='cap-left'/>

Sophie Kinsella - Mini Becky Bloom tal mãe tal filha



A compulsão por compras da Becky continua. Ela também continua morando na casa da mãe, pois não conseguiu ainda comprar a tão sonhada residência nova, sempre acontecia algum imprevisto que a impedia. Mas Becky não via nenhum problema nisso, afinal tinha espaço para guardar todas as suas compras... Pena que sua mãe já estava ficando de "saco cheio".

Continua tendo o emprego que pediu a Deus, ajudando as demais mulheres a fazerem compras, sendo bem conceituada profissionalmente. Tudo normal e feliz.

Natal! Como toda mãe Becky levou sua pequenina filha para conhecer e fazer pedidos ao bom velhinho! Tudo normal? Nada normal! São várias as tentativas para falarem com o bom velhinho para Minnie fazer seus pedidos, sempre alguma travessura da menina acontecia, na última tentativa haviam sito expulsas do shopping pelo mau comportamento da criança.

Será que Minnie era uma criança muito mimada? Becky começou a se preocupar, afinal os olhos da pequena brilhavam quando se falava em compras e “Visa”. A palavra que ela mais dizia era “MEU”. Parecida com a mãe, será? (risos).

Além desta preocupação de mãe, Becky estava engajada em fazer uma festa surpresa para Luke e sozinha, para mostrar a todos que conseguia fazer algo sem ajuda de sua mãe e amigos. Será que conseguiria?

Outro problema a assolava: a crise financeira vivenciado nos últimos tempos. Na verdade, ela não estava passando por nenhuma crise, pois Luke havia conseguido estabilizar sua empresa. Mas, com a quebra de bancos, todos ficaram preocupados e receosos querendo economizar, desta forma os maridos de suas clientes não queriam mais que elas fizessem compras.

Becky, logicamente, não poderia deixar isso acontecer. Ora, compras são fundamentais na vida de uma mulher. Para isso, criou um serviço de entrega escondido, uma de suas formas de entrega era colocar as roupas dentro de caixas de tinta e encaminhando como se fosse tinta para impressora , genial?

Por fim, e não menos importante, Becky prometeu a Lucky que economizaria, que só compraria roupas novas depois de usar TODAS as suas roupas no mínimo três vezes e, para seu desespero, isso aconteceria lá pro final do ano! Quase um ano sem comprar? Será que conseguiria?

Eu já havia lido todos os demais livros da série e apesar do exagero no comportamento da Becky, me apaixonei pela série bem escrita e muito bem humorada.

Quando soube que teria o livro da filha fiquei com muita vontade de ler, pena que demorou muito para eu ter este livro em mãos!

O livro é adorável. A Minnie, filha de dois anos da Becky é muitooo fofa! Confesso adorar a extravagância de Becky Bloom, apesar de ficar um pouco reflexiva sobre a educação de Minnie. Até que ponto estão mimando esta nova geração?

Uma leitura adorável que cumpriu seu propósito de divertir!


Comentários
8 Comentários

8 comentários:

  1. Adorei sua resenha,eu li o primeiro livro da Becky e adoreeeeeeeeei \o/.Ela é demais,e a leitura desse livro fez com que eu freasse um pouco minhas compras(exceto os livros)rsrsr.Beijos!!


    http://livrosobaluzdalua.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Dessa série, acho que só falta esse... mas e o tempo para ler todos??
    A Becky é muito exagerada, né?? Por mais compulsiva que sejamos nunca dá para chegar aos pés da moça...

    beijos,

    ResponderExcluir
  3. Eu não acho graça nesses livros. Não, não consigo ter vontade de ler nenhum deles. Sinto que é muito "comercial", não sei. Só leio resenhas deles para saber como são, mas ler mesmo eu não leria =/

    ResponderExcluir
  4. Oi Lari!

    Dessa série, eu só li o primeiro kkkk

    Vou ver se consigo os outros kkk

    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Parece uma verdadeira comédia! Daqueles livros que a gente lê e se apaixona pelas maluquices da personagem principal!

    ResponderExcluir
  6. Eu quero muito ler essa série, mas o preço me desestimula. Vi o filme e morri de rir hahah

    ResponderExcluir
  7. Eu só li o volume 1 desta série, o que é uma pena pois adorei e dei boas risadas.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  8. Nunca li nenhum livro desta autora ele me parece ser bom e rapido de se ler, somente o filme, e morri de rir com ele.

    ResponderExcluir