='cap-left'/>

Jana Oliver - A filha do apanhador de demônios


A resenha de hoje é do livro “A filha do apanhador de demônios”, da autora Jana Oliver, publicado no Brasil pela Editora Farol. O título do livro já deixa a entender que se trata de uma história sobrenatural: temos aqui mais uma história onde seres sobrenaturais do mal estão vagando pelo mundo para destruir os seres humanos.

A história se passa em 2018 e gira em torno de Riley, uma garota de dezessete anos que é filha de Paul Blackthorne, um dos melhores - se não o melhor - caçador de demônios da atualidade. Claro que ela é uma pessoa que busca seguir os passos do pai, até porque vender demônios para serem mandados de volta ao inferno vale uma boa grana, e dinheiro é o que Riley e seu pai mais necessitam no momento.

Riley ainda é uma aprendiz por isso só caça demônios de níveis pequenos que são os menos perigosos, mas ela e o pai fazem parte da Associação de Caçadores de Atlanta que lutam para livrar a terra do mal. Os caçadores têm que lidar com cinco tipos de demônios, sendo o nível um o mais fraco, e também o de menor preço, e o nível cinco o pior de todos e o mais caro do mercado.

O mundo em que a personagem vive não é só recheado de demônios, também tem bastante pobreza; as pessoas mais pobres estudam em qualquer lugar onde tem espaço, como armazéns abandonados. Aqui os caçadores são importantes, mas não vistos como “deuses” pela sociedade; se eles destroem um local e a Associação não poder/quiser pagar por algum motivo, os caçadores precisam arcar financeiramente com o prejuízo.

A personagem já começa a história mal. Ela sai para pegar um demônio de nível 1 e acaba destruindo praticamente uma biblioteca inteira de uma universidade. O problema é que havia outro demônio, de nível três, a espreita, e o pior é que ele sabia o nome de Riley e de quem ela é filha, coisa que é quase impossível para um ser do mal saber.

Daí para frente tudo desmorona na vida dela. Ela perde uma pessoa importante e tem que lidar com necromantes querendo roubar o corpo para transformá-lo em um servo zumbi. Além disso, ela há as dívidas que não tem condições para pagar.

Becker, um caçador que já foi aprendiz de Paul, está ali para ajudar Riley, porém ela não vai muito com a cara do rapaz, que é cinco anos mais velho do que ela e já lhe deu um fora. Ele é um ótimo caçador e tem um grande carinho (que muitas vezes parece ser do tipo romântico) por Riley e fará de tudo para protegê-la.

Há também Simon, outro aprendiz, que chama a atenção de Riley e que parece também gostar da garota. Ele é um cara legal e está à disposição para ajuda-la no que precisar, o que é fofo, principalmente porque Riley tem que lidar com vários seres do mal a perseguindo.

O inferno tem um interesse “especial” na protagonista, porém ninguém sabe o motivo. A única coisa que Riley sabe é que se bobear um pouquinho que seja, será a próxima vítima dos demônios.

“A filha do apanhador de demônios” possui um enredo legal e personagens interessantes, como Becker e Peter, melhor amigo da personagem principal. Acredito que a história tem muito a oferecer, e espero que a autora tenha criado respostas muito boas para os mistérios que rondam o livro.

Gostei bastante de Becker, pois ele é do tipo durão, mas protetor, que sempre está ali para proteger Riley dos perigos. Ele muitas vezes aparenta ser um cara bem mais velho por causa de sua personalidade. Espero que ele apareça bastante nos próximos livros. Já Simon até que é legalzinho, mas não senti aquela química pelo personagem. Se sumir de repente da história nem sentirei falta.

O que tornou a história um tanto chata, de certa forma, foi a Riley. Ela é uma garota extremamente chata que se acha a última bolacha do pacote. Sinceramente, não entendi muito seu “ódio” pelo Becker, ela trata o cara muito mal sendo que ele só quer ajuda-la. Outra coisa que me fez não gostar dela foi sua personalidade. Por mais que ela seja ainda adolescente, sua imaturidade e birra não se justificam por causa da idade, até porque ela já passou por  tanta coisa – e está passando – que a garota era para ser mais madura.

O livro não traz informação sobre o porquê de Riley ser alvo dos demônios. A autora não dá nenhuma dica e pelo ritmo em que está a história, é provável que os mistérios só comecem a ser revelados no terceiro livro (risos).

A história é boa e lembra-me um pouquinho a série “Os instrumentos mortais”. Vou querer segui-la e espero que a autora não decepcione.

p.s: sou do time que torce pelo Becker e Riley, apesar dela ser chata.

Série The Demon Trappers

1 - A filha do apanhador de demônios
2 - Soul Thief (não lançado no Brasil)
3 - Forgiven (não lançado no Brasil)
4 - Foretold  (não lançado no Brasil)

click to zoom
Mais informações em:
Site Editora Farol
Site Jana Oliver

Comentários
16 Comentários

16 comentários:

  1. Adorei, parece com a história o Sam, do Supernatural. Claro, que ele é bem mais legal que ela, né... hahahahahha Beijos!

    Tem sorteio no blog: http://umamamaeemapuros.blogspot.com.br/2013/06/primeiro-sorteio-do-blog-pantufa.html

    ResponderExcluir
  2. Gostei da história descrita por você. Realmente tem uma certa semelhança com o Supernatural,como disse a Roberta. Acho que vou adorar ler. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Lu, sua resenha é interessante, no entanto a sinopse do livro e saber que a personagens principal é sem graça tirou minha vontade de ler esse livro. Pois lembra-me um pouco o formato Crepúsculo, onde a ação e os demônios são apenas um pano de fundo para um romance adolescente. Estou enganada?

    Beijos
    sutilezadasletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. adoro esse tipo de leitura! quero mto!

    ResponderExcluir
  5. Adoro livros de fantasia, então achei esse perfeito. Estou curiosa para saber porque eles querem tanto a Riley e, por uma boa história, sou capaz de aguentar uma protagonista daquelas que dá vontade de sentar no colo e dar uns tapinhas.

    ResponderExcluir
  6. Ja tinha ouvido deste livro, gostei muito da resenha , tenho vontade de ler.

    ResponderExcluir
  7. Odeio protagonistas extremamente convencidas, conteceu isso em Escuridão e foi um saco porque o tempo todo a protagonista falava de como ela era linda e os meninos ficavam atrás. Essa coisa toda de mistérios revelados nos outros livros tbm não me animam muito pq é um saco ter que ficar comprando vários livros pra descobrir alguma coisa, viramos refém do autor de certa forma...

    ResponderExcluir
  8. Resenha bem elaborada, abordando pontos relevantes sobre o livro, despertando o interesse dos leitores, vale a pena dar uma conferida

    ResponderExcluir
  9. Gostei bastante da resenha, e percebi que o livro deixar uma reflexão, 2018, as pessoas esperam tecnologia bem mais avançada, ótima qualidade de vida.... mas o que vemos como cenário do livro é a pobreza e falta de escolas. Isso fez com que meu interesse aumente a nível máximo, pois além de adorar temas sobrenaturais, gosto de opiniões sobre o futuro. Espero não ficar com muita raiva da Riley.... hahahh!

    ResponderExcluir
  10. Confesso que não gosto de livros em que a protagonista é uma chata de galocha, mas nesse caso, a história me parece ser tão interessante, que isso pode passar despercebido. Espero ter a oportunidade de ler em breve.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  11. Gostei muito da resenha, pois é bem clara, nos dá uma noção muito boa, sobre a ideia do livro.

    ResponderExcluir
  12. Gostei da resenha mas não me empolguei muito , não é muito meu estilo de livro

    ResponderExcluir
  13. Resenha bem estruturada, abordando pontos relevantes do livro, nos dando uma boa noção sobre o enredo, facilitando o entendimento por parte de quem lê, boa pedida para quem aprecia uma boa leitura.

    ResponderExcluir
  14. uauuuuuuuuuuuuuuuu...ameiiii a resenha..já estou louca pra er...vc conseguiu me instigar a ler o mais rápido possível o livro...conseguiu passar os pontos importantes da história sem entregar o ouro..amei..parabéns...preciso ter essa série....

    ResponderExcluir
  15. Parece ser mais uma das versões teen de Sobrenatural que estão bombando no momento. Não sei dizer se o livro deve ser realmente interessante ou maravilhoso. Mas a resenha foi bem escrita e bem redigida. Então parabéns ! :)

    ResponderExcluir
  16. hum um livro cheio de misterios e cenas assustadoras,a personagem deve passar por tantas coisas e arrancar de si forças para ficar viva
    amei a resenha e estou ansiosa para ler o livro,o mundo dos livros me fascina e me faz ter mais ideias para continuar a escrever um livro que começei por brincadeira.hoje estou achando otimo criar uma historia que sei que o Brasil todo vai amar.
    macieneborges_gta@hotmail.com

    ResponderExcluir