='cap-left'/>

Luisa Plaja - Sábado sem noção



Ainda na onda dos juvenis, resolvi ler um livro que estava há muito, mas muito, tempo em minha estante sem ler.  As coisas negativas sempre tem um lado bom, certo? No meu caso ao não poder comprar livros, estou fazendo uma limpa na minha estante, lendo várias coisas encalhadas.

Sábado sem noção, lançado pela ID Editora, da Luisa Plaja, como indica o nome do livro, ocorre todo no lapso temporal de um dia.  Resta-me perguntar, qual dia? 

  1. ( ) segunda?
  2. ( ) terça?
  3. ( ) em um sábado sem noção? 

Acertou você que respondeu a alternativa “1”. Parabéns! (risos)

Narrado em primeira pessoa, Luisa Plaja optou em alternar entre as narradoras Carlota e Bethany, duas grandes amigas, mas que escondem segredos uma da outra: Bethany é a garota certinha, namora há oito meses com Declan, e agora está desesperada por que acredita que possa estar grávida. Já Carlota cometeu um crime enorme: ficou com o Declan  e Becca, amiga de ambas, viu e agora está decidida a contar tudo para a Bethany. 

Becca e Carlota acordam que tudo será revelado até sábado de noite, por isto Carlota decide fazer o dia de Bethany especial, provando que é sua amiga de verdade – apesar de ficar com o namorado de sua melhor amiga. 

Assim se inicia a Excursão sem noção, as duas decidem escolher uma página da revista Teen Spice e cumprir desafios loucos: beijar um garoto qualquer – claro que Bethany não concorda, afinal tem namorado -, fazer um rave no meio de Londres, cantar na frente dos outros... 
Neste dia Carlota volta a rever Yves, o amor de sua vida, o gatinho que havia deixado em Bruxelas quando foi obrigada a se mudar. Já Bethany conhece Zac, primo de Yves, um verdadeiro deus grego (suspiros). Como será o final deste sábado?

Eu gostei e não gostei do livro. 
Acho que ele é juvenil demais para mim. (risos) Queria emoções mais fortes!
Claro que ele é interesse, tem uma narrativa bem legal e a autora tem uma criatividade enorme, apesar de algo bizarra. 

Carlota é muito sem noção! MUITO! Acreditam que ela achava que quem não era amiga de verdade de Bethany era a Becca e não ela? Poxa, ela ficou com o namorado da sua melhor amiga. Para piorar tem uma fixação enorme para o Yves, nada contra ele, mas é fixação demais. Bethany é uma personagem interessante, exceto pelo fato de ser muito influenciada e volúvel quanto aos sentimentos. 

Certamente daria um bom filme de sessão da tarde, gostosinho de ler e esquecível. Em meio a tantos lançamentos excelentes, recomendo que escolham outros livros. 

click to zoomMais Informações em:
Site Editora iD

Comentários
3 Comentários

3 comentários:

  1. Bem juvenil mesmo...
    Não faz muito meu gosto histórias assim. :P

    Adorei a resenha!

    beijo
    http://criandorabiscos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. É realmente bem juvenil. Parece legalzinho, mas nada demais. Não senti vontade de ler.

    ResponderExcluir
  3. Apesar de vc ter achado juvenil creio q eu ia gostar, estou nessa fase mesmo! Fiquei até curiosa do q ela fez nesse dia muito louco!

    ResponderExcluir