='cap-left'/>

Kacrhrys - Dia de Neve

Mais uma brazuca na área, e se rendendo aos vampiros! #adoro

E o interessante nisto, é que mesmo a temática sendo a mesma, o enredo sempre tem o bônus de surpreender. Ou quase sempre...

Mas, antes de entrar em detalhes sobre o livro, gostaria de ressaltar uma curiosidade que notei lendo a orelha do livro: 

A autora morou em Pato Branco... EU morei em Pato Branco!

Hahahahahaha. Me identifiquei. Será que compramos livros juntas na Letra (pseudo livraria da cidade)?  Ah, pessoal, pensava que só eu lia algo naquela cidade. (risos maquiavélicos)

Antes que alguém indague nos comentários, afirmo que os habitantes não falam como a personagem Bozena (AQUI). Alías... (Lari olhando para o lado vendo se há pato branquenses por perto), sinceridade? O pessoal não fala igual, mas é beeeeem parecido, “daí”!

Brincadeiras à parte, me sinto grata por ter morado lá e com saudade...

Dia de neve
Kacrhys

Clara tinha uma vida normal e pacata no interior dos Estados Unidos, com direito a namorado fofo, compreensivo e companheiro, amigos legais e uma família adorável (em sua estranha estrutura). No entanto, da noite para o dia a redoma em quem vivia é rompida, e ela acaba por descobrir que foi enganada durante toda sua vida.

Sua “avó” era descendente de uma família real de vampiros, os Canin. Seu pai – que era filho adotado – era um vampiro híbrido, tal como seus parentes próximos que tinham sangue de Canin e Stau – a outra raça vampírica.

Fora o baque de descobrir que era uma vampira poderosa, Clara é obrigada a passar por um julgamento, junto com sua família, pois não eram permitidas misturas raciais.

“... este acordo determinava que as duas raças poderiam viver em harmonia, mas sem misturar os sangues entre elas ou com humanos, daí veio a proibição. Nesse acordo foi fixada também uma forma de julgar e punir os infratores, e que as duas cortes, as duas famílias, iriam decidir juntas as leis e o destino das pessoas em um julgamento”

A família de Clara é uma mistura total. Por isso, são presos em um Palácio, na corte dos Canin, a espera de um julgamento. 

A família de Clara trouxe um peso a mais na bagagem, o namorado de Clara, Michael, que, quando tomou ciência dos acontecimentos, resolveu vir para o Brasil com ela. Ele não se importou muito em saber que durante todo o relacionamento, Clara mordia seu pescoço e que a mãe dela apagava toda e qualquer lembrança dos atos vampirescos. 

Só que ele não contava que teria um rival. Um rival poderoso no charme e aparência,   Drog, também conhecido como MIB* e Diógenes Lebos .

(MIB –  filme – homens de preto, apelido interessante)

Diógenes Lebos, um guarda no castelo, ficou com a responsabilidade de tomar conta de Clara. 

A atração aos poucos começa a florescer... E Michael? E o julgamento? 

Dia de Neve foi uma leitura gostosa de fazer. Confesso que li tudo em uma “sentada”, e isto diz muito sobre o livro, pois isto é dom. Não adianta ter criatividade e não saber colocar as ideias no papel. 

Ao meu ver, o fato negativo recaiu sobre a passividade com que os personagens aceitaram a situação, de forma simples demais, sem qualquer conflito. “Eu sou vampiro” e “Ah, é legal. O que vamos comer no jantar?”.

 Além disso, e talvez devido ao fato acima narrado, não consegui me identificar muito com os personagens. Clara e MIB são até legais, mas Michael me irritou. 

Por outro lado, este é somente o primeiro livro de uma série. A autora tem um grande potencial. Algumas passagens quando ela quis explorar a coloquialidade, enriquecerem o texto. 

O final deixa muito a desejar. Muito mesmo. Detestei. Me deixar curiosa para o segundo livro? Ainda mais eu que tenho a ansiedade como segundo nome. Quero logooo!  (risos) 

Espero ter logo o segundo livro em mãos, e quiçá, conseguir ficar cativa pelos personagens?

...Aguardando!


Ps: Algumas pessoas não entenderam, mas a parte do final deixar a desejar é brincadeira... (risos) O final é só o começo de uma longa e - espero - linda história.

Comentários
30 Comentários

30 comentários:

  1. Oi Lari!!!

    Também gostei muito de Dia de Neve! Acho que a maneira como a autora criou e idealizou a "alta" muito divertido! Michael é chato mesmo não gostei dele, mas o "outro" mocinho é bem fofinho rsrs

    Ótima resenha!

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Confesso que não gosto desta temática, então sou suspeita para falar. Nunca li o livro (apesar de ter gostado da capa), mas acho que todos eles tem algo assim de: eu sou um vampiro:
    a-) Fica super animada;
    b-) Continua a mesma mosca morta.

    Rs! É a minha opinião. Mas gostei BASTANTE da sua resenha! Bem crítica e sucinta, com o toque de humor lá de cima (Pato Branco, sério? hahaha).

    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. OIE, Brazuca, morou em Pato Branco e escreve sobre vida pacata nos EUA!!! me poupe...não sei o motivo que nossos escritores preferem as coisas gringas sendo que temos cidades incríveis ak no Brasil..

    ResponderExcluir
  4. Lari, você disse algo super importante para os escritores:"não adianta ter criatividade e não saber colocar as ideias no papel". Bem, gostei muito da sua resenha,não li o livro, mas estou vendo que ele veio para ficar e ainda vai trazer uma tropa.
    Qto a Pato Branco, é verdade mesmo, eles não falam como a Bozena, pois ela é uma caricatura, mas eles dizer 'daí'o tempo todo. Mas falando sério, este negocio de fala e sotaques é o que temos de mais rico em nosso país, e ao invés nos separar deveriam nos unir.
    Adorei o texto, beijos

    ResponderExcluir
  5. Citação:"A autora morou em Pato Branco... EU morei em Pato Branco!"

    Para você ver como o mundo é pequeno.

    YA, o que fazer com os YA, sempre pinta uma vontade de ler, ainda mais sendo uma autora nacional... mas aí você pensa vai ser série..., não vai ter cenas hots... e aí eu mucho. kkkkkk

    bjokas

    ResponderExcluir
  6. Quero muito ler esse livro desde a primeira resenha que eu li , amo livros de vampiros e sempre que vejo um já fico interessada.

    Adorei a sua resenha e mesmo com alguns pontos negativos ainda quero ler.

    ResponderExcluir
  7. Nossa, não conhecia o livro, mas já adorei!
    Sua resenha está fantástica, me fez ficar com a pulga atrás da orelha!
    Quero muito ler o livro agora!!

    Beijos

    Gih
    http://kastmaker.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Eii Lari!!
    Já mencionei que adoro suas resenhas???? rsrsrs
    Sei que as vezes nem dá pra comentar (qd a net tá lenta, por exemplo.. ) Mas eu sempre passo pra ler!
    Adorei conhecer o livro! Já o tinha visto por aí mas não sabia nada sobre ele! Adoro qd algum brasileiro escreve sobre vamps! o/

    Beijinhos^^
    Danni
    @DaninhaG3
    http://garotas-e-livros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Ahauhau tenho uma amiga em Pato Branco, ela é bem legal Oo...
    Interessante esse livro, gostei bastante do titulo...
    PS: Gurias, sobre o meu livro, logo.logo respondo o email de vocês, acontece que ainda nao pude!
    A resenha ta otima como sempre! XD

    ResponderExcluir
  10. Tenho vontade de ler, aqu ionde moro também é muiiiito frio rs, uma pena que o final deixe muito a desejar, espero que no segundo ela não erre assim, beijos.

    ResponderExcluir
  11. Ah! Nossos amandos seres da noite nunca saem de moda né rs...

    Não conhecia esse livro. E realmente acho muito bacana a literatura brasileira ganhar destaque. Tem muita gente boa que escrever por aqui ^^

    Pena que o final deixa a desejar, e isso realmente me desanima na hora de ler um livro ...

    beijinhos!


    anereis.

    mydearlibrary | bookreviews • music • culture
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  12. Ei Lari,

    Este eu ainda não conhecia, vc está sempre na dianteira das novidades nacionais =]

    Adoro vampiros, gostei da trama, mas me irrita tbm quando os personagens acham tudo normnal.

    bjos
    Nanda

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia esse livro. Como eu não conhecia um livro de vampiros? Meu tema favorito, poxa UAHSUAHSUAHSUA Adorei sua resenha. Apesar de parecer ser muito bacana, não sei se leria. Sou um pouco enjoada pra livros nacionais. Não é preconceito não, mas sei lá UAHSUAHSUA mas enfim, vou deixar anotado aqui nos livros que tem 'potencial para entrar na minha wishlist'.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  14. Ah, eu adoro histórias de vampiros! E quando os autores usam a criatividade para criar algo diferente então! Eu AMO!

    Muito legal a resenha, e espero que o segundo volume supra esses pontos fracos!

    Beijões
    Conjunto da Obra

    ResponderExcluir
  15. Olá ,se quiserem participar da promoção no meu blog e ganhar marcadores entre no link.http://girlsebooks.blogspot.com/2011/07/promocao-marcadores-guardians.html
    Bejos

    ResponderExcluir
  16. Oii!!
    O livro parece ser bem legal! Eu também já li vários livros sobre vampiros, mas cada um tem uma história diferente, então não me canso.
    Se você quer ler mais livros de vampiro nacionais, recomendo "Kaori" da Giulia Moon. Eu amei esse livro!
    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  17. Já não costumo me interessar pelos novos vampiros e depois da sua resenha me interessei menos ainda por esse livro =/.
    Nossaaa, você morou em Pato Branco? ahuahauhau que divertido isso.

    Bjsss
    www.frozenlivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Gostei do mote! N conhecia o livro, valeu a indicação Larii

    "Não adianta ter criatividade e não saber colocar as ideias no papel. "

    Concordo plenamente!

    Ahhh, gosto de ficar curiosa para o segundo livro... fico com aquele gostinho de quero mais, rs!

    ResponderExcluir
  19. Não me interessei muito pela história, parece ser mais uma historinha sobre vampiros sem nada de diferente, sei la hahaha mas adorei a resenha, parabéns

    ResponderExcluir
  20. Triste quando um final não alcança nossas expectativas, né...

    Uma coisa que me desagrada nos livros sobrenaturais, são como as personagens aceitam com tanta naturalidade as coisas mais bizarras, como se fosse normal.

    Ainda não me senti atraída por esse livro.

    BjoO
    Pri
    Entre Fatos e Livros

    ResponderExcluir
  21. Ri litros com a história de Pato Branco, como assim? depois me conta esta história direito.. eu iria adorar vc falando que nem a Bozena.. kkkkkkkkkkkkkkkk amei


    Pato Branco
    Leituras Vivas

    ResponderExcluir
  22. esqueci

    PS amo a Kacrhys ela eh mt gente boa até me deu uma linda bolsa e um marcador super fofo e autografado adoro ela..
    e a ultima parte quiçaáa?? vc nao disse iso a ultima vez q usei isso no meu TCC a profesora fez eu corrigir serio sei que o texto é seu e vc faz o que vc quiser mas vim pra comentar e botar a boca no trambone kk adorei sua ousadia !!]


    Leituras Vivas

    ResponderExcluir
  23. Mais um livro de vampiro? Adoroooo!
    Curiosa para ler
    Bjs

    ResponderExcluir
  24. Nossa, não sabia desse livro
    Mas é legal ver um autor brasileiro que manda super bem
    E fiquei curiosa sobre o livro, vou pesquisar
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Não conhecia esse livro ainda/
    Livro de vampiros? Autor brasileiro? *corre pra livraria*
    Li um livro recentemente que é meio parecido, já que a personagem descobre qe é uma vampira, mas ela ñ fica satisfeita cm isso...
    Parabéns pela resenha, está ótima (Pato Branco? séerio? kkkk')
    Mas a história se passa nos EUA, mesmo cm uma escritora brasileira? aff'
    Mas mesmo assim qero ler .
    bjoos'

    ResponderExcluir
  26. Esse livros que nos deixa aflitos pelo segundo, as vezes, são os melhores... sempre me dá uma agonia isso! hahaha
    Mas eu gostei da sinopse e gostei da história... parecem legal! Adoro vamps!!!
    Fiquei cuiriosa...

    bjusss

    ResponderExcluir
  27. Adoroooo livro brasileiro *o*
    Amoooo vampiros \o/

    Enfiiim, adorei o '“Eu sou vampiro” “Ah, é legal. O que vamos comer no jantar?”.' HAHAHAHA'

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  28. Não conhecia o livro, adorei saber que temos mais uma autora de talento brasuca!
    Vou ficar de olho!
    ;)

    ResponderExcluir
  29. O primeiro livro da Baraúna que li foi ótimo, então espero que esse tb seja. Já ouvi falar, mas ainda não tive a oportunidade de ler... Acho a capa bem bonita, apesar de simples.

    Bjs,
    Kel - It Cultura
    www.itcultura.com

    ResponderExcluir
  30. Olá Pessoal!!!

    Adorei a resenha! Muito criativa e divertida!!!!!
    Pato Branco, que saudades!!!! No tempo em que morei lá a Letra quase me levou a falência, e todos os anos que volto para visitar meus familiares acabo entrando lá e comprando algum livro para ler no caminho de volta para casa! (já que são mais de 12 horas de viagem até SP de ônibus!)
    Curiosidade: o segundo livro da série, que vai se chamar Dia de Tempestade, eu terminei em minha ultima viagem para Pato Branco, sentada na varanda da casa de minha tia tomando chimarrão!
    Bjks
    Kacrhys

    ResponderExcluir