='cap-left'/>

Rachel Vincent - Minha Alma para Levar


Com memoráveis exceções, os YA Books que tenho lido se mostram muito similares, com triângulos amorosos desnecessários, adolescentes cheios de crise, gancho sobrenatural sem novidades ou inverossímeis demais para “engolir”. Pode parecer uma contradição, e alguém mais crítico poderia então me perguntar “Se você tem se decepcionado, porque continua lendo?” É uma pergunta capciosa, e única verdadeira resposta é essa: “Tenho medo. Medo de perder – por preconceito – a oportunidade de ler bons livros”.

Minha Alma para Levar – primeiro volume da série Gritos da Alma, de Rachel Vincent, não é somente um bom livro, mas sim um “ótimo livro”. Esteve em minha estante durante uns bons meses, pois a sinopse da contracapa não faz o menor jus á categoria do livro. Quando o peguei por falta de outra sinopse que me atraísse mais, o resultado foi que, aproveitando o recesso de início de ano e a liberdade de não estar presa ao despertador, atravessei a madrugada lendo esta inusitada trama, incapaz de largar o livro até o desfecho e amando demais todos os personagens. Bora conhecer Kaylee e sua herança sobrenatural?


Minha Alma para Levar
Série Gritos da Alma, vol 1
Rachel Vincent

Kaylee não possuía muitos motivos para se orgulhar de sua vida, quando era órfã de mãe e seu pai trabalhava na Irlanda e por isso ela vivia com os tios desde pequena, mas não se dava bem com a única prima. Kaylee não era muito popular e tinha um dom bem esquisito: simplesmente conseguia sentir quando uma pessoa estava prestes a morrer e nestas horas começava a gritar incontrolavelmente, em verdadeiros ataques de pânico que lhe renderam uma estadia na ala psiquiátrica.
Kaylee pensava estar conseguindo superar as crises, até que Nash, o garoto mais popular da escola, nota sua presença em uma boate e consegue acalmá-la quando estava prestes a gritar por sentir a morte de uma garota. Nash parecia saber mais sobre aqueles gritos, e eles começam a se encontrar, ao mesmo tempo em que mais mortes suspeitas de jovens garotas começam a acontecer.
Porque os gritos?
Porque Nash não a considerava louca como todos os outros?
Porque tantas jovens mortas de forma tão incomum?


Como primeiro livro de uma série, Minha Alma para Levar (Editora Harlequin/2011- 350 páginas) já me agradou demais. A leitura é fluida e tem ótimo ritmo, sem aquelas introduções que a maioria das séries traz em seus primeiros exemplares. As explicações vão sendo agregadas à trama de forma tão suave que, mesmo o enredo tendo certo tom “sinistro” pelas premonições das mortes, o clima nunca se torna tenso.

Os personagens são maravilhosos!
Kaylee é uma garota forte e amiga fiel. Mesmo possuindo alguns dos dramas típicos de adolescentes, em nenhum momento senti nela uma aborrescente, pois agarra com tudo o interesse de Nash e não fica naquela “O que será que ele viu em mim?”. Já Nash é o tipo de garoto que toda garota – humana ou não – gostaria de ter em sua vida: lindo, carinhoso e muito bom de pegada, além de superprotetor e um guia perfeito para fazer com que nossa mocinha entenda e aceite sua herança.

A descoberta da herança de Kaylee muda totalmente sua vida e a visão que tinha sobre sua família: ela é uma Bean Sidhe, e seus gritos são, na verdade, canções para as almas das pessoas prestes a morrer, justificando o título da série como “Gritos da Alma”. Como esta revelação ocorre logo no inicio da trama, muita coisa acontece nas 350 páginas deste livro, e ao fim fiquei com aquela sensação de “Ah, mas já acabou?”. Mas o fim foi plausível, e eu gostei muito, pois não foi interrompido sem “pé nem cabeça” como algumas séries que acompanhei recentemente.
Mal posso esperar pelas sequencias, afinal, com personagens tão interessantes como os Bean Shides e os desdobramentos do que “ser” um Bean Sidhe implica, tem muito o que render, além da existência do mundo inferior e outros seres e situações citados, sem falar em alguns personagens que vão aparecendo ao longo da trama crescem muito, como a amizade de Kaylee com Emma e seus desentendimentos com a prima Sophia, o tio e o pai de Kaylee e a mãe de Nash, além de Tod, o anjo da morte, a quem quero muito voltar a ver!

Indico este livro para quem quer uma trama diferente, uma mescla de aventura e romance, além de um gancho sobrenatural totalmente novo e plenamente aceitável.
Eu entendi porque a sinopse não revela muito da trama, mas vou ter que deixar aqui meu manifesto: poderia ser só um pouquinho mais explicita, e assim eu não teria cometido o pecado de deixar este livro de molho por tanto tempo!
Primeiro livro do ano e primeiro queridinho; primeiro candidato às melhores leituras de 2012!

Soul Screamers – Gritos da Alma
(Prequel Novella - My Soul To Lose)
My Soul To Take – Minha Alma para Levar
My Soul To Save
My Soul to Keep
(Prequel Novella – Reaper) => Sobre Tod
My Soul to Steal
If I Die


Comentários
29 Comentários

29 comentários:

  1. Oi! Li esse livro a uns 03 meses (ou menos, rs) já, e me apaixonei muito mesmo!
    É uma história diferente e louca, eu gostei!
    Acredito que ela foi muito bem bolada, buscando outros tipos de conceito sobre a morte, foi interessantíssimo o ler!
    Eu indico a todos também!
    Os personagens são mesmo incríveis né?!
    Beijão, até mais!
    enfimdeasasabertas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. apesar de a capa ser feia e o título ser meio estranho, gostei bastante da sinopse. parece bem diferente, e a gente bem sabe que diferente não é algo que tenha estado em alta ultimamente, né :P o mais legal é que os personagens me pareceram cativantes :) nunca tinha ouvido falar, mas agora vou dar uma procurada :D

    ResponderExcluir
  3. Bem, só pela capa já dá vontade de ler, e como sou fã do gênero sobrenatural, não posso deixar de ter esse na minha pilha.
    Adorei a descrição do Nash, quero um desses pra mim tbm!
    E o dom dela é algo diferente, legal não ter um vampiro em todos livros (não que eu não goste, eu adoro, mas sempre é bom termos outras opções!) kkkkk.

    Bjs

    Faby - Adoro Romances de Aracaju

    ResponderExcluir
  4. Morro de vontade de ler essa série!
    Nem sabia que tinha saído em port! Que babado o/ ou é porque sou meio lenta mesmo? haha
    Que bom q agradou!

    bjs

    ResponderExcluir
  5. Adorei a resenha!!
    Assim como vc não tinha me interesado muito por ess livro. Tenho até um folheto sobre ele, mas tinha achado tudo tão vago que pensei ser apenas mais do mesmo.
    Bom saber que estava enganda.
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Parece ser muito bom vou comprar ainda hoje.

    ResponderExcluir
  7. Ai, que resenha deliciosa, Sabrina!!!!
    O livro parece ser ótimo!!! Eu quero MUITO uma história diferente =D Dica anotada \o/

    Beijos,

    Nanie
    Nanie's World

    ResponderExcluir
  8. Olá, Sabrina.

    Tenho muita curiosidade sobre esse livro. Como vc, tbm achei a sinopse aquém do que o livro representa, mas mesmo assim quis muito ler. Só que os livros da Harlequin são muito caros e as promoções são FAIL para mim.

    Entretanto, irei comprá-lo quando tiver mais condições. Fiquei mais curiosa por vc ter gostado tanto.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Pois é Sabrina, a sinopse não diz muito, mas mesmo assim eu comprei porque gosto deste gênero, e não me arrependi, é um livro muito bom eu diria que é leitura obrigatória para quem gosta do estilo ;)
    A resenha ficou show!
    Beijos,
    @PatriciaADavis

    ResponderExcluir
  10. Tem como não se encantar com o livro depois de uma resenha dessa?!
    Cara, adorei!
    Estava pouco curiosa, mas agora estou MUITO mesmo, rs.

    :*
    Mi
    Inteiramente Diva

    ResponderExcluir
  11. Adorei a resenha!
    Fiquei super curiosa para ler esse livro, ele parece ser otimo :)

    Beijos,
    Books Lovely

    ResponderExcluir
  12. Ainda não conhecia esse, mas como você disse que ótimo eu fiquei bem curiosa. A dica já está anotada =)

    Beeijos!

    ResponderExcluir
  13. Adoro suas resenhas! Tinha dúvidas se comprava esse livro ou não, agora não tenho mais! Vou aproveitar! beijo

    ResponderExcluir
  14. Oi Sabrina.
    Não conhecia esse livro, mas depois de ler a sua resenha e saber um pouco sobre do que se trata a história, fiquei curiosa! O nome já está anotado!
    Beijos.
    Books e Desenhos

    ResponderExcluir
  15. Eu vou procurar esse livro nesse exato momento. Além da capa ser absurdamente linda, e o título muito forte a sua resenha me fez ficar desesperada rsrs. Eu preciso de um livro assim nesse momento.

    Beijos

    Amigas entre Livros

    ResponderExcluir
  16. Que máximooo. Adoreei a história, sem falar que a capa é linda.

    Beijoos :)

    ResponderExcluir
  17. Oi Sabrina!

    Eu quero! kkk

    Dessa série eu só conheço o título, mas pela sua resenha, já percebi que vou amar. Adoro histórias assim.

    Bjs

    ResponderExcluir
  18. jah tinha visto a carol e a leeh comentando sobre esse livro, mas não sabia bem como era ateh ler a resenha, achei q era soh mais um como todos os outros (também ando achando que os YA's estão andando com histórias bem parecidas) mas dpois da sua resenha to vendo que ele eh bem diferente do q eu pensava e agora to morrendo de vontade de ler!

    --
    hangover at 16

    ResponderExcluir
  19. Que resenha maravilhosa gente. Nunca dei nada por esse livro, acredita? Sempre achei a capa meio estranha e até fiquei meio "assim" quando a May disse que iria comprá-lo... Mas é a primeira resenha que eu realmente leio dele e agora fiquei com água na boca *o* rs

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com

    ResponderExcluir
  20. Não gostei muito da capa e a sinopse não disse muita coisa. Se não fosse pela sua resenha eu nem daria bola para ele.
    Mas depois que li sua opinião fiquei com vontade de ler também *_*
    Ótima forma de começar o ano ^^
    Bjuxxxx

    ResponderExcluir
  21. Sabrina!
    Fiquei um pouco confusa... está cansada de ler as mesmas histórias de YA? E ainda assim gostou do livro o o achou diferente... O que vale é o prazer em ler. E quanto ao medo, diversifica um pouco e depois volta aos seus favoritos, algo diferente poderá surgir.
    A resenha está bem detalhada e verossímil.
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  22. Oi!
    Nossa, que legal *-* já tinham me falado desse livro, mas depois dessa sua resenha com certeza entra para a minha wishlist.
    E concordo com o que você diz, os YA estão muitos na "mesmice", falta um pouco de inovação '-'
    Beijos

    Gabriel M. Souza
    http://carolespilotro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  23. Ahhh que lindoo! Não conhecia o livro!
    Adorei a resenha, vou dar uma aoportunidade =D

    ResponderExcluir
  24. Essa série já chamou minha atenção antes que eu descobrisse que a Harlequin iria lançá-la, mas estou muito curiosa para lê-la e pretendo fazer isso assim que minha pilha de livros diminuir consideravelmente! rs É bom saber que os sobrenaturais não estão caindo na mesmice, sempre terá alguém inovando!!

    xx

    Only The Strong Survive

    ResponderExcluir
  25. Não sabia do que o livro falava mesmo! Pra falar a verdade, eu estou cansada de livros sobrenaturais, quero os mais leves...
    Mas esse eu acho que vou querer ler, porque o sobrenatural dele é bem diferente, e pelo o que li, acho que não é de dar medo MEDO, né? :D

    Adorei a resenha!

    Beeijo!

    ResponderExcluir
  26. Oi Sabrina!
    Não tinha lido nenhuma opinião sobre esse livro ainda (pelo que eu me lembre) e, como você, pensei que seria "mais do mesmo".
    Mas você gostou tanto que fiquei com vontade de ler!
    Pena que tudo hoje é série...
    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  27. Oi, Sabrina!
    Poxa, você me convenceu... Tenho este livro em inglês há tempão aqui em casa, acho q estou perdendo tempo... Deveria lê-lo logo! Parece mesmo ótimoo! Adorei sua resenha! =0)
    Bjo.

    ResponderExcluir
  28. Olá Sabrina!


    Eu não vou ler a resenha pq tenho o livro aqui na minha estante, eu ganhei em um sorteio. Depois volto aqui para comentar rsrs


    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Este livro está entre meus favoritos, gostei muito da estória e dos personagens, pena que a Harlequin ainda não tem data para Minha Alma para Salvar :(
    Bj,
    Pati

    ResponderExcluir