='cap-left'/>

Alan Bradley - Flavia de Luce e o Segredo das Sombras


“Flavia de Luce e o Segredo das Sombras” é o quarto livro da série Flavia de Luce, do autor Alan Bradley, lançado no Brasil pela Benvirá (Editora Saraiva). Quem quiser conferir a resenha dos outros livros da série é só clicar AQUI.

A resenha desse livro não contem spoilers, pois apesar de ser o terceiro livro da série, os livros possuem histórias independentes.

Flavia de Luce é daquelas personagens que não tem como não amar. Tem por volta de 12 anos e é, com certeza, a "criança" mais esperta e adulta que já conheci. Ela é uma garota extremamente inteligente, curiosa, possui um olhar aguçado e é apaixonada por química, principalmente por venenos (ela não é super legal?). Também se mete sempre em confusões, mas sempre acaba solucionando os crimes da sua cidade, Bishop’s Lacey.

Nessa quarta história, os problemas da Família de Luce só têm piorado. O dinheiro não aparece e as dívidas só se acumulam. Tentando resolver um pouco do problema de dinheiro, o Coronal de Luce (pai de Flávia) resolve fazer algo de cair o queixo: alugar a Mansão de Buckshaw para ser utilizada como cenário de um filme estrelado por nada menos que a estrela Phyllis Wyvern, e produzido pelo famoso diretor Val Lampman.

Claro que a novidade se torna a sensação da pequena Bishop’s Lacey e até mesmo Flavia, que não liga muito para coisas mundanas, fica animada com as novas visitas. Mas não é só isso que causa a euforia da Pequena Gênia, também o fato de que a data mais esperada do ano por ela está chegando: o Natal, e Flavia têm grandes planos. Suas irmãs vivem dizendo que o Papai Noel não existe, mas Flavia usará seus conhecimentos em químicas para descobrir se o bom e velho Noel visita sua casa no Natal, afinal ele sempre traz os produtos de química que ela pede.

Tudo parecia continuar “tranquilo” em Bishop’s Lacey - apesar da pequena cidade enfrentar um inverno rigoroso e com muita neve que impede até seu pessoal de ficar saindo de casa -, porém mais um assassinato acontece e é exatamente na moradia de Flavia de Luce que é, aliás, a responsável por encontrar o corpo. Ela acha toda a situação bem atraente, afinal ela não tem medo da morte e acha corpos mortos algo bem interessante para se estudar.

Como sempre, Flavia não deixará a polícia resolver o caso sozinha, o que é ótimo para o Inspetor Hewitt, pois não a nada melhor para os protetores de Bishop’s Lacey do que ter uma mente inteligente, esperta e de raciocínio rápido para ajudá-los a solucionar os assassinatos (pelo menos é o que Flavia pensa). 

O número de suspeitos nesse assassinato é enorme, afinal a maioria do povo da cidade estão presos na Mansão de Buckshaw devido a uma enorme tempestade de neve. Mas o fato acaba sendo positivo, pois assim torna impossível para o assassino fugir e mais fácil para Flavia de Luce desmascarar o culpado.

Um assassinato para resolver, um Papai Noel para apanhar e um inverno rigoroso para suportar são alguns dos problemas que Flavia terá que lhe dar nessa nova aventura. 

Eu sou uma grande fã dos livros da Flavia de Luce, principalmente porque ao mesmo tempo em que a personagem é um poço de inteligência e meio mórbida, também é meio inocente como qualquer outra criança, como o fato de acreditar em Papai Noel.

Sinceramente morro de dó da Flavia por muitas vezes, pois seu pai vive em seu próprio mundo e não dá muita atenção às filhas, sempre demonstrando ainda não ter superado a morte da esposa. As irmãs de Flavia também não são as melhores do mundo, porém nesse quarto livro elas foram menos irritantes e chatas com a irmã mais nova. Acho que era o espírito natalino tomando conta delas. 

Eu gostei bastante desse livro, porém senti que o assassinato e sua solução foram mais rápidos que nos outros livros. O foco maior da história dessa vez foi sobre o Natal, os planos de Flavia para a data, e os acontecimentos antecessores ao assassinato. 

Mais uma vez contamos com a presença em peso dos moradores de Bishop’s Lacey e até mesmo de uma personagem de outro livro da série, que volta a dar as caras na cidade.

O que mais gostei na história foi a maior proximidade entre a Família de Luce. A época do Natal meio que uniu um pouco a família, tornando todos bem mais amorosos com a pequena Flavia.

Vale a pena ler a série, até porque na minha humilde opinião é uma das melhores na atualidade no quesito mistérios. Espero que a Editora Benvirá (Saraiva) lance os demais livros aqui no Brasil, pois sou fã e quero ler todos.
Indico.

Série Flavia de Luce
1 - Flavia de Luce e o Mistério da Torta (The Sweetness at the Bottom of the Pie) 
2 - Flavia de Luce e o Teatro das Marionetes (The Weed that Strings the Hangman's Bag)
3 - Flavia de Luce e O Enigma da Cigana (A Red Herring Without Mustard)
4 - Flavia de Luce e o Segredo das Sombras (I Am Half-Sick of Shadows )
5 - Seeds of Antiquity (não lançado no Brasil)
6 - The Nasty Light of Day (não lançado no Brasil)


- Dê uma passadinha no site Brasileiro da Flavia. O site é muito fofo e vale a pena conferir. AQUI
- Para saber mais informações sobre a Série é só conferir também o site da Série Flavia de Luce onde o autor sempre posta informações sobre a série e as novidades. AQUI
- Site da Editora Benvirá 


Comentários
4 Comentários

4 comentários:

  1. Primeira vez que estou vendo estes livros da autora. E o que posso te dizer é que estou agradavelmente surpresa pela trama envolvente. A personagem me encantou. Vou experimentar essa série. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda não consigo aceitar que uma criança seja assim tão fascinada pela morte, talvez lendo os livros possa compreender isso, mas apenas lendo as resenhas fica uma duvida, como uma criança pode ser assim tão mórbida e o pior ainda acreditar em Papai Noel?
    Acho que essa série deveria ser mais divulgado, nunca havia lido nada sobre eles, e só o conheci pelo blog, o que acho louvável, parabéns ao blog por trazer uma obra dessas para os seus seguidores.

    Julielton Souza - Dialética Proposital

    ResponderExcluir
  3. Legal nesse livro da série vermos um pouco mais o lado infantil da Flávia.
    Que bom que a família da protagonista está sendo mais legal com ela agora, acho que isso vai melhorando nas próximas histórias.
    Deve ser mesmo uma das melhores séries no quesito mistérios!
    Amei a resenha! Bjs <3

    ResponderExcluir
  4. Eu não conhecia os livros, mas já fiquei morta de vontade de os ler.
    Tanto por ser mistério quanto pela detetive ser uma garotinha,
    Adoro essa premissa.
    É uma pena que a série não seja tão divulgada, pois é o tipo de livro que eu quero que a minha filha leia.
    Beijos
    ♫ Conversas de Alcova ♫

    ResponderExcluir