='cap-left'/>

Kim Edwards - O Guardião de Memórias

Olá pessoal! Hoje vou dividir com vocês uma linda experiência de leitura. É um livro que eu gostei demais... Comecei a ler “O guardião de memórias – Kim Edwads” sem qualquer expectativa, pois não conhecia a autora, e a sinopse da contracapa não me impressionou tanto assim. Mas, então, ao avançar a leitura, fui me envolvendo tanto com os dramas dos personagens que quando “precisava” deixar a leitura, me pegava pensando no desenrolar dos acontecimentos. O Resultado? Li o livro todo em 3 tacadas, no intervalo de dois dias.


O guardião das memórias
Kim Edwards

Os personagens são convencem, e trama também:

David Henry é um jovem cirurgião ortopedista em ascensão na carreira médica, que teve uma infância pobre, na qual a morte de sua irmãzinha por insuficiência cardíaca o deixou traumatizado. Sua esposa é Norah, que sempre se esforçou por ser uma filha e irmã exemplar (agora esposa), enquanto sua irmã se orgulhava por não se prender a convenções...
Recém-casados, David e Norah não poderiam estar mais contestes, pois aguardam a chegada do primeiro filho, muito desejado por ambos.
O pequeno e perfeito Paul nasceu durante uma madrugada de nevasca, pelas mãos de seu próprio pai, contando apenas com o auxílio da enfermeira Caroline. Paul não chegou sozinho: surpreendentemente, ele teve uma irmãzinha, em quem o pai médico logo notou os inequívocos sinais da Síndrome de Down.
... O ano era 1964, uma época quase sem esclarecimentos, em que as famílias que possuíssem entes deficientes eram aconselhadas pelos próprios médicos a mandar seus filhos para instituições, onde poderiam ter toda a assistência de que necessitassem.
(Por mais que nos pareça abominável, tal prática era realmente sugerida pelos médicos, leiam a resenha do livro não fictício “Devoção” AQUI, onde é citado esse “conselho”)
Ainda que seja médico, e sua esposa, uma pessoa bem entendida, o choque e o medo de que a filha desenvolvesse problemas de coração, David arbitrariamente resolve tomar a mesma decisão e pede para que a enfermeira que o ajudou no parto (única testemunha do nascimento da filha) deixe a recém nascida num abrigo, e mente para a esposa que a pequena Phoebe morreu no parto.
E o que acontece? A enfermeira Caroline não consegue abandonar a criança enjeitada pelo pai, e resolve cuidar da menina. Entrando na casa dos 30 anos, solteira, sem relacionamento e secretamente apaixonada por David, era sua última chance de ser mãe; chance esta que Caroline abraçou de coração, especialmente após a família de David realizar uma cerimônia fúnebre para aquele anjinho, tão vivo. Caroline foge daquela cidade, e de qualquer coisa que tenha laços com seu passado ou a família de Phoebe.

Enredo simples? Eu também achei... e continuei, despretensiosamente, lendo o livro, que a cada capítulo encontra o leitor em visitas paralelas à família de David, e à vida de Caroline e Phoebe ao longo dos anos.
Não há como falar do livro como um todo, porque ele abrange tempo cronológico de 25 anos. Então, vamos acompanhando as consequências que a decisão de David trouxe à sua família, suas atitudes como pai e como marido. O fantasma da filha morta se tornou um segredo que oprimia David, não o deixando abrir-se para ninguém, a não ser para sua profissão e seu hobbie por fotografia – Guardando memórias – em alusão ao título.
É muito lindo ler tudo o que Caroline fez para suprir as necessidades de Phoebe, sua luta pelos direito da filha ao aprendizado e a uma vida tão normal quanto possível, mesmo com seu retardo de desenvolvimento comparada às crianças saudáveis. Phoebe cresceu especial como a maioria dos portadores dessa síndrome: eternamente inocente e detentora de uma capacidade ilimitada de amar e, com desejos e sonhos...

Saindo um pouco da resenha, vale relembrar que nossa cultura atual, felizmente, tem nos preparados para aceitar a deficiência, como deve ser. Síndrome de Down e deficiência física foram até mesmo temas de grandes novelas de horário nobre, e a mídia falada e escrita muito tem feito para colaborar neste sentido, também. Quem não se recorda daquela campanha da adolescente dançando frente ao espelho em seu quarto, pelos corredores de sua casa? A mais recente é uma em que uma garota com Síndrome de Down ela fala que é diferente de outras garotas... por tocar bateria!

... Finalizando, terminei esse livro mais que satisfatório, com os olhos marejados com aquela sensação de “leitura aproveitada/mensagem recebida”. O Guardião de memórias (Editora Sextante/ 2007 - 360 páginas) é um daqueles livros que merecem virar filme. Um livro que me fez refletir, que me enterneceu, me levou às lágrimas e ao riso, à raiva e à compreensão. Mereceu o título de “Favorito” e as 4 estrelas com que o avaliei no Skoob, só não ganhou 5 por conta dos detalhes excessivos e do fim, que poderia ter sido melhor ( * Adoro ápices, e este livro não teve). Mas ainda assim recomendo!

Yeah! Nossos leitores sabem de tudo.
O Guardião de Memórias realmente foi adaptado para o cinema, então confiram o trailer oficial do filme The Memory Keeper's Daughter AQUI (*não estou conseguindo anexar o vídeo).
Agradecemos à Myl@ pelo toque! Vou procurar o filme agora!
PS: Ah, eu adoro o Dermot Mulroney =^_^= Ele é muito ... Talentoso! (risos)
http://1.bp.blogspot.com/_6Sua73Nf8Cw/TGqKiU9LEpI/AAAAAAAAAJ4/JuYUjdazC1s/s1600/assinatura1.png



Comentários
45 Comentários

45 comentários:

  1. Ai eu já havia visto esse livro antes, eu já até li o primeiro capítulo dele, mas fiquei com vontade de terminar porque ainda não tinha o livro. Achei um pouco triste, por causa que eles estavam na expectativa de filho perfeito e tal, mas na realidade pra mim o filho deles é perfeito, pois o amor vai ser diferente e vai ensinar muitas coisas ao casal.


    Beijos,

    @rafa__rafa
    rafersom.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu já li este livro e gostei, fala de uma assunto muito importante que é a Síndrome de Down, acho tão lindo o amor da Caroline com a Phoebe. Sabrina o livro já virou filme, mas eu ainda não vi, então não posso dizer se é fiel ao livro, mas pela sinopse que li na net parece ser, esse site: http://interfilmes.com/filme_20163_O.Guardiao.de.Memorias-%28The.Memory.Keeper.s.Daughter%29.html fala sobre o filme.

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. eu li esse livro sofrendo, mas não gostei nada, sabia? a história é boa, mas achei que foi mal aproveitada. poderia ter se desenrolado de uma maneira bem mais interessante, mas a opção foi outra. no todo, não gostei. terminei com muito esforço, mas não indicaria pra leitura.

    beijoca!

    ResponderExcluir
  4. Adorei a resenha! Fiquei com vontade de ler!! rs

    beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Sabrina!
    Esse livro me parece ser tão triste que só de ler a resenha me deu vontade de chorar :(
    Não sabia que tinha um filme também! Pelo jeito não foi lançado no Brasil ainda.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. eu li esse livro e achei a história muito confusa.O final tambem me decepcionou muito.

    ResponderExcluir
  7. Esse livro parece ser muito triste... lembro que foi muito comentado quando foi lançado, mas acabei não lendo... se surgir uma oportunidade, quero ler...
    Bom, saber do filme... acho que vou assistir primeiro...

    beijos,
    Dé...

    ResponderExcluir
  8. Fiquei feliz em ler essa resenha porque tenho bastante vontade de ler esse livro, mas outro dia li uma resenha bem negativa e a vontade de ler passou um pouco.
    Gosto de enredo simples, mas cque conseguem prender o leitor.

    Beijos xx

    ResponderExcluir
  9. Ei Sa,

    Eu esperava outro final, mas gostei muito deste livro. Ainda não sei se quero ler aquele novo da autora, as resenhas que li até agora não falaram mal mas tbm não faram assim que adoraram rsrs.

    bjoo

    ResponderExcluir
  10. Adorei a resenha, Sabrina! (minha chará!:D)
    Lindo o que Caroline fez pela criança rejeitada pelo pai.
    Que triste saber que existem pessoas tão incompreensíveis, capazes de abandonar até mesmo seus familiares por conta de uma doença, como a Síndrome de Down.
    Realmente, os portadores dessa síndrome são diferentes, mas capazes de fazer o que todo mundo faz.
    Não sabia que esse livro tinha tbm um filme. Procurarei depois.

    Beeijo*;
    @BrinaSophie

    ResponderExcluir
  11. Amei, é bom ler livros assim de vez em quando, que passam uma mensagem para se refletir!

    @Jennifer13d

    ResponderExcluir
  12. Depois que vi o filme, não consegui ler o livro ;~
    Achei tão triste e revoltante... No filme, o ato de David acabou com sua família, por pura covardia ;/ Mesmo a história sendo linda, não me permito martirizar tanto.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  13. Nossa, você me deixou doida para ler o livro! Eu sempre o via aqui e ali, mas ainda não tinha me interessado. Agora vou ter que colocá-lo na minha lista de desejados!!
    Bjss, bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  14. Pra mim foi o contrário: eu super me interessei pela sinopse, mas detestei quando finalmente li o livro. Achei a história enrolada demais, os personagens me irritaram... :X

    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Meu Deus, que resenha! que livro! do jeitinho que eu gosto! muita emoção e reflexão no ar, nos olhos e na alma. Vou colocar na minha lista este livro,claro. Bju

    ResponderExcluir
  16. Oiii

    Esse livro é tocante, apesar de não fazer muito o meu gênero, eu tiro o chapéu para esse Livro!

    Tá rolando uma Promoção lá no meu Blog (http://noiterubra.blogspot.com/)
    Espero você lá!!!

    Bjus =***

    ResponderExcluir
  17. Nossa... Adorei a resenha, esse livro deve ser maravilhoso! Ai que vontade de ler. Adoro livros desse tipo que são emotivos e ao mesmo tempo que ensina e nos faz refletir...Já vou add na minha listinha.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  18. Não gostei muito desse livro não, muito sofrimento pra mim UAHSUAHSUAS Mas é emocionante em algumas partes, realmente. Eu adorei a Phoebe, tão gracinha <3 Adorei a resenha, muito boa.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  19. Amei sua resenha! *--* Mamãe já leu esse livro, assim que minha lista diminuir vou pedir para ela pegar ele na biblioteca de novo para eu ler :D
    Beijos,K.
    Girl Spoiled

    ResponderExcluir
  20. Esse é o tipo de livro que minha mãe ia adorar!!! Ela gosta desse tipo de história e estilo! Gostei da resenha mas sempre fico com pé atrás com livros com dramas como esses, porque eu nunca consigo chegar ao final =( ... Me sinto insensível...

    Bjs

    http://mundo-sa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Esse livro deve ser triste. Ano passado quando o vi pela prmeira vez fiquei impressionada com a sinopse. Não comprei porque minha irmã disse que iria, mas tô esperando até hoje. Vê se pode.


    Menina, como você consegue tanto tempo para ler? E escrever essas resenhas ótimas? haha

    BEijos :*

    ResponderExcluir
  22. Gosto de livros com mensagens...
    Mas ainda não sei o que pensar dessa autora, preciso ler algo dela, mas tudo que ela escreve parece bem intenso memso...
    O problem é que não gosto mt de drama... sei lá.. ainda to abalada com Um Dia! Huahauha

    bjss
    hey Evellyn!

    ResponderExcluir
  23. Confesso que não gosto muito de livros com temas que me façam chorar como esse daí, mas vou deixar esse preconceito de lado, e vou tentar ler!!!!
    Gostei da sua resenha!!!!!!

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  24. Consegui o livro ano passado em uma troca e por saber que é uma leitura mais intensa sempre deixo pra depois... eu acredito que vou sentir o mesmo q vc, sensação de receber uma msg linda.

    =*
    it Cultura

    ResponderExcluir
  25. Eu tenho muita curiosidade sobre este livro, pois me parece uma estória emocionante, daquelas da gente ficar pensando depois
    Pois esse assunto é muito bom, para combater o preconceito.
    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Ai, que tudo essa resenha!!! Esse livro parece ser incrível *-* Quero muito!!!

    ResponderExcluir
  27. Eu comprei esse livro faz algum tempo (por causa a capa...¬¬) e ainda não li! Sempre coloco outras leituras na frente, mas esse parece otimo mesmo!
    Agora preciso preciso tirar da estante e ler! rs

    bjuss

    ResponderExcluir
  28. Já faz um tempo que li.... ele é muito bom, achei o livro lindo e surpreendente.
    Bjs *-*

    ResponderExcluir
  29. Adorei a resenha, parece ser um ótimo livro, mesmo sendo um pouco triste fiquei com vontade de ler.

    ResponderExcluir
  30. Não conhecia esse livro, e apesar da história parecer interessante, atualmente estou dispensando livros que me façam chorar, rss

    Ah, fazia um tempinho que não passava aqui e ainda não tinha visto o lay novo, ficou lindo, adorei!!

    Beijos

    Cacá
    *Meus Discos e Livros e Tudo o Mais*

    ResponderExcluir
  31. Eu adorei esse livro, a história é emocionante e com uma história muito linda. Eu não sabia que tinha filme, vou prorcurar para assistir.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  32. Gostei muito desse livro. Uma história forte e emocionante.Gosto muito de histórias assim, que mexem com nossas emoções. Bjkaaass

    ResponderExcluir
  33. Meu deus que resenha perfeita. Fiquei impressionada com tamanha emoção nas palavras e fiquei muito feliz pois eh um livro q sempre me chamou a atenção, mas tinha um certo pé atras para ler. Agora decididamente depois dessa resenha vou encarar essa leitura e me emocionar.
    Beijoooos

    ResponderExcluir
  34. Eu queria ler esse livro,mas li uma resenha e desisti de comprar.
    Ganhei "Lago dos sonhos" e gostei do livro.
    Agora li essa resenha e já tô pensando em comprar o livro de novo...

    Abs :*

    ResponderExcluir
  35. Esse livro parece não ser tão interessante quando só olhamos a resenha mas o conteúdo é bem legal, eu gostei.

    ResponderExcluir
  36. Oi, Sabrina.

    Sempre vi esse livro, mas não sabia do que se tratava especificamente. Adoro livros que abordam temas reais e, nesse especificamente, é aminha cara, porque vou identificar-me muito com ele.

    Também adoro o Dermot Mulroney. :)

    Beijos.

    ResponderExcluir
  37. Já faz um tempinho que conheço esse livro,mas sei la ele não me anima muito de ler! Mas talvez quem sabe um dia eu crie coragem e começo a ler ele!

    ResponderExcluir
  38. Já tinha ouvido falar nele, mas não imaginava que a história fosse assim! Nossa, adorei e sei que vou chorar rios ao lê-lo.

    ResponderExcluir
  39. Só hoje, que voltei aqui no post para pegar a data do meu comentário na resenha, para participar da promo, é que vi que fui citada, rsrs, fico feliz em saber que ajudei. E realmente o Dermot Mulroney é muito talentoso (lindo), rsrs. Bjs

    ResponderExcluir
  40. Adorei a resenha, to doida pra ler esse livro =)

    ResponderExcluir
  41. Eu já tinha ouvido falar desse livro e eu nem me importei de saber do que setratava, mas quando eu li aqui... nossa, que lindo!
    Eu vou comprar, com certeza.
    Muito bom mesmo!

    ResponderExcluir
  42. Nunca procurei saber mais sobre o livro, e descubro aqui que tem até filme!
    Pela sua resenha, parece ser aquele tipo de livro que passa uma "mensagem de vida"!
    Kim Edwards parece ser uma boa autora...
    Beijos

    ResponderExcluir
  43. Eu nunca tinha ouvido falar desse livro, mas AMEI sua resenha, me deu vontade de leer'
    Vou tentar não assistir o filme agora, só depois de ler o livro;
    bjoo'

    ResponderExcluir
  44. Esse livro é muito bom. Já havia lido anteriormente emprestado, mas agora gostaria de tê-lo na minha estante para lê-lo novamente!

    ResponderExcluir
  45. Este livro traz uma história triste e nos mostra as consequências de uma escolha. Os fantasmas que perseguem David torna o livro sombrio e muitas vezes nos deparamos com estes mesmos fantasmas por um segredo que guardamos ou por algo de errado que praticamos no passado e que não conseguimos nos livrar. Gostei. Recomendo, embora algumas partes sejam detalhadas em excesso na minha opinião. O filme é bem enxuto e distorce muitas partes do livro.

    ResponderExcluir