer, Jake acaba se tornando seu protetor, principalmente quando percebe o risco que a espreita silenciosa e perigosamente.
Embora o cínico pistoleiro acreditasse que Sarah acabaria pegando suas coisas e voltando para o leste quando se desse conta da dura rotina do Oeste, surpreende-se quando ela resolve ficar e criar raízes naquela região inóspita. Mostrando-se uma verdadeira pioneira, Sarah vai amadurecendo para a vida, e desabrochando para o amor (É um romance, lembram-se? Não poderia ser de outra forma =D).
Gostei demais do mocinho incapaz de uma palavra de conforto ou amenidades, Jake Redman fala o que pensa, e isso se torna motivo de vários trechos e diálogos engraçados. O fato dele um pistoleiro fica evidente desde o início do livro, quando é desafiado num saloon, e pela reação das pessoas a ele, misto reticentes, misto curiosas e misto admiradas, que é muito interessante. A mim, me fascinou. Jake é um pistoleiro com alma, que não gosta de matar e evita brigas até o momento inevitável, mas nunca perde nenhuma, pois aprendeu que a sobrevivência é tudo o que importa desde muito cedo, quando presenciou o assassinato de seus pais por motivo de intolerância a índios. Mas mesmo assim, Jake consegue ser um mocinho daqueles especiais e inesquecíveis, descrito como sendo moreno de certos traços indígenas com olhos azuis acizentados (*lindoooooooooo) e autor de atitudes peculiares, o que mostra que a honra não escolhe lados da lei.
Sarah pode ser uma mocinha ingênua no início do livro, mas não fica esperando as coisas acontecerem, enfrenta as imposições da vida com coragem e cabeça erguida, e é só por isso é que deixo que ela fique com o meu Jake (risos). Brincadeira, o romance deles é mesmo lindo, e esse livro entrou para meus preferidos, pois sou assumidamente fã de históricos, e mocinhos pseudo-vilões que relutam em admitir seus sentimentos...

“Jake queria dar a ela alguma coisa que nunca tivesse dado a outra mulher. O tipo de carinho e atenção que ela merecia. Ternura era uma emoção desconhecida para ele, mas veio com facilidade quando começou a despi-la, camada por camada, até descobri-la por inteiro. (...) Sarah o despiu de todas as camadas que o cobriam. Não camadas de algodão e couro, mas de cinismo e indiferença, que eram a armadura que ele usava para sobreviver, assim como usava suas pistolas. Com ela, sentia-se indefeso e mais vulnerável do que jamais se sentira desde criança. Com Sarah, se sentia mais homem do que jamais tivera esperança de ser.”
Página 247/248

No decorrer da leitura há o aparecimento de um primo apache de Jake, chamado Urso Pequeno, um dos últimos líderes de um povo praticamente extinto, e fiquei imaginando se não seria deixa pra outros livros, pois ele simplesmente brilhou no mínimo trecho em que apareceu. Sarah fala também muito de uma miga do convento, Lucilla, e minha mente já voou para mil conjecturas, mas "Fora da Lei" foi originalmente publicado em 1989, e não consegui encontrar qualquer relação ou menções a outros livros. Se você, leitor, souber de algo, por favor, me avise, ok?
A única relação que a própria orelha do livro nos revela é essa, com um livro contemporâneo: “ ‘Fora da Lei’ apareceu pela primeira vez na história ‘Uma promessa quebrada’, lançada na trilogia ‘Beijos Roubados’, na qual uma das personagens, a escritor Jackie MacNamara, trabalhava na elaboração de um romance histórico. Reza a lenda que os leitores ficaram tão intrigados com os fragmentos dessa história que Nora foi convidada a escrever o livro todo” – Nem preciso dizer qual será minha próxima leitura, certo???
Minha impressão depois de ler esse livro lindo é a de que Nora Roberts deveria escrever mais e mais livros históricos... Recomendo “Fora da Lei”, claro!

Para ler o primeiro capítulo é só clicar AQUI.
http://1.bp.blogspot.com/_6Sua73Nf8Cw/TGqKiU9LEpI/AAAAAAAAAJ4/JuYUjdazC1s/s1600/assinatura1.png

Comentários
36 Comentários

36 comentários:

  1. Semana que vem vou publicar a resenha dele no meu blog e concordo com vc, Nora Roberts deveria escrever mais históricos. Amei esse livro :)

    ResponderExcluir
  2. Amei o começo da sua resenha, cuidado com a Lari! ahaha. Faz um tempinho que eu to querendo começar a ler Nora Roberts, ams tem tantos livros que eu não faço a mínima ideia de por qual começar. Acho que essa é uma ótima opção ^^

    ResponderExcluir
  3. Oi querida!!
    Me diverti muito com a introdução do seu post! huahuahua!!
    E simplesmente ADOREI sua resenha!!! Acabei de meter o pau em um livro de Nora, mas já fui seduzida pelo seu índio apache!!! Tb quero!!!
    Bjs
    Alê

    ResponderExcluir
  4. Oi Sabrina!
    Eu sou fã de carteirinha da Nora Roberts e amo de paixão todos os livros que vc falou lá no começo!rs A série mortal é a minha preferida de todas, li os 15 livros de uma vez só.hahaha
    Eu ainda não li "Fora da Lei", mas com certeza, depois da sua resenha, eu vou precisar correr até a livraria!
    Bjos!!!

    ResponderExcluir
  5. Adorei a resenha.
    Nunca tinha lido nenhum livro da Nora estou terminando de ler o primeiro que é "A Cruz de Morrigan"

    Bjs
    Tais
    http://www.leitorafashion.com.br

    ResponderExcluir
  6. Preciso ler!!! =)

    http://conversandocomdragoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi Sabrina!!!
    Eu sou fã da Nora. Amei os Donovam sem por nem tirar nada. MAs concordo totalmente com vc, gosto é de cada um, por isso sempre acreditei que existe espaço para todos os tipos de escritores e de obras.
    Adorei a resenha e é claro que quero ler.
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Adoro ler Nora Robert! Este eu li faz muito tempo nem lembrava mais da história, mas sua resenha me reviveu tudo, que saudade!
    Obrigada, beijos

    ResponderExcluir
  9. sempre quis ler Nora Roberts, mas sempre tô lendo outras coisas...
    não sou muito fã de históricos, mas quem sabe...
    ;*

    ResponderExcluir
  10. Parece ótimo o livro.
    Nora Roberts é diva demais, né?
    Li poucos livro dela até agora, mas amo todos.
    Romances históricos são lindos demais, escrito pela Nora - deve ser nota 10. *-*
    Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  11. Já tinha lido o livro quando era em... *aquele que não pode ser nomeado* haha, e gostei muito. :D Nora é minha quarta ou quinta diva na lista das divonas de romance, rs. Beijos. :*

    ResponderExcluir
  12. Olá! Adoreeeei a sua resenha! Já havia lido outras sobre este livro e ficado muito curiosa, mas agora eu simplesmente PRECISO LER O QUANTO ANTES! hehe

    Beijos, Ju

    ResponderExcluir
  13. Qro leeeeeer!! muito!! amo os livros da Nora.. certo q tem uns q nem tanto assim..

    Adorei a sua resenha Sabrina.. e acredito q esse livro promete viu!! doida pra ler!!

    Bjo

    @Fal_Ventura
    http://sweetsromances.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Só li um livro da Nora até hoje, mas me apaixonei demais!!!! Estou louca para ler mais um livro maravilhoso da autora \o/

    ResponderExcluir
  15. A Nora é minha autora preferida e não vejo a hora de ter Fora da Lei em mãos *-*
    Tem gente que diz que as histórias delas são repetitivas e bla bla bla, mas ela sempre consegue me surpreender =)
    É claro que tem uns livros mais fracos lá do início da carreira dela, mas mesmo assim ela é diva!

    ResponderExcluir
  16. Eu adoro os livros da Nora! Ela é muito talentosa, já tinha me surpreendido com o livro dela sobre vampiros, agora ela tá escrevendo romances de época! Enfim, li a resenha e me apaixonei mais uma vez pelas histórias dela! Mais um pra listinha! Bjo!

    ResponderExcluir
  17. Eu adoro a Nora...tenho alguns livros delas e os que eu li são mais independentes,sem relação com essas familias...e adorei todos..já assisti um filme dela (meio água com açúcar) mas tbém gostei...esse livro deve ser incrível...duas pessoas de mundos distintos que se apaixonam!!!
    Gostei da sua resenha...pq vc num só fala bem...vc fala o q vc sente parabéns!!!

    ResponderExcluir
  18. Sinceramente qual história de amor não soa clichê??? É quase impossível criar algo que fuja disso.

    Mas vindo de Nora Roberts, imagino que seja fantástico, e sendo de época, é praticamente impossível resistir.

    Quero ler esse livro, sem sombras de dúvidas.

    Parabéns pela resenha!

    Beijinhos,

    Ler e Almejar

    ResponderExcluir
  19. Eu sinceramente sou fã de carteirinha de Nora Roberts é claro que tem momentos que ela não esta inspirada e escreve cada coisa, afinal nenhum escritor é perfeito.
    Mas Fora da Lei faz parte da minha lista de novas aquisições sim.

    ResponderExcluir
  20. Nunca li um livro da Nora Roberts mas vivem me falando que são ótimos e pela sua resenha dá vontade de pegar esse livro pra ler mesmo.

    www.frozenlivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Acho que nunca li nenhum romance histórico da DIVA que, não imagino como, você não é muito fã! O_O' Tudo bem, as histórias não mudam taaaaanto, mas todas são lindas demais e ela sempre consegue trabalhar um traço de uma maneira diferente da de outro livro... É incrível! \o/
    Eu tenho que ler Beijos Roubados e, depois, com certeza, vou ler esse! =D

    Adorei a resenha!
    Beeijo! ;3

    ResponderExcluir
  22. Por enquanto da Nora só li a Trilogia da Magia, e adorei.
    Adorei sua resenha, me deixou morrendo de vontade de ler esse livro, vai entrar na minha imeeensa lista de livros para comprar.

    Bjs, Bianca
    frozenlivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Eu adoro qualquer coisa que a Nora escreva. Esse eu ainda não li, mas imagino que vai amar tbm rsrs.

    E puxa, eu amei essa capa, simples, mas muito linda

    Bjs
    Amanda
    Vício em livros

    ResponderExcluir
  24. Awnnnn xará, a história é linda! Sempre ouvi falar muito bem da Nora, mas ainda não li nenhum livro dela. Só pelo trecho que você colocou, mostra o jeito que ela escreve e fiquei encantaaada *-* Fiquei louca pra ler... Eu sinceramente não sou muito fã de livros históricos, mas esse me fez querer ler! Vou procurar que nem louca esse livro! ;D

    ResponderExcluir
  25. Eu amo os livros na Nora Roberts *-* Ela é a minha autora favorita!!!

    Só acho que os livros dela poderiam ser um pouco mais em conta rs... mas aos pouco vou completando minha coleção de livros dela.

    Fiquei curiosa para ler este livro, sendo na Nora tenho certeza que vou gostar!

    Parabéns pela resenha!

    beijos

    anereis.

    mydearlibrary | bookreviews • music • culture
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  26. Gostava muito desse tipo de leitura, mas ultimamente ando meio morbida, preferindo leituras mais fortes, menos romanticas, uma pena, porque o livro realmente parece ser do tipo que gosto. Cabra macho, que vira cordeirinho por causa de uma mulher,hehehe, mas pode ter certeza que assim que eu recuperar meu romantismo (aff) vou querer ler. Amei. Bjkssss

    ResponderExcluir
  27. Vi a resenha desse livro em outro blog tb! Me interessei. Fiquei curiosa :O será que o cara errante vai mesmo se render a mocinha que faz planos? Huuum
    Preciso começar a ler Nora. mesmo.
    ;)

    ResponderExcluir
  28. Oi!

    Só por esse livro se passar em outra época já fiquei com vontade de ler!

    Bjos!

    ResponderExcluir
  29. Adorei a resenha, lerei "Fora da Lei" :)

    ResponderExcluir
  30. Nunca li nenhum livro da Nora Roberts, não sei o porque mas nunca me chamou a atenção.

    Gostei bastante da resenha desse livro me deixou com bastante vontade de ler, talvez seja porque amo livros históricos e esse é um deles.

    ResponderExcluir
  31. A Nora Roberts escreve vários gêneros de livros, é?? Não sabia! Que pessoa mais versátil. :) Suponho que ela seja boa em todas as áreas, então. Gostei bastante da resenha. Não é o tipo de livro que estou acostumada a ler, mas eu não teria problemas em ler esse livro. Deve ser bastante emocionante, da sua própria maneira. :)

    @madchenmeroko

    ResponderExcluir
  32. Bom, eu AMO a série Mortal, e adoro as trilogias familiares com as famílias palpiteiras, e os livros independentes... eu só li um e me decepcionei grandemente, então acho que somos bem diferentes nesse quesito! rss!
    Desculpem pela sumida meninas! Vou colocar os comentários em dia!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  33. Nora é Nora, né! #diva
    Já li muitas histórias assim, sobre um fora da lei e uma dama!
    E esse é mais um pra coleção, mas eu não me canso de ler! *-* Muito bom!

    ResponderExcluir
  34. Já li muitos livros da Nora, até pq sou uma fã assumidíssima. Mas Fora da Lei não consigo ler, mesmo lendo várias resenhas falando muito bem do livro. A culpa é de Merline Lovelace e seu livro maravilhoso chamado Perigosa e Fascinante. A história dos dois livros é parecidíssima, no livro da Nora, o pistoleiro se chama Jake Redmam, já no livro de Merline, o pistoleiro é Jack Black. E a história se repete em vários momentos, inclusive na forma como os pistoleiros conhecem a mocinha. A diligência de Suzanne, é assaltada assim como a de Sarah, e os dois casais trocam farpas desde o início. É muito estranho como os dois livros se parecem.. Beijos, ótima resena por sinal!

    ResponderExcluir