='cap-left'/>

Rodrigo Rodrigues - Música pop no Cinema

A resenha de hoje é de um livro muito bacana e interessante. Seu tema é sobre duas coisas que, acredito, todos amam: cinema e música.

“Música pop no Cinema” é um almanaque, escrito pelo Rodrigo Rodrigues, publicado pela Editora Lua de Papel. O livro reúne várias trilhas sonoras que fazem parte do sucesso dos filmes, são quase 120 filmes com várias músicas que até hoje são muito populares.

Sou apaixonada por cinema, não consigo passar muito tempo sem assistir um filme e não importa se ele é de romance, aventura, suspense, etc... também adoro música, então quando minhas duas paixões se reúnem com certeza é para formar algo ainda melhor.

No livro você encontrará desde os filmes de “Elvis Plesley” a “Homem de Ferro”. Como “Música pop no Cinema” reúne vários filmes irei citar apenas quatro dos filmes que assisti e mais gostei.

1º “Don Juan de Marco” (1995) - com o maravilhoso Johnny Depp – meu filme de romance favorito. Essa é uma daquelas histórias inesquecíveis que tem uma música linda que “gruda que nem chiclete” na nossa mente.
Quem não conhece a linda “Have You Ever Really Loved a Woman?” a música - do trio Bryan, Michael e Robert - ficou cinco semanas em primeiro lugar na Billboard 100 (pag. 155) nos Estados Unidos quando o filme foi lançado. A música é realmente linda e, confesso que, tenho ela no celular.
SINOPSE: Um homem de 21 anos (Johnny Depp) dizendo ser o famoso amante Don Juan vai até Nova York para encontrar seu amor perdido, mas, sentindo que não alcançará seu objetivo, tenta se matar. Porém, um psiquiatra (Marlon Brando) consegue convencê-lo a mudar de idéia e começa a tratá-lo. Entretanto, o paciente possui um romantismo irrecuperável e contagioso, que começa a influenciar o comportamento do médico.

2º “Dirty Dance – Ritmo Quente” (1987) é clássico! Acredito que todos os conheçam, não é verdade? Adoro de paixão e vivo revendo de tão bom que o filme é. O ator Patrick Swayze, já falecido, estava perfeito no filme e sua dança com a atriz Jennifer Grey é simplesmente contagiante
A trilha sonora também é super empolgante e sempre que ouço “(I’ve Had) The Time of My Life”– Bill Medley and Jennifer Warnes – dá uma grande vontade de sair dançando.

SINOPSE: Em 1963, Frances Houseman (Jennifer Grey), ou "Baby", como é chamada pela família, uma jovem de 17 anos, viajou com seus pais, Marjorie (Kelly Bishop) e Jake Houseman (Jerry Orbach) e sua irmã Lisa (Jane Brucker) para um resort em Catskills. Ao contrário de Lisa, que pensa em roupas, Frances é idealista e quer estar no próximo verão no Corpo da Paz estudando a economia dos países do Terceiro Mundo. Assim, ela espera que este seja o último verão como uma adolescente despreocupada, mas Baby não se dá muito bem com sua irmã mais velha e está entediada em tentar distrair os hospedes mais velhos (foi envolvida nesta situação por seu pai). Até que numa noite Baby ouve algo que parece ser um som de festa no alojamento dos funcionários (que os hospedes não podem ter acesso). Ela consegue entrar na festa graças a um empregado e descobre que ali o pessoal realmente se diverte com danças, que Max Kellerman (Jack Weston), o dono do hotel, não permite. Baby chega a dançar com Johnny Castle (Patrick Swayze), um professor de dança, e logo fica apaixonada por ele. Quando Penny Johnson (Cynthia Rhodes), a parceira de dança de Johnny, fica grávida por ter se envolvido com Robbie Gould (Max Cantor), um dos garçons, Baby se oferece para aprender a dançar e substituir Penny, mas o pai de Baby, quando descobre, não gosta disto, pois considera que Johnny é de outra classe social e Baby é jovem demais para entender seus sentimentos.

3º “Escola de Rock” (2003) – maravilhoso com o divertidíssimo Jack Black. Nesse filme fica até difícil citar só uma música da perfeita trilha sonora que reúne vários clássicos do Rock. No filme você encontrará música de Led Zeppelin (uma das minhas bandas favoritas), The Ramones, The Who, etc... “Escola de Rock” é recheado de Rock’n Roll, então vale muito a pena assistir.

SINOPSE: Dewey Finn (Jack Black) é um músico que acaba de ser demitido de sua banda. Cheio de dívidas para pagar e sem ter o que fazer, ele aceita dar aulas como professor substituto em uma escola particular de disciplina rígida. Logo Dewey se torna um exemplo para seus alunos, sendo que alguns deles se juntam ao professor para montar uma banda local, sem o conhecimento de seus pais.

   
  

4º “Rocky” (1976 a 2006) – clássico dos clássicos, então acredito que todos conheçam essa saga estrelada pelo Syvester Stallone. Os filmes são muito bons, assisti todos e sempre que reprisa na TV eu corro para ver.
Eye of the Tiger”, da banda Survivor, é ótima, não é verdade? A música sempre me provoca adrenalina (risos) e dar vontade de sair correndo como o Rocky.

Filmes do Rocky
  • Rocky I – O Lutador (1976)
  • Rocky II – A Revanche (1979)
  • Rocky III – O Desafio Supremo (1982)
  • Rocky IV (1985)
  • Rocky V (1990)
  • Rocky Balboa (2006)

O almanaque possui muitos outros filmes, muitos cheguei a assistir e curti bastante, como Shrek, Letra & Música, Os Caça Fantasmas 1 e 2, O Guarda-costas, Moulin Rouge – Amor em Vermelho, Titanic, Batman, Sem Destino, etc.. e todos possuem uma trilha sonora ótima. Então se você ainda não assistiu a um desses filmes corra para ver.


“Música pop no Cinema” é muito legal, realmente curtir a leitura. Muitos filmes citados no livro não a assisti, mas já estão com seus nomes anotados para eu procurar para ver. Vale muito a pena conferir o almanaque, o trabalho do Rodrigo ficou bem bacana e a edição da Editora Lua de Papel está muito linda.
Super Recomendo!


Comentários
12 Comentários

12 comentários:

  1. A trilha sonora de Escola de Rock é perfeita *------*

    ResponderExcluir
  2. Concordo com a Luiza a trilha da School of Rock é mega perfeita, lembro de ter assistido na seção da tarde Dirty Dance – Ritmo Quente , filme bem antigo.

    ResponderExcluir
  3. Nossa é muito boooooooooommmmmmmm!!!!!!!!
    Adoro todos. Vi todos os filmes do Rocky Balboa e Dirty Dance então, nem se fala, vejo sempre que se posso.

    Beijinhos.


    Leila.

    ResponderExcluir
  4. Já vi a maioria. Ahh, bons tempos xD
    Mas tem coisa antes mesmo de eu nascer!!!!
    Mas é bom, então...

    ResponderExcluir
  5. ai nossa, eu amei a dica, ler sobre duas coisas que gostamos demais é sensacional e relembrar clássicos ótimos é demais.. eu tenho que ter esse na minha estante, com certeza!

    ResponderExcluir
  6. Que interessante, quero omprar logo este livro.

    ResponderExcluir
  7. Lu....
    Dos filmes que você falou, só assisti Dirty Dance, mas já conheci todas as músicas.
    Realmente achei esse livro muito interessante, fiquei super interessada em lê-lo, pois assim como vc adoro cinema e música!
    parabéns pela resenha!

    bjo @mytchelli

    ResponderExcluir
  8. oi, querida... valeu pelo post, quer um exemplar pra fazer uma promoção com os seus leitores ? ;-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rodrigo!

      que bom que você gostou do post. Claro que queremos o livro para sorteio. Será um prazer realizar uma promoção desse livro tão bacana.

      Beijos.

      Excluir
  9. Gosto muito da música do Bryan Adams e da trilha de Dirty Dancing, afinal, quem nunca tentou copiar a dancinha do Patrick Swayze, né não? rs
    Mas rock é o poder. Todas as músicas de Escola de Rock são ótimas e Eye of the Tiger é hino! Todo mundo sabe cantar essa música, nem que seja no lálálá... =)

    Bjoks!

    ResponderExcluir
  10. As trilhas sonoras dos filmes Dirty Dance e a Escola de Rock, são lindas demais. As dos filmes do Rock Balboa, até que são bem legais também.

    ResponderExcluir