='cap-left'/>

Jennifer Brown - A Lista Negra



A lista foi ideia minha.
Não queria que ninguém morresse.
Não queria ser uma heroína.
Será que, algum dia, você vai me perdoar? (Contracapa)

Dois de maio de 2008, foi o dia em que a vida de Valerie mudou radicalmente...

Como sempre, ela preferia ir de ônibus à escola a pegar carona com sua mãe. Como sempre, foi incomodada por Christy Bruter, uma menina de sua escola, dessa vez a garota má havia quebrado o MP3 de Val.

Ao chegar lá, correu para os braços de seu namorado Nick, e lhe contou tudo que acontecia. Extasiada, o viu indo na direção dela, achando que ele iria tomar satisfação. Ele o fez, só que de uma maneira inesperada, brutal e assassina: com frieza, Nick sacou uma arma e disparou contra Christy.

Depois, foi uma sucessão de mortes e, em pânico, Valerie notou que ele estava matando todas as pessoas de sua Lista Negra. Como? Por quê? A lista era somente uma brincadeira, uma forma de extravasar sua vitimização pelo bullyng. Jamais imaginaria que ele cometeria uma atrocidade como aquela. Impelida a pará-lo, impediu que ele matasse Jessica, uma poderosa do colegial, aquela que sempre induzia os outros a praticar o bullyng. Logo após Nick se mata...

“(...) E foi assim que começou a famosa Lisa Negra: como uma piada. Uma forma de descarregar a frustração. No entanto, ela acabou
se transformando em algo que eu nem imaginava.

Todos os dias, na aula de Álgebra, nós pegávamos o diário e
escrevíamos os nomes de todas as pessoas da escola que odiávamos em segredo. Sentávamos na última fila, um do lado do outro, implicando com Christy Bruter e a professora Harfelz. Pessoas que nos irritavam, pessoas que pegavam no nosso pé. Especialmente aqueles que nos intimidavam, a nós e a outras pessoas” (p.85)

Cinco meses depois era o temido dia de voltar para a escola que fora palco da tragédia. Depois de uma minuciosa apuração pela polícia, Valerie foi inocentada, comprovando que não havia corroborado para os referidos acontecimentos. Mas nem todos pensavam assim...

Seus amigos de antes não a queriam por perto, os outros somente a viam como uma aberração. E, por incrível que pareça, quem queria ajudá-la a superar era Jessica.

Em casa a situação não estava nada melhor. Seu pai a detestava, sua mãe temia que ela fizesse mal aos outros e seu irmão, aquele que ela achava que lhe apoiava, também passou a detestá-la. Detestar e detestar.

“Não estou preocupada com a possibilidade de eles morderem você.
– disse mamãe com uma voz roca. Ela ergueu os
olhos vermelhos para mim e esfregou o nariz com o lenço de papel.

Olhei dela para o doutor Hieler. Ele continuava sentado
com o indicador nos lábio. Não disse nada. Não se moveu.

- Com o que você está preocupada? – perguntei.
- Você vai fazer mal a eles? – perguntou mamãe. – Você está se aproximando
deles para terminar o que Nick começou?” (p. 145)

“Eu tinha mudado a mamãe. Mudado seu papel de mãe.
Seu propósito não era mais fácil e claro como tinha sido
no dia em que nasci. Seu papel não era mais me proteger do resto do mundo.
Agora, seu papel era proteger o resto do mundo de mim” (p. 145)


Val estava sozinha, lidando com a dor de ter perdido o guri que tanto amava. Sozinha em meio à dor e culpa. Sabia que não era culpada de matar o pessoal da escola, mas se sentia culpada por não ter visto que, para Nick, a lista não era só uma brincadeira. Por que ela não percebera? Por que não vira que Nick não era só aquilo que demonstrava? Por que não havia notado o rumo que suas conversas estavam tomando?

Como seguir em frente depois disto? Como voltar a ser a mesma depois que seu namorado havia matado várias pessoas e depois se matado? Seria igual a Nick? Seria capaz de cometer uma atrocidade assim? Com tudo isto Valerie descobriu que nada sabia sobre si, que nem fazia ideia de que pessoa era.

“- Sabe por que a gente se dá tão bem, Val? – ele perguntou depois de um tempo.
– Porque pensamos exatamente igual.
É como se tivéssemos o mesmo cérebro. É legal.
Eu me estiquei, passando minha perna ao redor da dele.
- Totalmente – disse eu. – Danem-se nossos pais.
Danem-se suas brigas estúpidas. Dane-se todo mundo.”(p. 37)

Dor.

O livro me tocou muito. No começo, antes de me conectar tanto ao drama da protagonista, até entendia o porquê a tratavam daquela forma. Ora, ela havia escrito uma lista e desejado a morte de pessoas, inclusive de seu pai. Mas, aos poucos, no decorrer da trama, a autora brilhantemente foi nos fazendo ver e conhecer a verdadeira Valerie. Ver que ela era apenas uma adolescente que amava o namorado, que extravasava suas dores em uma lista. Uma adolescente que muito sofria bullyng e só anotava na Lista Negra como brincadeira.

“- Algum dia você irá me perdoar? – quis saber. (...)

- Não. – respondeu sem me olhar. – Talvez isso faça
de mim um mal pai, mas não sei se consigo.
Não importa o que a polícia disse, você estava
envolvida no tiroteio, Valerie. Você escreveu os nomes na lista.
Você escreveu o meu nome na lista. Você tinha uma boa vida aqui.
Pode não ter puxado o gatilho, mas ajudou a provocar essa tragédia.” (p. 194)

Tenho que lhes dizer que chorei horrores! Chorei pelos dramas de Valeria, por saber que sua dor nunca iria findar por completo, por saber que a garota feliz havia morrido naquele dia fatídico. Chorei por vê-la tanto sofrer... Chorei pelo Nick, por saber que se ele tivesse ajuda, se o passado não o tivesse feito sofrer, seu destino seria outro. Chorei por Jessica, a Barbie líder do colégio, que depois da tragédia mudou complementarmente.

Chorei por saber que essa história, apesar de fictícia, é totalmente condizente com a realidade... Por ser uma verdadeira lição e nos mostrar as consequências do bullying.

Aplausos para Jennifer Brown por demostrar sabiamente que muitas de nossas atitudes, as quais consideramos somente como uma brincadeira, podem ser o estopim para a dor de muitos. Por ter criado uma personagem com vários defeitos, mas muitas qualidades, e não ter mudado sua personalidade no decorrer da trama, só a demonstrando como uma lutadora.

Aplausos maiores ainda por ela ter conseguido fazer com que eu tivesse uma reação desta ante o livro e creio que muitas pessoas também serão tocadas com o livro.

Eu recomendo MUITO o livro. Leitura mais que obrigatória.

Mini Promoção - Para aqueles que comentarem na resenha, de forma coerente, serão sorteados 05 livretos contento o primeiro capítulo do livro. Junto ao comentário, por favor deixem seu perfil no twitter, OU o e-mail, se não tiver twitter.



Divulgarei no twitter os nomes dos ganhadores no dia 12.04. Por isso, fiquem atentos.

Comentários
75 Comentários

75 comentários:

  1. MEUS DEUS! Eu já tinha ouvido falar desse livro, mas não sobre o enredo. Comecei a ler sua resenha mais pelo título, por curiosidade, e... OMG! Esse livro deve ser demais mesmo! Fiquei com muita curiosidade mesmo! MESMO!
    É bom quando um livro nos toca dessa forma, né? Acho que também sentirei o mesmo que você! Quero muito ler agora!
    Ótima resenha, Lari! Amei!

    Bjus,
    Inara
    @lerdormircomer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Nah :D

      Corra para ler o livro!

      Beijo,

      Excluir
  2. OMG"!
    Que livro hein?
    Fiquei muito interessada nele ^^
    Uma especie de serial Killer?
    Ótima resenha!

    Beijos :*
    Natalia. http://musicaselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade o Nik foi o autor de uma chacina... remontando a do Realengo.

      :D

      Excluir
  3. Olá, Lari!!!
    Eu recebi ótimas recomendações sobre os livros dessa autora, entre eles o Bitter End, e espero que seja publicado também pela Gut, inclusive já tinha falado sobre ele numa coluna de livros em inglês lá no blog.
    Esse em especial, trata de um tema complexo e que nos faz mesmo refletir sobre as consequências do bullying na vida dos jovens em meio ao convívio social. Mal posso esperar pela oportunidade de conferir também a história, certamente vou me emocionar muito também após a leitura!!
    Adorei a sua resenha!!
    Bjos.


    Mariana Ribeiro
    Confissões Literárias.

    ResponderExcluir
  4. Golpe baixo! Eu comentei no twitter que você estava me fazendo ficar louca pra ler esse livro, agora decididamente eu necessito! Urgentemente!

    Meu Deus eu sei que eu vou falir, mas preciso! rs

    Até o momento nenhum livro com o tema bullying tinha me chamado a atenção, mas este, só com a tua resenha já me fez sentir a carga de importância que esse livro tem.

    Parabéns pela resenha, ficou emocionante!

    Bjs
    Tati

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tati, compra compra :D
      Não vai se arrepender!

      Excluir
  5. Ahh esqueci de deixar o twitter rs
    @tclauper

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Desde sabado estou esperando sua resenha, e agora só posso dizer: AMEI!
    Quero ler esse livro, adoro os que emocionam, os que mexem com nossos sentimentos, os que nos dilacera, e esse livro com certeza fez isso com vc.

    Mais um para minha lista de desejados, até por que, drama é comigo mesmo!

    Neijos!

    ResponderExcluir
  7. Oi Lari!

    Menina, amei sua resenha! Estava curiosa para saber o que você achou do livro, e só posso dizer que me deixou muito curiosa kkk

    Se você chorou, imagine eu, o que eu vou fazer? Chorar muito!

    kkk

    Bjs!

    Carla
    www.historias-semfim.com

    ResponderExcluir
  8. Nossa. Fiquei pasma agora. Que lvro é esse!!! *0* perfeito! Drama, mortes, um clima forte. Adoro livros assim! E esse parece ser um daqueles que a gente pega para reler vezes sem fim. Eu senti isso pela resenha. Posso até estar errada, mas a sensação que me deu foi de que esse é um daqueles que não se parar de ler até chegar ao fim de tão bom! Adorei! Quero o meu já!

    ResponderExcluir
  9. Nossa, preciso ler... tema super atual e fiquei tocada só pela sua resenha, que aliás, está muito boa... impossível não ter vontade de ler depois dessa...

    beijos,
    Dé...

    ResponderExcluir
  10. Hey Lari

    Essa é a primeira resenha que leio sobre esse livro,nem preciso dizer que adorei, né?

    O livro não faz muito o meu estilo, mas achei interessante. Se pintar a oportunidade vou pegar para ler =D

    Beijocas

    ResponderExcluir
  11. Eu imaginei um livro totalmente romance fofo com um toque de karma. Me surpreendi muito sobre o que você falou do livro e fiquei querendo muiiiiiito ler *--*
    Beijos,K.
    Girl Spoiled

    ResponderExcluir
  12. Lari,
    Nossa esse livro parece bem emocionante e chocante mesmo, por mais que seja fictício, noto por suas palavras o quanto vale a pena lê-lo. Fiquei bem curiosa pela história, pois o enredo chama a atenção.

    Bem quero participar do sorteio...\o/... @elis_eccher

    Beijokas elis!!!

    ResponderExcluir
  13. Esse livro para ser intenso e muito bom.
    Desde que uma amiga me indicou para lê-lo em inglês não a levei a sério, mas agora eu PRECISO desse livro.

    Parabéns Lari pela linda resenha. Vc transmitiu muito bem a emoção do livro.

    XOXO, da Lisse

    ResponderExcluir
  14. Nossa.. essa estória parece ser bem diferente de tudo q eu já li.. fiquei louca pra ler.. parece ser bem denso.. forte.. acredito que seja o tipo de livro q nos faz repensar quem somos e o que estamos fazendo da nossa vida, e como afetamos na vida dos outros...
    já entrou pra minha lista...

    ResponderExcluir
  15. É o livro pode relatar uma "ficção", mas o impacto da sinopse e resenha foi o mesmo da dor que sentimos acompanhando diariamente nos noticiários a triste realidade da vida :(

    ResponderExcluir
  16. Eu estou MORRENDO de vontade de ler esse livro! Li a resenha ontem à noite pelo celular, antes de dormir, e quem disse que eu consegui dormir rápido? Hahahahaha Fiquei morrendo de curiosidade!
    Eu já tinha ouvido falar desse livro antes, mas na época não tinha nem previsão de ser lançado no Brasil - tanto que eu fiquei suuper empolgada quando vi esse livro no site da Gutemberg (tanto que depois disso, saí correndo pra cadastrá-lo no Skoob)! A vida da Val deve ter virado de cabeça pra baixo e eu quero MUITO saber qual será o desfecho dessa história e o que acontecerá com os pais dela! =D

    Ameei a resenha, Lari! \o/ Estava morrendo de saudade de comentar aqui! =D
    Beeijo! ;3

    (@tatitaleite)

    ResponderExcluir
  17. Oi Lari,
    Sou professora e confesso que a princípio fiquei um pouco assustada com o tema, pois fiquei pensando em indicá-lo para meus alunos e achei que o tema poderia instigá-los a cometerm o builyng ou a reagirem. No entanto, pela sua resenha acho que o efeito do livro será exatamente o contrário. (fdeoliveiracanto@yahoo.com.br)

    ResponderExcluir
  18. Nossa, comecei a ler a resenha e não pensei que fosse um livro tão triste e chocante. E me interessei pela a leitura e para saber o que acontece no final. Uma história bem diferente do que vemos por aí.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  19. Eu estava louca pra ler essa resenha. Parece que havia sido postada, tanto que eu vi na minha lista de posts dos blogs que sigo, e quando clicava, falava que não tinha post rs

    Bem, li sobre esse livro no blog da Babi Dewet, e fiquei curiosa. Uma sensação de que tudo poderia acontecer de verdade, sabe? Então, estava sempre em busca de resenhas, mas nada, até que a sua mostrou o que eu realmente esperava: um livro angustiante, onde mostra que o bullying é terrível, sério e triste.

    Eu pensava que esse livro tivesse umas 400 páginas ou mais, mas só tem 272? :/

    ResponderExcluir
  20. Livros assim me lembram de Nora Roberts nao sei pq...
    ahhuauhauhauhuhuah...
    sou louca.. eu sei... mas gostei da resenha xD
    Abraços...

    Isabele Alves
    @L_Recomendados
    http://livros-recomendados.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oi Lari!
    Tenho até medo de ler esse livro, pq eu sou muito chorona rsrsrs
    Já sei que vou me debulhar de lagrimas com ele kkkk
    Estou participando da promo!! Oba!!!
    Bjoss

    ResponderExcluir
  22. Essa questão do bullying na escola é mesmo muito séria, pois pode trazer consequências imediatas ou a longo prazo, para o resto da vida! Tenho um pouco de medo de ler livros tão dramáticos, mas esse parece valer muito a pena!
    Beijos... Elis Culceag.

    @APassional
    www.arquivopassional.com

    ResponderExcluir
  23. Não sou muito fã desses livros excessivamente dramáticos em que tudo e todos parecem estar contra a personagem. Sei que o tema é sério e atual e talvez por esse motivo seja oportuno ler. Sinceramente a minha experiência escolar foi bem diferente disso que todo mundo fala.

    ResponderExcluir
  24. Esqueci de deixar o meu Twitter: @mcrisaragao.

    ResponderExcluir
  25. Este livro parece ser uma leitura bastante interessante, fiquei super ansiosa para a chegada do meu, *---*

    ResponderExcluir
  26. Adorei a resenha do livro, simplesmente trágico e emocionante. Achei que, pela descrição, Jennifer Brown conseguiu retratar o temido ''bullying'' não só na vida de Valerie, mas na vida de muitas pessoas em todo o mundo. Casos de bullying são um dos temas mais importantes a se tratar no colégio, evitando tragédias inesperadas com a de Valerie.

    ResponderExcluir
  27. Parece ser o tipo de livro que fica impregnado em nosso peito mesmo depois de terminar a leitura, né? Logo que vi a sinopse, não pensei duas vezes em aceitar para resenhar. Quero demais ler esse livro, até pulei a vez dele na fila mais pra frente rsrs

    O terceiro quote, o da mãe, é de arrepiar! Resenha incrível, Lari!

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com

    ResponderExcluir
  28. Sem expressão ou palavras para fazer um comentário coerente sobre o livro ou a resenha, mas bem que algumas tramas nos faz pensar de como a vida às vezes pode ser um livro ou vise versa. Mas dá para ler na sua resenha como foi comovente tudo o que você leu e como os personagens além de serem bem desenvolvido mostrou a nossa realidade. Gostei da resenha!

    @Suellensotero

    ResponderExcluir
  29. Nossa Só de ler a Resenha e ver a capa já dá pra imaginar que seja um ótimo livro.
    Um pouco trágico mas parece que o livro vai tomando vários rumos o que deixa o leitor querendo saber o que irá acontecer!

    Torcendo pra Ganhar :)

    Email: gabriellarrieu1@hotmail.com
    Twitter: @GabrielRLarrieu

    ResponderExcluir
  30. Amei a história surpreendente. Parabéns pela resenha. Quero muito ler o livro que parece ter uma história bem interessante!!

    ResponderExcluir
  31. Que livro interessante!!!! essa temática de bullyng parece que foi muito bem escrito pela autora, além de ser algo atual e muito discutido na mídia!!! Quero muito ler esse livro!!!

    Parabéns pela ótima resenha!!!

    Beijossss

    ResponderExcluir
  32. Nossa esse livro parece ser muito bom, fiquei bastante curiosa para lê-lo principalmente por se tratar de um tema cada vez mais comum na nossa sociedade,que já estar fazendo tantas vitimas inocentes. É importante que os autores e a mídia comecem a retratar essa tema não só depois das tragédias causadas por anos de humilhação que culminam em um ódio destrutivo, mas sim que sejam tomada providências para que se evitem a prática de bulling nas escolas e consequentemente vidas sejam poupadas.

    ResponderExcluir
  33. Ah, Deus, que resenha linda! E que livro lindo!
    Vou comprar o meu amanhã, sem falta... Ah, fiquei super emocionada e me arrepiei toda lendo sua resenha enquanto você explicava os motivos por ter chorado tanto...
    Bjs.

    ResponderExcluir
  34. Nossa, estou completamente louca por esse livro e ainda mais dps da resenha!!

    ResponderExcluir
  35. Adorei sua resenha com trechos do livro, a história me lembranda Elefante...Estava louca por uma resenha desse livro e pretendo ler o mais breve possível!

    ResponderExcluir
  36. Fiquei ao mesmo tempo querendo ler e querendo correr para bem longe para não enfrentar a realidade que o bullying existe...

    Bjo

    ResponderExcluir
  37. Querendo muito ler... às vezes é bom abandonar um pouco a ficção e ler algo real, só pra saber que nosso mundo não é perfeito, e que acontecem coisas assim, e que não é fantasia.

    ResponderExcluir
  38. Esse livro me parece muito interessante, fala sobre adolecentes, bullying, amizade, namoro... me parece um estoria mais real e menos fantasiosa como aqueles livros sobrenatural, quero algo assim pra ler.

    ResponderExcluir
  39. Já tinha visto esse livro antes, mas não tinha lido nenhuma resenha a respeito dele.
    Gostei muito do assunto tratado nele, e achei bem interessante o fato desse assunto ser o bullying, que é muito comum, principalmente com crianças e adolescentes...
    faz muito tempo que não leio nenhum livro que fale de fatos reais, normalmente estou mesmo no ficção e fantasia...vou abandoná-los um pouco agora...rsrsrs
    adorei essa capa.
    bjos

    ResponderExcluir
  40. adoro essas histórias com bullying hahahah
    Muito bom!!!

    ResponderExcluir
  41. Nossa, quando eu vi a capa do livro nunca imaginei que ia ser algo tão intenso. Vou admitir que não estava tão interessada no livro antes, mas depois que li a resenha acabei mudando de opinião, a história parece ser muito comovente

    ResponderExcluir
  42. Parece ser uma leitura ótima... deu muita vontade de leeer!!! =]

    Vai pra lista de LOUCA PRA LER!!!!

    Beijos beijosss

    Pauliane
    pauliane30@hotmail.com

    ResponderExcluir
  43. Quando vi que a resenha tinha saído aqui, vim correndo pra ler. Não comentei na hora, mas agora vamos lá rs:
    A sinopse já havia me chamado atenção, por lembrar o livro Precisamos falar sobre o Kevin. Parece ser uma história muito comovente e triste e que nos faz refletir sobre a sociedade em que vivemos.
    Com certeza irei ler.
    bjos

    ResponderExcluir
  44. Nossa, eu já chorei na resenha. Imagina no livro. Coitada desta garota... quero muito ler a históri dela..

    ResponderExcluir
  45. Sério mesmo, quero muito esse livro. SUPER ATUAL esse assunto!!

    ResponderExcluir
  46. Uau! Esse livro parece ótimo! Que história interessante! E como você disse, poderia ser real! Sem dúvida, possui um pouco da realidade.
    Fiquei muito curiosa para ler!
    Ótima resenha!

    Abraços, Iris

    ResponderExcluir
  47. Amei ! Uau, muito bom mesmo, quero ler o livro :p

    ResponderExcluir
  48. Super interessada, um otimo livro louca para ler

    ResponderExcluir
  49. Nossa, que história eletrizante!
    E o assunto é super atual, deve ser um ótimo livro mesmo!

    Abraços, Cris

    ResponderExcluir
  50. A resenha por si só já me deixou meio lacrimejante.
    Que estória emocionante...
    Creio que todos os personagens tiveram seus motivos.
    Quem é certo? Quem é errado? Vc pode até não fazer igual mas dá para compreender certas atitudes.

    Adoraria ler esse livro.

    Bjus

    Nâna

    ResponderExcluir
  51. Só pela sua resenha já imagino como deverá ser minha leitura, sim bullying também fez parte da minha vida na escola e até continua ás vezes atualmente, é assunto que alguns dizem ter virado modinha, mas o que estava melhorando, esse conceito, acho que não mudou nada e as vítimas continuam sofrendo e sofrendo sem ter ninguém para ajudar, é uma droga isso, aqueles idiotas que se acham o melhores não nem tem direito de fazer bullying, é ridículo,mas também penso que em muitas vezes até nos próprios cometemos bullying, desagradável, mas...

    Passe lá no Simbolista também, bjão!
    http://www.osimbolista.blogspot.com

    ResponderExcluir
  52. Super drama, muito tenso não sei que me agradaria muito já começa com a historia meio que desenvolvida no climax....

    ResponderExcluir
  53. Nossa que perfeito!! Quero demais esse livro!
    minhas amigas já tinham me falado sobre ele e agora com a sua resenha fiquei mais curiosa ainda, pois o tema bullying me chama mt a atenção e geralmente é sempre recheado de mt drama, e eu adoro drama!
    Excelente resenha!
    Vou atrás do livro mesmo se não ganhar a promoção!

    ResponderExcluir
  54. Eu achei a história do livro muito boa *-* Já tinha lido uma resenha sobre ele e ficado interessada! Super atual o tema, depois do que houve em Realengo, não tem como ler a resenha e não lembrar do massacre.

    ResponderExcluir
  55. Lari, eu juro que chorei lendo esta resenha. Eu já estava com muita vontade de ler este livro, esse tema me toca muitíssimo. Acho super importante os autores tocarem em assuntos tão importantes. Li a pouco tempo "Os 13 porquês" de Jay Asher, que também fala de bulying e que me tocou profundamente. É necessário que as pessoas percebam que humilhar os outros não é uma brincadeira.

    Beijos

    Amigas entre Livros

    ResponderExcluir
  56. Me imaginei no lugar da Val durante a resenha...
    E não sei como/e se ela superou essa tragédia.
    Eu acho que não conseguiria sobreviver a todo esse drama
    Nossa, coitadinha. Além de perder o namorado, ver que ele
    nao era somente aquele cara que aparentava ser, alem dessa decepção, ela carrega a "culpa" de tantas mortes...
    Que trecho.... nao sei se perfeito descreve o trecho
    que vc colocou do pai dela falando que ela pode nao ter puxado
    o gatilho, mas que isso não a faz menos culpada. Nossa, incrível *-*
    primeira resenha que li sobre esse livro e eu já fiquei com
    uma enorme vontade de ler o livro. Ótima resenha, e o livro parece ser incrível *-*
    @DaniDuarty

    ResponderExcluir
  57. Bah! Este tema é bastante complicado e cotidiano (bullyng), mas infelizmente coisas semelhantes ás vezes acontecem, mesmo parecendo tão insano. O livro parece ser muito bom, estou ansiosa pela leitura! ;)

    ResponderExcluir
  58. MEU DEUS, que resenha boa! me deu uma vontade de ler agora! AHHH EU QUERO! Um tema bem complicado esse porque quem nunca fez uma brincadeirinha que acabou machucando alguém? mesmo sem a intenção ;;
    enfim, eu quero!

    ResponderExcluir
  59. O livro parece ser intrigante, e esse resenha deu aquele 'gostinho de quero mais'. Muito bom. Muito bom mesmo.

    ResponderExcluir
  60. Nossa, quero muito ler! Parece o tipo de livro que você abre e não consegue fechar antes de terminar.. Mãããããããe eu queroooo >.<

    ResponderExcluir
  61. Nossa que espetacular! *-* deve ser muito interessante haha (;

    ResponderExcluir
  62. Me lembrou death note ^^ Adorei o livro e sua resenha!

    bjs

    ResponderExcluir
  63. Esse livro deve ser ótimo! Essa história de lista negra que saiu de controle... ótimo haha

    ResponderExcluir
  64. Parabéns pela resenha'
    O livro então nem se fala, parece ser muuuito bom'
    Ja coloquei na minha lista de desejados'

    ResponderExcluir
  65. Hum... Nunca tinha ouvido falar desse livro, na verdade vi a promoção dele e vim aqui na Resenha, pra ver o que eu achava... Não sei, mas só a sua resenha me tocou muito! haha
    Que história interessantíssima! Apesar de tudo, por causa de uma 'brincadeira' (desde quando é brincadeira sair escrevendo num caderno uma lista de pessoa que desejava que morressem, incluindo ali, ainda, o próprio pai - independente do que ele tenha feito, era o paia) ocorreu uma tragédia tão estrondosa.
    Acho que no decorrer da resenha você acabou dizendo partes da história que não era tão necessário dizer, mas, de certa forma, isso me deu mais vontade de ler esse livro.
    WowoW, agora estou com muita vontade de lê-lo. Vou participar da promoção, sim! xD

    ResponderExcluir
  66. O livro parece tratar muito bem do bullying e do que ele pode causar nas pessoas. Que as pessoas que o praticam, possam refletir bem sobre o assunto.

    soniacarmo
    retalhosnomundo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  67. Hum, assunto polêmico esse hein! Mas é bem o tipo de leitura que curto, que nos faz pensar, refletir sobre determinados temas.
    Sua resenha está muito bem centrada, parabens! Só me deixou ainda com mais vontade de ler o livro ^^
    Beijos, bom final de semana =*

    @morenalilica
    http://doceinsensatez.com/blog

    ResponderExcluir
  68. Olá, essa é a primeira resenha que leio desse livro. Fiquei muito curiosa por esse livro agora, a sua resenha foi muito bem explicada e eu gostei muito. Acho que esse tema é bem polêmico mesmo, mas nos faz refletir sobre várias decisões que tomamos e atitudes que muitas vezes achamos que não vão afetar em nada, mas acabamos enganados.
    Espero ler esse livro em breve, pelo menos ainda esse ano!!

    @heyitsane
    Abraços.

    ResponderExcluir
  69. Lari, se eu já fiquei tocada com a resenha, imagino como vai ser lendo. Agora quero muito ler :(

    *achei a sua resenha no skoob e vim comentar aqui :p~~*

    ResponderExcluir