='cap-left'/>

Jane Costello - Quase Casados

“Quase Casados” é um dos recentes Chick-Lit lançados no Brasil pela Editora Record. O livro foi escrito pela autora Jane Costello que, particularmente, não conhecia e nunca tinha ouvido falar, mas fico feliz em ter lido seu trabalho, pois ela me lembra um pouco a Sophie Kinsella.
Nessa história temos como protagonista Zoe Moore que em seus 28 anos sofre uma das piores situações pelo qual uma mulher poderia passar: é abandonada pelo noivo no dia do casamento.

Zoe e Jason estavam juntos há sete anos e o noivado veio tão naturalmente como poderia se esperar. O casamento era o que todos aguardavam, inclusive a própria noiva, porém bem no dia do casamento o noivo resolve ficar com medo do casamento e simplesmente deixa a noiva a ver navios.

Claro que Zoe chorou por meses e tentou falar com Jason, que ainda amava, sobre o que aconteceu. No entanto, um belo dia ela resolve seguir em frente e muda de país, saí da Inglaterra e vai para os Estados Unidos. Simples assim? (sinceramente, só na vida de mocinhas de romance).

A protagonista sempre trabalhou com crianças e resolve utilizar de sua vasta experiência para trabalhar nos Estados Unidos. Foi uma mudança bem radical, mas Zoe parte com coragem - nem tanto assim - para seu novo endereço. Claro que como toda moça de Chick-Lit as coisas acabam se complicando no meio caminho.

Ela estava destinada a trabalhar com uma bela família rica, que a proporcionaria férias maravilhosas em praias lindas, que possuem em sua casa vários empregados e que deixaria Zoe apenas com o dever de cuidar da criança. Porém acaba indo parar como babá de outra família, onde a palavra limpeza e organização não existem em seu dicionário.

Seu novo patrão é Ryan, um homem lindo de 30 e poucos anos, viúvo e com dois lindos filhos, Ruby uma garotinha linda de 06 anos e Samuel um melhor falador de 03. Ryan tem a aparência que é o sonho de toda mulher, porém tem atitudes e uma personalidade de ogro.

Em pouco tempo Zoe se torna a responsável pelas crianças, por lavar a roupa, limpar a casa, fazer a comida, etc... A maior parte das funções não é a que ela esperava do emprego. Aliás, nem folga ela consegue arrancar do seu patrão. Com o passar dos dias Zoe vai se adaptando a sua nova vida, faz novas amigas, também babás da região - como Trudie uma babá bonitona com atitudes meios rudes de vez em quando, mas que é um amor de pessoa.

Sua vida vai voltando aos eixos e seu patrão começa a despertar sentimentos muito mais profundos nela. Sua “nova família” é tudo que uma mulher poderia querer, mas Zoe sabe que não é dela e que um dia terá que partir. Mas e Ryan, como que fica? Zoe cisma em dizer que ele não é nada em sua vida e que ela ainda ama Jason. Será verdade?

“Quase Casados” é um Chick-Lit divertido, fofo e com algumas cenas românticas. Gostei dele principalmente porque a personagem feminina não é tão idiota como as autoras cismam colocar em livros do gênero. Claro que Zoe têm seus defeitos, como às vezes ser meio boba e até sem atitude, no entanto não temos aqui uma mocinha que sofre o tempo todo com a balança e do qual o namorado vai de trouxa o livro inteiro (acho que se a história tivesse mantido Jason e ela grande parte da história, ela poderia ter se encaixar nessa questão). Zoe tem um problema sim com peso, mas é devido ao tempo que passou por depressão de ser abandonada no dia do casamento, porém não fica com neura com essa questão, aliás, nem fica chorando o livro inteiro pelo ex-noivo (apesar de lembrar-se dele constantemente).

A família para qual ela vai trabalhar é ótima, mesmo Ryan com seu mau humor constante e sua falta de sensibilidade, mas que meio que se justifica pelo sua não recuperação da morte da esposa amada há três anos. As crianças, Ruby e Samuel, são umas fofuras e garantes cenas bem lindinhas no livro.

As personagens secundárias babás também garantem cenas bem divertidas, pois cada uma tem uma personalidade distintas, como uma totalmente afetada por etiqueta, outra com um comportamento as vezes bem ogra e outra meio zen. Além delas, a mãe de Zoe causa momentos bem divertidos, como seus e-mails cheios de fofocas enviados para filha.

Diverti-me bastante com a leitura, mas é uma pena que como em todo Chick-lit “Quase Casados” é narrado em primeira pessoa, então ficamos vendo todo pelo ponto de vista de Zoe. Queria estar na mente de Ryan também.

Recomendo!

Mais informações:
click to zoom
Site Editora Record = www.record.com.br
Facebook Grupo Editora Record = www.facebook.com/grupoeditorial.record
Site da autora = www.janecostello.com


Nota: 3,5 de 5



Comentários
11 Comentários

11 comentários:

  1. Nossa fiquei super curiosa pra ler esse livro eu amo quando tem criança, elas são sempre muito fofas, ele vai entrar para a minha lista, ótima resenha.

    ResponderExcluir
  2. Confesso que não chamou muito a minha atenção, achei muito clichê e olha que eu sempre gosto de um livro pra lá de clichê, e tudo muito simples (tirando o fato do abandono, pq isso é não é "simples" né? haha) e fácil demais pra protagonista, mas como você disse, só na vida de mocinhas de romance mesmo né..
    Mas espero um dia poder lê-lo, quem saber eu me diverto com a leitura como você, Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito de Chick-lit e esse me chamou bastante a atenção. Gostaria muito de ler. Também gostei demais da sua resenha.

    ResponderExcluir
  4. Adoro esse gênero e gosto destes livros mais "bobinhos" nos quais vc passa horas agradáveis se divertindo e lendo! Não conheço a autora mas a sua comparação com Sophie Kinsella já me deixou animada!

    ResponderExcluir
  5. Parece muito bom. Já fiquei empolgada depois da resenha. Não esperava que fosse tão bom assim. Vou tentar ler e ver se gosto mesmo. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Sou fascinada por Chick-lits...eles empre me remente a filme de comédias românticas.. e pelo que vejo "Quase Casado" possui a fórmula que adoro, contendo um pouco de drama, misturada com diversão,e uma protagonista incrível...sem contar que o Ryan parece ser um moçinho fantástico e que irá me fazer apaixonar perdidamente por ele... Necessito desesperadamente ler e ter esse lviro o mais rápido possível.... Parabéns pela resenha, ficou ótima.bjs

    ResponderExcluir
  7. Adorei a resenha e mesmo não sendo muito fã do gênero fiquei interessado em conhece-lo. Só acho muito forçado essa história de abandonar tudo, entrar em um avião e mudar de país. E pior virar empregada domestica em outro país?! Sério é forçar muito a barra.
    Mas sei como a comédia ajuda em chick-list então aposto que os momentos ogros de Ryan são uma diversão a parte.

    ResponderExcluir
  8. Amo Chick-Lit e esse parece ser ótimo, bastante divertido, estou doida pra ler!

    ResponderExcluir
  9. EU amoo chick lit e o estilo da sophie kinsella dizem q eh mt parecido com o da jane! quero mt ler mt msm! adoro livro com comédia!

    ResponderExcluir
  10. Já tinha lido uma resenha em outro blog sobre o mesmo livro e desde lá já queria meu exemplar e sua resenha só fez confirmar isso para mim. Parece ser uma história uma história ótimaaa, não vejo a hora de saber como será o romance de Zoe com o seu patrão e como será sua relação com os filhos deles.. Ver se ela vai superar de vez aquele traste do namorado que largou ela no altar e dar uma nova chance para o amor (sinônimo de Ryan...hehe)!!!! Não li nada da autora ainda, mas não vejo a hora de acompanhar essa história! E para mim, não tem problema ser narrado em primeira pessoa, se quem estiver narrando saber me divetir ;) !

    ResponderExcluir
  11. Nossa adoreia a resenha, quero muito ler esse livro, mi deu uma pena muito grande da Zoe ater porque ninguém merece ser abandonada logo no dia do casamento, também fiquei com uma seta peninha do Ryan por ter perdido a esposa, e ter que criar seus dois filhos sozinhos.

    ResponderExcluir