='cap-left'/>

Susan Mallery - Um gosto de esperança

29.11.2011 – Começo da noite.
Recebi o livro! Lindo demais, capa e diagramação perfeitas.
Pena que tenho trabalho para entregar cedinho no outro dia, como queria ler logo este livro! Gostei tanto, mas tanto dos dois primeiros, que este era o meu maior sonho de consumo =D
Agora, é só ter tempo para ler (36 horas por dia viriam a calhar...); Termina logo, aula!

29.11.2011 – Oito horas da noite.
O livro me chama. O livro grita para  que eu o pegue! 
Não resisto. Prometo ler somente uma página, uma pequena página, só uma degustaçãozinha de nada...

29.11.2011  Oito e trinta da noite.
Largue o livro Lariane. Vá fazer seu trabalho, agora!

29.11.2011 -  Oito e tarará...
Desisti do trabalho.  Não tem como largar o livro.  Páginas e mais páginas excelentes, que conectam o leitor, que me fazem ficar alucinada querendo saber mais sobre este emaranho de emoções e relações humanas.

Nem preciso dizer que terminei de ler o livro de madrugada, que fiz um trabalho só por fazer...

Rendo-me ao talento de Susan Mallery –  autora que eu já conhecia, mas  que me conquistou ainda nesta trilogia...


Susan Mallery
Um gosto de esperança

Fazia cinco anos que Jesse Keyes saiu de Seattle, depois de ser pega na cama com o marido de sua irmã mais velha, Nicole Keyes. 

Apesar de ter sido uma garota rebelde, tendo inúmeros parceiros sexuais no decorrer dos anos, ela nunca faria algo tão perverso como trair sua irmã... Mas, infelizmente, ninguém acreditou nela. Ninguém deu um voto de confiança, nem ao menos tentaram ouvir e compreender suas explicações. Acreditaram no pior... que ela sempre estragava tudo.

Para piorar, o único homem que amou em sua vida, Matthew Fenner, também não acreditou nela.  Ao informá-lo que ele seria pai, que estava grávida, teve uma cruel resposta. “Uma vez vagabunda, sempre vagabunda”. Ele não acreditou nela, não acreditou que a criança era dele...

Depois de todos estes acontecimentos, Jesse fugiu. Resolveu sair da vida de todos e passou cinco anos em outra cidade, lutando para ser uma pessoa melhor e não decepcionar seu filho Gabe.

Gabe era a luz de sua vida, era a pessoa mais importante e mais amada para ela. E estava resoluta a nunca lhe faltar com a verdade. Então, quando o pequeno começa a indagar sobre quem era seu pai, sobre porque ele não era presente em sua vida, Jesse resolveu voltar para sua terra natal, resolveu encarar o passado e fazer com que Matt conhecesse o filho... Além disso, agora sendo uma pessoa mais madura, queria dar um jeito na relação com sua irmã, queria tentar mais uma vez. 

Jesse amava Nicole, mas havia muito ressentimento entre as irmãs, um relacionamento de incompreensão por ambas as partes que não as deixavam ver que no fundo era um grande amor fraternal que as unia.

Uma luta ainda maior em busca do perdão é sua história com Matt: Ele não acreditou nela, presumiu somente o pior. Ela, aparentemente, foi para a cama com outro, e por isso ele estava disposto a se vingar, não seria mais um otário como foi, sempre a deixando pisar em sua dignidade.

Há cinco anos, Jesse o conheceu em uma confeitaria, quando ele, ao tentar pedir um encontro com uma garota, foi rechaçado. Também pudera, era um nerd de óculos e calças curtas e terrivelmente tímido. Jesse  viu seu potencial e resolveu ajudá-lo, fazendo com que as mulheres o notassem, quase numa atitude de caridade.  Contudo, com o passar dos dias, a ajuda foi se transformando em algo maior, e aquilo que era somente amizade passou a ser um lindo e puro amor... Interrompeu-se com a suposta traição.

Matt queria vingança, queria fazê-la sofrer tanto como ele sofreu.  Ele não conseguia enxergar toda a dor e verdade por trás de Jesse.

Um gosto de Esperança é um livro lindo, tocante. Um livro que nos fala sobre o perdão, sobre o medo de se arriscar a ser machucado, sobre o medo de dar um voto de confiança.

Um livro que fala de uma forma belíssima sobre as tramas familiares, não tendo lugar para vilões ou mocinhas, somente pessoas que erram e acertam, sendo extremamente humanas, merecendo  ter uma chance de se tornaram melhor.

Destaco ainda a sutileza da autora em relação ao relacionamento de Matt e Gabe, pai e filho: foi enternecedor a forma  se aproximaram. O coitado do pai, que nunca antes havia chegado perto de uma criança e não sabia como se portar, pouco a pouco ultrapassou a barreira dos anos em que estiveram longe um do outro. Tocante demais.

Por fim, UI UI UIIII, o livro é quente garotas! O relacionamento de Jesse e Matt além de ter o forte laço de amor, possuiu uma química, que vou te contar... (risos)

Caros leitores, me emocionei tanto com Um gosto de Esperança,  que estou com uma profunda Depressão Pós Livro, ainda não acredito que a trilogia acabou! Queria mais  livros das Irmãs Keyes, será que a Susan Mallery não poderia achar uma irmã perdida? (risos)

Livro mais que recomendado, série mais que perfeita.

Irmãs Keyes
3. Um gosto de esperança - Jesse Keyes





Comentários
11 Comentários

11 comentários:

  1. ADORO resenhas empolgadas, rs.
    Não li os dois primeiros ainda D:
    E preciso comprar URGENTE pq ganhei esse né?! E tô desesperadinha pra ler! rs.

    :*
    Mi
    Inteiramente Diva

    ResponderExcluir
  2. Adoro temas assim.
    Só não gosto se o mocinho trata a mocinha que nem cachorro, porque ai eu fico p da vida e largo o livro hahaha
    Pelo que eu percebi não é assim né? Ainda bem hahahaha

    Adorei a resenha feiosa, beijos

    ResponderExcluir
  3. Simplesmente AMEI a maneira de como você começou o post! Super criativa e divertida!
    Preciso ler essa trilogia e parece que ela se fecha com chave de ouro né?
    O livro deve ser muito emocionante e delicioso de ser lido!
    Beijão, adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  4. Todos dizem que é bom, oin xodó! ;)

    Beijos Blanc

    ResponderExcluir
  5. UIHAiuahUIA
    Achar mais uma irmã perdida poderia ser bom, se a série é mesmo tão boa. Eu não li nenhum livro, mas com certeza vou ler, já que fiquei emocionada já com a resenha. E bom, essas capas e títulos já dão um gostinho todo especial nos livros ^^

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Lari!

    Tambémme senti assim quando acabei o livro. Mas fiquei com uma alegria, pois o livro me tocou, a forma como tudo se acerto, a volta de Jesse, eu achei lindo.

    Sem palavras para descrever tudo o que eu senti com a história.

    Queria que tivesse mais um livro kkkkkkkk

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. kkk adorei a tragetória do livro!! Bah pior que tem livros que são assim mesmo, nunca li a série mas vc sempre anda falando dela aqui! E eu sempre com vontade de ler é claro!

    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Mais uma Trilogia para a minha lista de pedidos de Natal!!!
    Adoooooooooooooooooro trilogias, porque tem um ritmo, o fechamento de um ciclo no final, e quando bate a saudade...leio tudo de novo!
    Tô curiosa por esta. Bjs...Elis.
    http://www.arquivopassional.com/

    ResponderExcluir
  9. Só você mesmo para fazer uma resenha assim, Lari, kkkk
    Adorei, foi muito divertido ler, kkkk
    Bem, ainda não li nada dessa trilogia, mas pretendo começar um dia. Bjus

    ResponderExcluir
  10. Eu nunca li o livro, mas parece que a trama é boa e se tem perdão no meio parece ser ainda melhor.

    =D

    ResponderExcluir