='cap-left'/>

Judith McNaught - Até Você Chegar

Dando prosseguimento à minha viagem pela dinastia Westmoreland e pelas obras de Judith McNaught, hoje venho resenhar o terceiro livro da série – o livro do conde de Langsford, Stephen Westmoreland – ainda pasmada com a forma como a autora consegue provocar reações nos leitores. Ao contrário de “Whitney, meu amor”, “Até você chegar” não é difícil de ser encontrado, e teve três edições publicadas no Brasil, sendo a última em 2008 pela Editora BestSeller.
“Até você chegar” se passa aproximadamente 4 anos após “Whitney, Meu amor!”, onde conhecemos Stephen, que aliás, é peça chave do entendimento entre o casal, e já começou a provocar as paixões desta que voz fala antes mesmo de seu próprio livro (risos). Desde então, tristes eventos na vida de Stephen endureceram o coração do rapaz, tornando cético em relação às mulheres, com quem prefere ter apenas acordos práticos “de negócios”, ATÉ “Sherridan” CHEGAR...

Até você Chegar
Judith McNaught

O conde Langsford, Stephen Westmoreland, está numa situação crítica, delicada e sem muita solução: a parelha de cavalos que ele conduzia atropelou fatalmente um jovem barão embriagado.
Angustiado pelo acidente, ao investigar, Sttephen descobre que o rapaz se casaria tão logo a noiva chegasse à Inglaterra vinda das colônias americanas, num navio a se atracar no porto logo no dia seguinte. Resolvendo tudo o que o morto – que não tinha qualquer família – pudesse ter deixado pendente, Stephen vai recepcionar a noiva americana Charise Thorton e informá-la do acontecido. Mas o inesperado acontece: ela é atingida na cabeça, e ao acordar, não se recorda de absolutamente nada, pois ficou desmemoriada.
Honrado, e sentindo que todos os infortúnios ocorridos na vida da jovem eram por sua culpa, Stephen toma para si a responsabilidade de cuidar do bem estar de Charise. E pouco a pouco a garota franca e verdadeira, uma mulher especial como Stephen não acreditava que ainda pudesse mais existir, deixa de ser apenas uma responsabilidade e um peso em sua consciência, para entrar em seu coração empedernido, conforme vão se envolvendo mutuamente...

MASSSS, na verdade, a garota desmemoriada é Sherridan Bromleigh, a dama de companhia da imprudente noiva americana, que fugiu para se casar com outro cavalheiro que mal conhecia...
Sheridan estava temerosa de contar ao Barão que sua noiva Charise Thorton, que estava sob sua responsabilidade como dama de companhia, havia fugido. Antes que pudesse revelar quem era e onde estava a noiva, o cavalheiro que julgava ser o tal noivo informou-a da morte do Barão... e em seguida Sherridan é atingida na cabeça. Ao acordar, a mente de Sherridan é um borrão indistinto e, de acordo com as coisas que lhe dizem, passa a acreditar que é ELA a noiva americana do nobre inglês que a acolheu em sua casa...

E agora? Que surpresas o futuro reserva para esse improvável casal?
Stephen caminha numa corda bamba, com medo de revelar algo sobre a morte do barão, ao mesmo tempo em que se sente culpado por mentir, privar Charise de uma vida ao lado do noivo que ela escolheu, e ele acidentalmente matou, e também se recrimina por não só “roubado” a vida do jovem barão, mas agora também desejar-lhe a noiva.
Sherridan sabe que há algo no ar, alguma coisa que ela não entende o que é, e que sua mente também não a ajuda a lembrar-se, mas se apaixona definitivamente pelo nobre que acredita ser seu noivo...

O que pode acontecer quando ela lembrar-se de tudo??? Perdoaria a si mesma por tomar, inadvertidamente, o lugar de outra pessoa? Perdoaria Stephen pelas mentiras que ele contou? Stephen entenderia que nada daquilo foi culpa de nenhum dos dois?

À exemplo de Whitney, a trama de "Até você chegar" é bem complexa, muitos acontecimentos acontecem em suas 527 páginas e o ritmo da leitura é delicioso.
Eu adoro a forma como a Judith McNaught caracteriza seus personagens, e a forma como ela conduz tudo, dando reviravoltas quando o leitor acredita ter chego a um fim comum. Esses falsos finais podem nos ludibriar, mas são todos emocionantes e levam às lagrimas, fazem “as leitoras” questionarem seu amor pelo mocinho, e consegue chegar a um fim “verdadeiro” lindo e inesquecível.

Lágrimas são inevitáveis... mas o riso também está presente na leitura de Até você Chegar: Sabem aqueles figurantes que roubam a cena??? No fim de Até você chegar é uma senhora idosa estabanada que consegue ser a única a por um pouco de juízo na cabeça do orgulhoso e magoado Stephen.
Um bônus a mais foi rever os personagens Clayton e Whitney Westmorland, e o francês Nicolas Du Ville. Nicolas teve participações tão importantes nas histórias dos irmãos Westmoreland que recebeu um conto só, chamado Miracles, que INFELIZMENTE não foi não publicado no Brasil, assim como A Kingdon of Dreams – o primeiro livro da Dinastia Westmoreland – também não foi. Até parece que as editoras não querem ganhar $, né? (risos)

Finalizo “chovendo no molhado”, mas não posso deixar de dizer que poucos livros conseguem prender tanto minha atenção quanto os romances de Judith McNaught. Nem preciso falar o quanto RECOMENDO suas obras, certo?
http://1.bp.blogspot.com/_6Sua73Nf8Cw/TGqKiU9LEpI/AAAAAAAAAJ4/JuYUjdazC1s/s1600/assinatura1.png


Dinastia Westmoreland:
A Kingdon of Dreams* – Royce Westmoreland e Jennifer
Whitney, meu amor – Clayton Westmoreland e Whitney
Até você chegar – Stephen Westmoreland e Sherridan
Relacionado: “Simples gifts” (Conto “Miracles”)* – Nicolas Du Ville/ Juliana
*Não publicados no Brasil


Comentários
29 Comentários

29 comentários:

  1. Eu ainda não li um obra da Judith que eu ache ruim, sério. A mulher tem o dom da escrita e seus livros são sempre enormes.

    Já li Até você chegar também e fiquei encantada com o Stephen, ele é sensível e muito correto. O desenvolvimento do romance é sempre tão legal de ler, a Sherridan mesmo desmemoriada é encantadora.

    Beijos,
    Mah | Livro e Coração

    ResponderExcluir
  2. Vou ter que correr em busca desse livro.
    Ai que tentação!

    ResponderExcluir
  3. Ahhh nem li a resenha, pois se trata de uma série que nem sabia da existência! Porém ta valendo minha visita aqui, pois conheci mais uma autora! ^^

    Beeijosss

    ResponderExcluir
  4. Oie Sabrina!!!
    Eu tbm estou na minha empreitada pelos livros da Judith. Meu deus, como ela é fabulosa!! Tudo o que eu achava que era bom em romances históricos veio por agua abaixo quando uma amiga me indicou os livros dela.
    Estou passada!! Ela é perfeita. Uma ótima escritora!

    Estou louca para chegar nesse livro: "Até você chegar"! Parece ser ótimo!
    Já li "Um Reino de Sonhos" e "Whitney, meu amor", sendo este último o que mais gostei até agora.

    Obrigada pela resenha, ficou ótima! Me deixou mais curiosa com o que está por vir.

    XOXO, da Lisse

    ResponderExcluir
  5. Ei Sá,

    Ah ainda quero ler esta série ou outras da autora, todo mundo fala tão bem dela e eu não tive tempo ainda para conhecer.

    bjos
    Nanda

    ResponderExcluir
  6. Caramba! Que bocado de desencontros esse livro traz, hein? UAhuah
    E eu que achava que a confusão de ele matar o noivo e a "noiva" perder a memória já era demais.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Adorei a resenha, fiquei muito curiosa para ler, pois não conhecia a série e nem a autora.
    Valeu pela dica.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  8. Judith McNaught, para mim e igual a Meg Cabot e Marian Keyes
    Qualquer livro que me derem dela eu devoro!
    Ela tem um poder de fazer com que os “homens” de seus livros fiquem irresistíveis
    Vou colocar na minha lista
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Adorei sua resenha! Esse livro é uma delícia mesmo! =P Stephen e Sherridan são ótimos!
    Lembrei agora da cena onde ela perguta a cor do cabelo e ele não sabe responder... E depois a cena onde ele descobre! rs
    E eu adoro rever personagens conhecidos de outros livros.
    Ah, parece mesmo que as editoras não gostam de ganhar dinheiro! =/
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Você resenha o romance com uma paixão tão grande, que dar vontade de ler, sem ser muito fã de romances.
    Vou dar uma chance aos livros da Judith.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  11. Amooooo esse livro
    já reli inumeras vezes e não canso!
    bj

    ResponderExcluir
  12. Nunca li um livro dela! Ok, sei que todo mundo vai me bater...

    Vou me redimir comprando 'Todo Ar que Respiras'

    beijos Sa

    ResponderExcluir
  13. Este é, por enqto, o único livro q li da autora! E realmente é ÓTIMO!! Eu adorei!
    Bj.

    ResponderExcluir
  14. Esse livro parece muito bom *-* Preciso ler alguma coisa dessa autora \o/

    ResponderExcluir
  15. Oi, Sá!
    Ameeei a resenha!
    Já li um romance bem parecido com essa história, mas no momento, não me lembro.
    Incrível como a trama envolve a gente, de tal forma que se nem observamos que as páginas vão se acabando! :)
    Quero sim e muuito ler esse livro!

    Beeijo *;
    @BrinaSophie

    ResponderExcluir
  16. Decepções endurecem o coração mesmo, mas não para sempre né?! haha

    Adorei!

    ResponderExcluir
  17. Nossa! São 527 páginas de um romance muito bom! Fiquei literalmente atraída por esse livro, parabéns pela resenha! Bjo!

    ResponderExcluir
  18. Puxa, vergonhosamente ainda não li nada da autora. Mas deu para perceber que quem está perdendo sou eu né???Vou dar uma procuradinha. Achei a historia deliciosa.Bjkss

    ResponderExcluir
  19. Ainda não li, mas pelo que eu me lembre, eu já li um livro dessa autora, mas não me lembro qual foi.
    Gostei muito desse, é do estilo que eu gosto.
    Acho legal essas histórias repentinas, como o caso da falta de memória e com isso se desenrola outra história. Legal, gostei. ;)

    ResponderExcluir
  20. resenha linda Sa,
    só tenho um livro da Judith e achei a história maravilhosa.
    Ainda pretendo ler essa série. ^^

    beijos.

    ResponderExcluir
  21. Já li este livro e adorei. Recomendo com certeza.
    Linda resenda!

    Beijos...

    ResponderExcluir
  22. Adoro esse livro.
    Essa série é maravilhosa!
    O livro do Royce e da Jennifer é lindo demais,pena que não foi lançado no Brasil.Ok,todos são lindos,até o conto do Nick *-*
    Amo os livros da Judith.Me emociono muito com os livros dela,tenho que ler trancada no quarto,porque em um momento morro de rir e no seguinte,chego a ficar toda vermelha de tano chorar rs

    Abs :*

    ResponderExcluir
  23. Tá, vc me convenceu! Qnd eu tiver mais livre vou tentar conseguir os livros da Judith. Pq deve ser difícil msm achar né?

    =]
    It Cultura

    ResponderExcluir
  24. Já ouvi falar desse livro e parece ser tão bom, quero muito ler.

    Vejo coméntarios falando tão bem dos livros dessa autora que tenho vontade de ler todos.

    ResponderExcluir
  25. Eu estou louca pelo outro livro, agora você me veem com mais um? Assim não pode, rsrs. Mas esse ao menos eu encontrei para vender na net.

    ResponderExcluir
  26. Agora eu estou vendo que preciso conhecer os livros dessa autora... Muito bom!

    ResponderExcluir
  27. Ja li praticamente todos os livros de Judith
    'Todo ar que Respiras' 'Alguém para Amar' 'Em busca do Paraiso' 'Dois pesos duas Medidas' 'Tudo por Amor' e definitivamente é minha autora preferida! os seus livros me fascinam e fico presa em suas histórias, de fato que preciso me controlar pra não ler o livro de uma só vez!!! adoro romances, mais os dela concerteza são irresistivéis! não há como não ler e não gostar! recomendo pra quem nunca leu! vale super a pena..beijos

    ResponderExcluir
  28. Amei! Lindo. Casal apaixonante, coadjuvantes fofos e importantes. Cenas de tirar o fôlego, de apertar o coração, hilárias, como a impagável "conversa civilizada" entre Langford e DuVille no Whites cujo o tema era um casamento kkkkkkkk Super recomendo!!!!!

    ResponderExcluir
  29. Até hoje eu não li nada da Judih e gostei muito dessa história, embora ela faça parte de uma série sobre a Dinastia Westmoreland. Gostei muito da sua resenha.

    ResponderExcluir