='cap-left'/>

Meg Cabot - Abandono


A resenha da vez é mais um lançamento da Diva Meg Cabot: “Abandono”, primeiro livro da trilogia de mesmo nome. Acho que todos já sabem que eu sou muito fã da autora, então sempre que a Galera lança algum livro dela fico doida para ler.

A história de “Abandono” é inspirada na mitologia grega de Hades, o deus dos mortos, e Perséfone, filha de Deméter, a deusa da terra. Quem não conhece a mitologia sobre o casal, pode conhecer AQUI (há muitas outras fontes, fique a vontade para ler outros relatos).

A protagonista da trilogia é Pierce Oliveira que, ao contrário da maioria das mocinhas dos livros, é milionária e possui uma beleza delicada e chamativa. Ela tem tudo que uma garota quer e nem por causa disso é do tipo esnobe, ao contrário, é uma pessoa singela que vive se preocupando com o próximo. É essa personalidade bondosa que leva Pierce a morrer.
Ela só queria salvar um passarinho que pensava estar machucado...

Pierce sempre teve um fraco em ajudar os animais indefesos, por isso que, quando tinha quinze anos, ela saiu de dentro da sua confortável mansão para ajudar um passarinho que pensava estar machucado na piscina. Porém um acidente acontece: ela tropeça no próprio cachecol, bate a cabeça e cai na piscina gelada, não conseguindo retornar a superfície; então Pierce morre e ressuscita.

Bem, se passaram dois anos, mas a vida dela está longe de voltar ao normal. Pierce, que era uma garota exemplar, com um futuro brilhante, tornou-se uma aluna com notas ruins, um jeito disperso e acabou provocando uma grande confusão na Academia Westport para Meninas, sua escola. Para completar seus pais se divorciaram (mas não por culpa dela e sim porque o pai milionário é dono de empresas de petróleo e a mãe dela é obcecada por salvar a vida de pássaros).

Pierce e sua mãe vão morar em Isla Huesos, a pequena e estranha cidade onde sua mãe nasceu, e onde Alex, seu primo de dezessete anos, vive juntamente com Tio Chris (irmão da sua mãe e pai de Alex) e a Vovó, uma senhora meio doida. Agora Pierce encarará uma nova escola que reserva uma Ala (D) especial para os alunos problemáticos.

Todos esperam que a mudanças de ares faça bem para Pierce – mesmo seu pai odiando o local -, porém o que ninguém sabe, ou ignora pelo menos, é que as coisas nunca poderão melhorar, pois Pierce viu muito mais do que a “luz” quando morreu.

Ela já tentou contar para seus pais, os psiquiatras, etc... mas ninguém quis acreditar: o lugar que você vai quando morre é muito diferente do que as pessoas pensam. Quando morreu, Pierce foi enviada para um local meio sombrio, onde as pessoas eram separadas por filas e colocadas em barcos diferentes, cada um sendo enviado para o lugar onde elas passarão a “vida eterna”. E é nesse lugar que Pierce encontra John, um cara misterioso, sombrio e que demanda poder; o cara da qual ela foge do reino dos mortos, levando consigo o lindo colocar que ele deu a ela.

Mas se você pensa que ela nunca mais o viu, está muito enganado. Sempre que Pierce está em perigo John surge para “protege-la” e causa grande confusão. Agora morando em Isla Huesos ela está mais perto do seu assustador protetor, o que é ótimo, pois Pierce precisará de toda a proteção possível no seu novo lar. Isla Huesos esconde muitos mistérios e também seres do mal, que estão dispostos a leva-la a morrer pela segunda e última vez.

“Abandono” é o primeiro livro de uma trilogia que promete, pois tem um enredo bastante interessante e também porque é a Meg que escreveu, então creio que será muito bom (tirando alguns livros que não foram legais, os demais dela são ótimos).

Pierce chega a ser meio irritante em determinadas partes por causa da sua teimosia, mas no geral é uma personagem fofa e valente. Já John é tudo de bom, pois possui um ar sombrio, melancólico, é o sonho de consumo de qualquer garota e também é alguém que esconde bastantes segredos; se a titia Meg não fizer nada de errado, creio que será um dos melhores mocinhos criados por ela. Alex, primo de Pierce, e o Tio Chris são outros personagens que atraíram minha atenção e estou bastante curiosa por conhecer mais da história deles. Há vários outros personagens que chamam a atenção e prometem está junto de Pierce, seja para causar confusão ou para ajuda-la na luta pelo mal, como o Sr. Smith que toma conta do cemitério de  Isla Huesos, e também a Kayla que estuda na Ala D com a protagonista.

“Abandono” é um livro curto e não possui muita ação e aventura. Vejo o livro mais como uma introdução para a luta de Pierce e John contra os inimigos. Aqui, somos apresentados aos personagens e conhecemos um pouco sobre o submundo. Acredito que ainda tenha muito história pela frente e espero que valha a pena.
Recomendo muitíssimo esse primeiro livro.

Trilogia Abandono:

1 - Abandono (Abandon)
2 - Underworld*
3 - Awaken*

* ainda não lançado no Brasil

Site Meg Cabot
Mais sobre Abandono


Comentários
15 Comentários

15 comentários:

  1. Não vou comprar por enquanto, vi muitas críticas negativas, então vou esperar mais um pouco, gosto muito dos livros da Meg, mas este vou aguardar ;)
    Bjs,
    Pati

    ResponderExcluir
  2. Oi Nossa sou fã da Meg,depois da sua resenha fiquei com mais vontade de ler,nossa uma trilogia!
    Adorei a descrição que Você fez da personagem Pierce.

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li, mas quero muito, a Meg é tudo de bom!

    ResponderExcluir
  4. Sou, como você, apaixonada pela Meg. Acho que gosto de tudo o que ela escreve, por mais bobo que seja. Então nem preciso dizer que quero muito ler Abandono, neh?
    Acho que vou gostar bastante.

    ResponderExcluir
  5. Devo confessar que já tentei ler os livros da Meg, mas sempre abandono, não sei, o estilo dela não me conquistou =/
    Ainda não vi muita coisa positiva sobre esse livro, parece uma introdução de uma boa história, mas... não me cativou, haha.
    Adorei a resenha.
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. "[...] trilogia que promete", isso me conquistou totalmente. já li muito livros da Meg e quando dito "muitos" eu quero dizer, quase todos, porque eu sou apaixonada pleo jeito dela escrever e esse livro não parece que vai ser diferente. Amei a resenha!

    ResponderExcluir
  7. Embora eu tenha achado meio estranha a parte de ela morrer e depois ressuscitar, achei boa a proposta, e realmente fiquei curiosa pra ler! Adoro esse estilo de história :D

    xx Carol
    http://hangoverat16.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Gente!! Eu tenho que ler esse livro! Adoro os livros da Meg e depois da sua resenha fiquei com mais vontade ainda de ler.

    ResponderExcluir
  9. A resenha ficou ótima e me deixou com mais vontade ainda de ler. O primeiro livro que eu li da Meg foi A Terra das Sombras da série A Mediadora e me apaixonei pela essa autora.

    ResponderExcluir
  10. Eu sinceramente sou apaixonada pelos livros de Meg e este eu achei pela resen ha meio fraquinho . Mas como sou espirita ele me deixou impressionada, pq não creio que seja dessa maneira que se desencarna. Eu achei que ela fez uma fantasia diferente da realidade do mundo espiritual, mas mesmo assim gostaria de ler para tirar este presságio. bjs

    ResponderExcluir
  11. eu ainda não li esse livro e vou esperar para chegar os outros livros da série aqui no Brasil para depois eu ler tudo de uma vez. Gostei muito da resenha.

    ResponderExcluir
  12. ja li bastante cpoisa da Meg Cabot, não sou muito fã, mas esse livro parece ser interessante. Eu sou espírita, então fiquei curiosa pelo livro (apesar de saber q farei mtas criticas sobre o livro após a leitura rs), mas leria sem problema algum!!

    ResponderExcluir
  13. Nunca li nada dessa autora, mas já ouvi falarem muito bem dos livros dela, pretendo conhecê-los logo, logo. A resenha me incentivou mais ainda.

    ResponderExcluir
  14. Eu amo mitologia grega, só por isso já fiquei com vontade de ler o livro. Além disso, mesmo não tendo lido nenhum livro da Meg Cabot, já ouvi muitos elogios ao trabalho dela.
    Ótima resenha! Valeu!

    ResponderExcluir
  15. Eu amo mitologia grega, só por isso já fiquei com vontade de ler o livro. Além disso, mesmo não tendo lido nenhum livro da Meg Cabot, já ouvi muitos elogios ao trabalho dela.
    Ótima resenha! Valeu!

    ResponderExcluir