='cap-left'/>

Patricia Cabot - Retrato do meu coração



Maggie e Jeremy cresceram juntos, brincaram desde pequeninos um com outro. Apesar de ele ser cinco anos mais velho, ela sempre havia lhe superado em altura, sempre era a mandante nas brincadeiras e aquela, diferente dos demais, que não fazia suas vontades por ele ser um Duque riquíssimo.

Como todo Duque que se prese, Jeremy saiu de casa para estudar e nisto passaram-se cinco anos sem que se vissem. Quando se reencontram, ela estava com dezesseis anos, com o corpo já formado e ficou assustada em notar como ele havia crescido e ficado bonito, agora ele era homem.  Logo uma atração física enorme os aniquila.

“(...) por que está olhando para minha boca?

Jeremy sorriu e, com a mão que estava pendurada
 sobre seu ombro esquerdo, apertou Maggie contra si.

- Por que vou beijá-la. Mags – respondeu numa voz suave como uma carícia. – Você não quer?
Nesse momento, o coração de Maggie começou a pular,
 revirando de forma enlouquecida em seu peito.”" (p.50)

Louco por ela, Jeremy a pede em casamento, mas Maggie havia acabado de convencer seus pais a realizarem seu sonho de ir para França estudar pintura. Além disso, estava insegura sobre os seus sentimentos, insegura quanto aos sentimentos de Jeremy e acaba por recusar a proposta.

(...) Maggie o perdera num momento infantil de medo do
 desconhecido, medo de perder o controle de sua vida. 
Uma garota covarde como Maggie se considerava, não merecia uma segunda chance. 
Por isso não esperava tê-la. Durante os cinco anos, nunca lhe ocorrera 
que Jeremy não estava brincando ao lhe pedir para que o 
procurasse caso mudasse de ideia quanto a desposá-lo” (p. 131)

Só que Jeremy não estava brincando, apesar de ter se alistado no exército de Vossa Majestade e ido morar na Índia, por anos havia esperado que ela entrasse em contato dizendo um simples “Sim, estou pronta”.

Quando descobre que ela estava noiva, resolve ir para Inglaterra reconquistá-la e quem sabe se vingar. Já Maggie havia aceitado se casar com um grande amigo por terem noticiado o relacionamento sério dele com uma princesa do Oriente. No entanto, essa informação não passava de boatos, apesar de se relacionar com outras mulheres, era ela a dona de seu coração.

Dois corações orgulhosos, mas que nutrem ainda uma grande paixão. Em Retrato do meu coração lemos uma suspirante história de amor...

Para quem não sabe, apesar de não ser série, há um livro no qual é contato a história do tio de Jeremy, que por sinal também é belíssima. Eu já havia lido A rosa do inverno, sendo o primeiro romance histórico lido da Meg Cabot, por isso já havia lido Retrato do meu Coração na forma impronunciável.

Por ter lido os dois, posso afirmar que se você não leu A rosa do inverno, pode ler tranquilamente  Retrato do meu coração sem afetar a compreensão da história, posto se tratar de histórias independentes. 

Como sempre faço quando vejo lançamentos dela e da Nora, corro desesperadamente para livraria da minha cidade e, mesmo com o absurdo do preço, sem ao menos ler a sinopse, acabo por comprar. Desta forma, quando comecei a leitura é que notei que já havia lido! 

Confesso que quase larguei o livro, tendo em vista que minha primeira leitura não havia sido tão prazerosa.  Havia achado o Jeremy um babaca convencido e Maggie controversa demais. Já quando o reli, ao contrário do que havia achado, ADOREI os personagens, principalmente o Jeremy.

Ele é quase que perfeito e, como não poderia deixar de ser, MEU! *Mais um homenzinho de papel entrando para o rol de propriedade da Lari* 
Jeremy não ficou com as neuras de muitos dos romances que lemos “oh, não quero me apaixonar”, “oh, não quero me casar”, “oh, minha mãe era um prostituta e sou complexado”. NÃO! Logo que a reencontra, depois de anos separados, ele decide que a quer como mulher, talvez o grande engano foi ser precipitado demais.

Depois, quando descobre sobre o futuro casamento dela, mesmo estando com malária e correndo o risco de morrer, larga tudo e volta. Isso não é tão fofo? Ele não se exime de lutar pelo que quer, e apesar de muito mimado no começo da história, com a passagem de tempo dele na Índia, ele se torna um homem formidável. 

Desta vez, na segunda leitura, pude compreender as inseguranças de Maggie. Ela era uma menina de dezesseis anos, nem ao menos podia compreender as reações de seu corpo ao rever Jeremy. 

A narrativa como sempre é perfeita, mas aviso que alguns possam a achar meio cansativa por descrever minunciosamente os sentimentos dos personagens, suas razões e motivações. Mas eu, repito, AMEI, principalmente pela leveza com que a autora escreve.

Em suma, é Patricia Cabot em sua melhor forma! Não há como não recomendar.

Comentários
35 Comentários

35 comentários:

  1. E lá vou eu ler Rosa do Inverno e depois ler esse ♥

    ResponderExcluir
  2. Esqueci de comentar! Eu não tinha visto essa capa! Ela é MARAVILHOSA ♥

    ResponderExcluir
  3. Olá, Lari!!
    Agora que li a sua resenha, a vontade em ler esse livro mesmo sem ter lido A Rosa de Inverno, aumentou ainda mais!
    Espero ter a oportunidade de ler um livro da Meg como Patricia, mas acredito que vou adorar, pois já tinha lido o Romance Histórico Liberte meu Coração e achei incrível.
    Bjos.

    Mariana Ribeiro
    Confissões Literárias.

    ResponderExcluir
  4. Oi Lari!!! Eu AMEI A rosa do Inverno.
    Sempre quis ler um outro livro da Meg como Patricia, mas não tinha encontrado.
    Agora que vc mostrou o caminho da felicidade, eu quero,, preciso desesperadamente desse livro.
    Alguém quer me presentear?? Faço niver esse mês!!
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Queria começar a ler livros dessa autora. Tem tantos! E eu nunca li nenhum D=
    Gostei muito desse, e a capa dele é muito bonita *-*
    Eu quero!

    ResponderExcluir
  6. Ai amei sua resenha, foi bem sincera, to doida pra ler esse livro depois que vi como lançamento da Galera Record, gostei da sinopse e mais ainda da capa. como vc mesma disse o diferencial é que o mochinho quer casar e a mocinha é insegura. Como sempre a Meg ou no caso pelo pseudonimo Patricia sempre arrasa

    ResponderExcluir
  7. Nao li ainda o Rosa do Inverno ,mas tenho muita vontade de ler , tenho muita curiosidade pra ler um livro da Meg como Patricia . Bjus

    ResponderExcluir
  8. Louca pra ler, quero muito muito muito!!!
    Amei a resenha!

    ResponderExcluir
  9. Eu sempre quis ler esse livro... fiquei contente em saber da publicação...

    beijos,
    Dé...

    ResponderExcluir
  10. Oi Lari!
    Eu também compro os livros da Meg e da Nora sem olhar o preço ou a sinopse. Amo as histórias delas duas!
    Estou com A Rosa do Inverno aqui em casa e vou comprar Retrato do meu Coração o mais rápido possível.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Hey Lari!!!
    Tenho uma relação de amor e ódio com os históricos dela. Acho que peguei trauma depois que li Pode beijar a noiva (fraco) e A Dama da Ilha (péssimo).

    A capa é tão linda que vende o livro por si só, hahaha

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só leu os piores dela, tente dar uma chance pare este :)
      Garanto que não irá se arrepender.

      Excluir
  12. Eu vi muita gente falando desse livro nos últimos dias, mas sei lá, essa Patricia Cabot não me convence, hahaha.
    Mas gostei da sua resenha ^^

    beijos!

    ResponderExcluir
  13. OI Lari!

    Eu faço essas loucuras para comprar um livro kkkk

    Bjs!

    ResponderExcluir
  14. Eu surtei quando soube do lançamento desse livro. Adoro os livros da autora, e só não saí correndo pra comprar porque tenho uma pilha enooooorme de livros pra ler então tenho que tomar vergonha na cara e parar de comprar por impulso.
    Adoro protagonistas bem resolvidos e que sabem o que querem, sem nhênhênhê! Essa capa ficou bem legal, assim que eu der uma "desatolada" dos livros por aqui, vou comprar e me deliciar com a leitura!
    beijoos

    ResponderExcluir
  15. Hey
    achei a capa do livro linda, e compraria por ela haha
    Já tava achando que era continuação de Liberte meu.. acredita?

    Ainda não li A Rosa do Inverno, mas boa oportunidade para ler os dois, já que adorei a resenha desse :D

    beijos e uma ótima terça
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hehehhehehe acreditooooo :) Confesso ter achado "estranho" cada um ter saída por uma editora...

      Excluir
  16. Estou louca para ler esse livro *.*
    É a primeira resenha que leio sobre ele e conseguiu me deixar com mais vontade de ler ainda.
    Ainda não li A rosa do inverno mais também está na minha lista de desejados.

    bjs
    Tais
    http://www.leitorafashion.com.br

    ResponderExcluir
  17. Lari,
    Que livro lindo!
    Parece ser uma história muito intrigante...
    Sinto que vai ser um outro "A Última Carta de Amor"...
    livro que reserva muitas surpresas!
    Vou colocar na minha listinha!
    Parabéns pela resenha!

    bjo!

    ResponderExcluir
  18. Parece ser uma história linda, sem contar essa capa! Sempre são lindas as capas dela, ainda não li nenhum livro da Cabot, mas pretendo ler em breve!
    Que engraçado só quando vc começou a ler percebeu que ja tinha lido, tbém são tantos livros =)
    Bjus

    ResponderExcluir
  19. Ai, eu quero esse livro, Lari!
    Acho tão chique, tão instigante esse tipo de literatura histórica. Mexe com a gente, né? Ui!
    Adorei a sua resenha e fiquei super curiosa pra conhecer o romance Mags e Jeremy.

    Beijo!

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  20. Nossa! que lindo, comi a resenha! *O*

    Selene Blanchard
    Blanc – ModaeEu.blogspot.com – TEM PROMOÇÃO COM BlackBerry, E OUTRAS ESPECIAIS
    Espero sua visita!

    ResponderExcluir
  21. Um dia... eu vou ler esse livro... Assim como eu vou ler todos os livros da Meg/Patrícia Cabot. UM DIA! Por enquanto eu me contento (mentira) com minha coleção 70% completa.
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  22. Eu preciso urgente ler um livro da Patricia Cabot...acho que vou gostar mais deste estilo da autora, pois amo um histórico. Tem mocinha que é cega, o cara apaixonada e ela nem dando bola, rs

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  23. Eu gosto muito dos livros da Patrícia Cabot, mas esse livro vai ter que esperar um pouco, além de uma pilha de livros para ler aqui em casa, tenho uma fila quilométrica de desejados, haja estante e verba.

    ResponderExcluir
  24. Lari, que saudade... vim aqui encontrar um pouquinho de vcs ^^ depois de tanto tempo longe dos livros (mas não com o coração).
    Só vc mesmo me faz rir com suas resenhas. Adorei quando o descreveu... oh, minha era prostituta e sou complexado.
    DETESTO.
    Agora fique com vontadinhas de ler esse livro... E quanto a "descrever minunciosamente os sentimentos dos personagens, suas razões e motivações" é isso mesmo que eu gosto!! *-*
    Parabéns pela bela resenha.

    ResponderExcluir
  25. estava em uma livraria e vi esse livro, a capa me chamou tanta atenção que resolvi ler a contracapa, gostei do resumo e depois dessa resenha estou pensando seriamente em colocá-lo na minha lista de livros para ler. Aliás teria como parar o mercado literário por um tempo? minha lista está ficando quase interminável

    ResponderExcluir
  26. Ainda não li nada da autora , mas todos falam muito bem de suas obras, espero ler logo, a resenha ficou maravilhosa !

    ResponderExcluir
  27. Oi, Lari!
    Eu comprei este livro, e estou super ansiosa para ler! =0)
    Já A rosa do inverno, e adoro os livros q Meg assina como Patricia Cabot. São romances lindosss! rsrs.

    Bjo.

    ResponderExcluir
  28. Eu li , a serie o diário da princesa e achei interessante comparado a esse livro. Pois é quase idêntico só que em épocas diferentes . Quando o Michael vai embora e deixa a Mia , para eles amadurecerem ... E o mesmo quando Jeremy e Maggie se distanciam para amadurecerem. Tem também algo singular entre os personagens dos dois livros , o negocio do nariz com a mentira no caso da Mia e da Maggie, e o fato do Michael e do Jeremy quando sabem que suas amadas estão comprometidas entram na luta pelo amor delas. Eu gosto bastante dos livros da Meg e ainda mais os romances históricos dela que são de arrasar

    ResponderExcluir
  29. O livro parece muito com a serie o Diario da princesa.Na parte em que o casal se separa para o amadurecimento dos personagens e praticamente pelo mesmo motivo nos dois livros. Michael e Jaremy quando ficam sabendo que suas amadas estão comprometidas com outro cara eles vão a luta pelo amor delas. Mia e Maggie tem o negocio com a mentira no nariz e a altura, as mesmas idades quando sofrem a separação. Claro a historia tem la os seus diferenciais o que é otimo. Mas em retrado do meu coração , daria para ver mais os pensamentos do Michael em o Diario da princesa. Por isso adorei mais ainda. Beijos

    ResponderExcluir
  30. Quando li A Rosa do Inverno logo pensei... o livro do Jeremy vai ser o maximo!!! Pois este garoto não tinha nada haver com um Duque... briguento, cheio de marra...
    Agora estou na loucura pra lê-lo.
    O primeiro livro que li da Patricia Cabot foi Aprendendo a Seduzir, e já fiquei encantada com sua forma de escrever... com A Rosa do Inverno me apaixonei totalmente. Agora estou aqui roendo as unhas...

    E esta arte da capa... UAUUUU!!!!

    bjos

    ResponderExcluir
  31. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  32. Esse Livro eu faço questão de comprar..
    Pois, estou maluca para ler ele...

    ResponderExcluir