='cap-left'/>

Lançamentos Suma de Letras

"Bora" conferir a lista de lançamentos deste mês da Suma? :)
Estou louca para ler a continuação de O atlas perdido do John Stephens, podem conferir a resenha do primeiro da série AQUI. Também não posso deixar de dizer que 007 é uma excelente pedida! o/

Por fim, nem preciso dizer que estou loucaaaaaaa pela trilogia erótica que será lançada, cujo primeiro livro já está em pré-venda AQUI.

Ah, não deixem de curtir a fanpage do Stephen King AQUI, muitas novidades e interação estão acontecendo por lá.


Forte, ousado, excitante.

Até onde você iria para satisfazer os desejos do homem que ama?

O verdadeiro sexo sem limites, em uma história de paixão e jogos eróticos não recomendada para menores.

“Voyeurismo e erotismo versão flamenca.” – Woman

“Megan Maxwell, autora veterana de chick lit, fez em Peça-me o que quiser sua incursão mais significativa no erotismo.” – SMODA


 PEÇA-ME O QUE QUISER (setembro 2013)

Primeiro volume de uma trilogia, Peça-me o que quiser, da escritora espanhola Megan Maxwell, é um romance sobre desejo, paixão e erotismo sem limites. Lançada na Espanha em novembro de 2012, a trilogia é um sucesso de vendas no país, aparecendo em todas as listas de mais vendidos.
Com tempero latino e uma abordagem excitante, a autora conta a história da secretária espanhola Judith Flores e seu chefe, o alemão Eric Zimmerman, também conhecido como Iceman: um homem muito sério e com os olhos azuis mais intensos e sexies que ela já viu.
Recém-chegado ao comando da empresa Müller, antes dirigida por seu pai, Eric tem uma atração instantânea pelo jeito divertido de Judith e exigirá que ela o acompanhe nas viagens de trabalho pela Espanha. Mesmo sabendo que está se metendo numa situação arriscada, a ideia de estar ao lado de Iceman é irresistível. Com ele, a jovem viverá experiências sexuais até então inimagináveis, em um universo de fantasias eróticas pouco convencionais.
Conciliando sexo e romantismo na medida exata, Peça-me o que quiser é uma história de amor cheia de encontros e desencontros, na qual os jogos eróticos, o voyeurismo e o desejo de ultrapassar todos os limites do prazer são os grandes protagonistas.


PEÇA-ME O QUE QUISER agora e sempre (novembro 2013)
Decidida a se afastar para sempre de Eric Zimmerman, Judith pede demissão da empresa Müller. Para se recuperar, decide se refugiar por um tempo em Jerez, com seu pai.
Desesperado com a partida de Judith , Eric vai atrás de seu amor. Ela resiste o quanto pode, mas a atração entre eles continua forte, e as fantasias sexuais mais vivas do que nunca.
Em Peça-me o que quiser agora e sempre, Judith terá que tomar a decisão mais difícil de sua vida. O que ela realmente quer? Viver sua paixão é tudo o que importa?   


PEÇA-ME O QUE QUISER ou deixe-me (janeiro de 2014)
No último volume da trilogia, os protagonistas lutam para preservar sua relação.
Judith está adorando ter o Iceman só para ela, e os jogos eróticos dele continuam lhe dando prazer; Eric se sente o homem mais feliz do mundo e não pode imaginar sua vida sem seu grande amor. Mas os ciúmes e a superproteção do alemão são motivos de constantes brigas — Judith já não está tão certa sobre o futuro da relação.
Com Peça-me o que quiser ou deixe-me, Megan Maxwell conclui uma das sagas eróticas mais populares da Espanha.

                                       
Sobre a autora
Megan Maxwell é uma reconhecida escritora do gênero romântico na Espanha. De mãe espanhola e pai americano, publicou vários romances, além de contos e relatos em antologias coletivas. Em 2010 ganhou o Premio Internacional de Novela Romántica Villa de Seseña e em 2010 e 2011 recebeu o Premio Dama de Clubromantica.com. Vive num vilarejo perto de Madri na companhia do marido, de seus filhos, seu cachorro, Drako, e seu gato, Romeo.

Em O Atlas Esmeralda, que deu início à trilogia Os livros do princípio, os irmãos Kate, Michael e Emma só queriam salvar sua família, mas acabaram envolvidos numa perigosa aventura para salvar o mundo. Agora, eles correm grande perigo, pois estão com o primeiro livro do princípio em mãos. Seus inimigos não demoram a descobrir onde se escondem e, durante a fuga, Kate é enviada para o passado junto com o Atlas Esmeralda, separada de seus irmãos. Sozinhos, Michael e Emma precisam encontrar os pais, o segundo livro do princípio e uma maneira de trazer Kate de volta. Mas, pelo caminho, enfrentam desafios que os deixam ainda mais distantes de seus objetivos. Repleto de suspense e cheio de humor e aventura, o segundo volume da trilogia levará Kate, Michael e Emma cada vez mais perto da magia que pode salvá-los ou destruí-los.

Quando a jornalista Pamela Redmond Satran publicou as 30 coisas que toda mulher de 30 deve ter e saber na revista Glamour americana, ela não imaginava que seus conselhos se tornariam um fenômeno. Chamada de “A Lista” por milhares de fãs, o guia de itens indispensáveis para mulheres contemporâneas por volta dos 30 anos ganhou uma segunda vida quando várias leitoras começaram a reenviá-la entre si por e-mail, tornando-se uma sensação no mundo virtual. Adaptada em livro, As 30 coisas que toda mulher de 30 deve ter traz “A Lista” expandida com ensaios de algumas das personalidades femininas mais interessantes do mundo, entre elas Maya Angelou, Rachel Zoe, Taylor Swift, Bobbi Brown e Padma Lakshmi.


A vida pode ser uma batalha árdua e não é fácil superar, por exemplo, a traição da pessoa amada, a morte de alguém da família ou mesmo as contas acumuladas e o orçamento apertado. Mas, ainda assim, ela também pode reservar boas surpresas: o sexo mais quente já experimentado, o início de um ótimo trabalho ou a coragem para finalmente escrever um romance. A escritora Cheryl Strayed, autora do best-seller Livre, tem as credenciais e a delicadeza necessárias para conceder conselhos que fazem a diferença. Pequenas delicadezas – título que a autora lança na Bienal do Rio - reúne uma seleção de textos publicada em sua coluna "Dear Sugar", do portal The Rumpus. Em resposta a centenas de leitoras, Cheryl aborda questões que afligem a quase todos, sempre com humor, boas ideias, compaixão e absoluta honestidade.

Publicado pela primeira vez em 1959 e estrelado por Sean Connery no papel do agente 007 para o cinema em 1964, Goldfinger é uma das tramas mais conhecidas do agente. Auric Goldfinger é o homem mais rico da Inglaterra. Obcecado por ouro, misterioso e excêntrico, ele chama atenção do MI6, que escala seu melhor agente para descobrir o que há por trás das transações desse milionário. Em seu primeiro encontro, à beira de uma piscina em Miami, Goldfinger mostra-se apenas como um sujeito competitivo, que fará de tudo para não perder um jogo ou uma aposta. Nos encontros seguintes, no entanto, Bond descobre que tem diante de si um dos inimigos mais terríveis e maquiavélicos que já enfrentou. Seu plano: dar o maior golpe de todos os tempos – roubar o Fort Knox e desestabilizar a economia global.



Segundo romance de James Bond, lançado originalmente em 1954 e adaptado para o clássico do cinema em 1973, com Roger Moore no papel do célebre agente britânico. Nele, Solitaire é uma mulher linda e insinuante, capaz de ler o futuro no rosto de uma pessoa. Ela é também prisioneira de Mr. Big, um gângster negro do Harlem, cujos negócios ilegais se estendem ao contrabando de tesouros antigos e ao fornecimento de verbas à SMERSH, o braço mais letal do serviço secreto soviético. Ao viajar ao reduto do jazz em Nova York, aos Everglades na Flórida e ao Caribe, James Bond se verá enredado pelos encantos de Solitaire, e pela violência e a sordidez desse gênio do crime, que controla seus fiéis capangas não só pela força, mas também pela ameaça da magia negra.

Comentários
5 Comentários

5 comentários:

  1. fiquei doidinha por esses de 007!
    Adooooooooooooro os filmes *-*

    ResponderExcluir
  2. Com certeza, boas opções de leitura.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu também estou louca pela trilogia erótica e logo, vou comprar Peça-me o que quiser!
    Adoroooo
    Pati Peña

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu também estou louca pela trilogia erótica e logo, vou comprar Peça-me o que quiser!
    Adoroooo
    Pati Peña

    ResponderExcluir
  5. Gostei de A CrÔnica de Fogo, embora ainda não tenha lido Atlas Esmeralda e dos 007. Além de capas lindas eu adoro a história dos livros.

    ResponderExcluir