='cap-left'/>

Kiera Cass - A Elite



"O amor é um medo belo." p.73

Livro contínuo de A seleção, em A Elite lemos mais uma parte da história de America, Aspen e Maxon. Agora, no concurso para seleção da próxima rainha de Illéa, restam somente seis garotas. E America é uma delas.


"Isso não é justo, Maxon - eu murmurei - O que eu
 seria capaz de dar em troca?

Ele abriu um sorriso.

- Tudo o que quero é que você prometa ficar comigo, ser minha. 
Às vezes, você não parece ser real. Me prometa que vai ficar" p. 94

Ela está quase decidindo seu futuro: Maxon. No entanto,  ainda não sabe se pode lidar com o fardo da coroa, se poderia vir a ser uma boa rainha para o seu devastado país. Por isso, pede tempo.

Mas com o tempo aparecem mais incertezas, que a faz repensar todo o seu futuro. Marlee, sua grande amiga e concorrente ao trono, é pega aos beijos com um guarda no Palácio e é rebaixada a casta 8, sendo banida e chicoteada na frente de todos. Com raiva e decepcionada com Maxon, por permitir tamanha atrocidade, ela se afasta do príncipe.

Claro que, ao ver seu futuro com América distante, e sabendo que tem que se casar obrigatoriamente com uma das seis garotas, Maxon começa a notar mais as qualidades das demais integrantes da disputa. Lógico que América sente ciúmes.

Contudo, ela não pode deixar de se aproximar de Aspen... Os beijos dele a acalmam e a fortalecem. (Adendo: como que ela pôde trair Maxon, ainda mais sabendo do destino que teve sua grande amiga?!)


"Para Maxon, parecia ser muito fácil me dar coisas - até 
ressuscitar um feriado por minha causa, para garantir 
que eu tivesse do bom e do melhor -, porque ele tinha 
o mundo à disposição. E lá estava Aspen: me dando
 preciosos momentos roubados e uma ninharia para manter-nos
 conectados. E a impressão era de que ele me dera muito mais." p.151

Em meio aos conflitos amorosos, Illéa está passando por uma grave crise e o Palácio é constantemente invadido. Quem são os invasores? O que querem? E afinal, o que quer o coração de America?

Como podem notar ao ler a resenha de A Seleção, primeiro livro da trilogia da autora americana Kiera Cass, terminei a leitura completamente encantada. Tanto o é que corri para ler A Elite. Mas, infelizmente, dessa vez termino decepcionada.

O livro continua bom, não se enganem. Mesmo não sendo nada fenomenal é viciante. No entanto, a autora pecou em alguns aspectos. Isto porque, estranhamente tenho que dizer que não gostei do foco demasiado no romance, não dando foco a sociedade futura em que se passa o livro.  Queria muito conhecer Illéa e também os revoltosos nortistas e sulistas...

Além disso, o romance do triângulo, que virou quarteto, não me apeteceu. O foco ficou muitos nos sentimentos conflitantes – e totalmentes sem noções de América –, fazendo com que não houvesse  como conhecer os protagonistas. Aspen pareceu um cachorrinho em volta do osso, já Maxon se mostrou forte, mas quase um traidor.

É estranha a situação. Em nenhuma outra trilogia vi algo tão: hoje gosto de rosa, amanhã de azul, mas quem sabe o futuro se aparecer o amarelo? America é imprudente e volúvel, e não deixei de pensar que, apesar de ser supostamente o grande entrave, a coroa é o que a faz pender em alguns momentos para Maxon.

Por ser uma alma naturalmente curiosa, não posso deixar de querer ler  logo o final da trilogia. Preciso saber o destino que os aguardam.



Mais Informações em:
Site Oficial da Kiera Cass  - Site Editora Seguinte


Comentários
7 Comentários

7 comentários:

  1. AAAAAAAA!!!
    Eu gostei tanto de A Elite. Mais até de que A Seleção. A América realmente me cansou um pouco, mas eu entendi o que o Maxon está passando e achei ele cada vez melhor.
    Quanto a questão da sociedade, eu gostei bastante do que aconteceu. Gostei de ver que o Maxon, a rainha (que me parecem o futuro, a renovação) deram mais importância à inteligência e a habilidade da América, do que às alianças e a fama da Celeste.
    Acredito que o fato da América ter coragem de fazer aquela apresentação e do Maxon ter enfrentado o pai dele foram atitudes bastante revolucionárias e significativas, já que neste caso a mudança será muito mais dentro da própria família(já que logo ele será rei)antes de ser exteriorizada.

    ResponderExcluir
  2. olha eu a única coisa que eu não gostei nesse livro é que o nível de chatisse da America, Nossa mãe da vontade de socar!! quanta indecisão! Kiera Cass levou A Elite bem, deixou algumas respostas em branco, mas aceitável. só que America é irritante. eu entendo que ela esteja dividida e não quer magoar ninguém, mas para por aí por pô! ninguém consegue viver do jeito dela! espero mesmo de coração que em The One, a autora não estrague essa trilogia.

    ResponderExcluir
  3. E não li este livro ainda, li o conto e o volume 1 e estou muito curiosa em relação a continuação da estória. Tenho percebido que muita gente tem falado da infantilidade da America. Quero ler e vou ficar torcendo para que tenha um porquê no último volume.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. Quarteto rsrrsrs, eu não gosto nem de triângulo!
    Eu gostei do livro e dei muitas estrelas para ele, não me decepcionou, estou louca para ler o terceiro!
    Bjs,

    ResponderExcluir
  5. Eu amei o livro, e adoro essa história, mas tenho que confessar que achei a América egoísta (sempre eu, eu, e eu), muito volúvel e até traidora em um certo momento!
    Mas com certeza continuo amando a serie e PRECISO DESESPERADAMENTE ler o terceiro livro!
    P.S. não gosto do Aspen!

    ResponderExcluir
  6. Kiera é uma autora realmente muito malvada – não mais do que John Green –, ela quase me fez arrancar todos os meus cabelos durante este livro e cometer assassinatos. Sim, eu quase mate Maxon, America, Celeste (o que não é de espanto, pois todo mundo sabe a cobra que ela é) e o Rei Clarkson; o que me deixou realmente surpresa, pois eu nunca imaginei que ele tivesse tal personalidade, sempre pensei que fosse um homem bom, afinal de contas fora essa a imagem que a Kiera passou dele no primeiro livro, porém em “A Elite” Clarkson coloca suas garrinhas de fora e mostra que “A Seleção” não é mais que um jogo de poderes e aliados para ele... Aquele maldito! Que raivaaaa!
    Eu amo de paixão essa série, mas todos nós sabemos o final dela, está bem na cara, não acha? Eu não vou me surpreender em nada com Maxon escolher America u.u vou ficar super feliz, mas não vou ficar surpresa. Eu quero esse final e nem ligo se ele está bem na cara.

    http://worldbehindmywall.fanzoom.net

    ResponderExcluir