='cap-left'/>

Julia Quinn - O Duque e Eu

Sinopse: Simon Basset, recém-nomeado duque de Hastings, está prestes a pedir a mão de Daphne Bridgerton em casamento. Daphne é irmã de seu melhor amigo e quase uma solteirona, mas somente eles dois conhecem a verdade... Tudo não passa de um plano, com dois intuitos: proteger o charmoso duque dos avanços das moças solteiras e aumentar as chances de Daphne de conseguir um bom partido, depois de ter sido cortejada por um duque.  No entanto, enquanto Daphne valsa pelo salão de baile nos braços de Simon, fica difícil se lembrar de que aquele romance é apenas uma encenação. Daphne não tem certeza se é o sorriso sedutor de Simon, ou se é o jeito como ele olha para ela, mas a verdade é que ela está se apaixonando... de verdade! E agora, ela precisa fazer o impossível para convencer o atraente duque de que o plano que ambos tão bem arquitetaram merece uma ligeira alteração, e que talvez os dois descubram que pode ser bem melhor e eficaz se a farsa se transformar em realidade...

Título: O Duque e Eu
Nota: 4,5 de 5
Editora: Arqueiro

O primeiro livro que li da Julia Quinn foi História de um grande amor e posso dizer que ela me conquistou com ele. A resenha da vez é de “O Duque e Eu”, primeiro livro da Série Os Bridgerton’s, lançado no Brasil pela Editora Arqueiro. Curto muito a autora e já faz um tempo que conheço a série que, aliás, considero muito fofa.

Recém-nomeado Duque de Hastings, Simon chega a Londres para rever a tia e velhos amigos, como Anthony. E é em uma festa de sua parenta que ele se encontra com Daphne Bridgerton, irmã de Anthony e a mulher mais diferente que o Duque já conheceu, sendo um frescor para a toda pompa e falsidade que ronda a temporada Londrina. Porém, apesar de sentir uma atração por ela, Simon tenta se manter afastado, afinal não quer formar uma família.

Somos apresentados já nas primeiras páginas o motivo de Simon ser reticente sobre se casar, pois ele tinha uma relação extremamente fria com o pai, que o tratava como idiota, achando o filho incapaz de ser o futuro Duque. Simon tem um segredo que considera uma falha sua, afinal, seu pai o tratava mal exatamente por isso, no entanto não contarei do que se trata. Vocês terão que descobrir ao ler. Essa falta de carinho na infância transforma-o em um homem antissocial e meio torturado.

Daphne é o tipo de mocinha forte, feliz e que tem uma família maravilhosa. Ela não tem medo do casamento, mas continua solteira depois de algumas temporadas porque quer um belo amor como os pais tiveram. Quando conhece Simon fica encantada por ele, porém percebe que o Duque não está afim de um relacionamento em longo prazo.

Depois de conviver um tempo maior com Daphne, Simon acaba tendo uma ideia que pode beneficiar ambos, já que ela, assim como ele, não aguenta mais a importunação de mães casamenteiras. Ele propõe a irmã do seu amigo um noivado de mentirinha. No entanto, com o passar do tempo, os dois vão descobrindo que o que começou como mentira está se tornando algo verdadeiro, pois foram atingidos pela flecha do amor. Daphne consegue lidar bem com isso, entretanto Simon não fica satisfeito com os seus sentimentos por ela. Ele sabe que Daphne é a mulher certa, no entanto nunca poderá dar a família que ela deseja, pois filhos não farão parte dessa equação.

“O Duque e Eu” é um romance super fofo que leva os leitores aos suspiros. Essa série é uma das minhas favoritas de romance e fico muito feliz da Editora ter trazido ela para o Brasil. Julia Quinn é com certeza uma das melhores autoras de romance histórico e espero que mais de seus livros sejam lançados por aqui.

Li essa série faz um bom tempo e sou totalmente apaixonada por essa família. Simon e Daphne iniciam bem essa trajetória recheada com romances lindos, muito humor e a participação de toda a família. O melhor dos livros da Julia Quinn, se tratando de séries, é que temos muito da participação dos personagens dos outros livros, então, futuramente, teremos muitos desse casal fofo.

Simon é daqueles mocinhos que você quer pegar para cuidar e proteger, porém, ao mesmo tempo, quer dá uns tapas para fazê-lo acordar para realidade. Simon faz a gente sorrir e ficar com raiva de algumas de suas atitudes, principalmente por sua necessidade de não acreditar que poderá fazer Daphne feliz.

Daphne possui todas as qualidades da família, principalmente sua alegria apesar dos pesares. Além disso, ela puxou a força de vontade também, então vemos o quanto ela não desiste de ter seu final feliz. Temos a participação de seus irmãos que causam bastantes confusões, principalmente pelos ciúmes que sentem da irmã. Mamãe Bridgerton também é uma figura presente, sempre tentando arranjar casamento para os filhos mais velhos, assim como para tentar resolver os problemas.


O romance é uma delícia e super recomendo a leitura de toda a série.

Série Os Bridgerton’s
2) O Visconde que me Amava;
3) Um Perfeito Cavaleiro;

click to zoom
Mais informações em:
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Olá, adorei o seu blog. Gostei muito dos seus textos, também do conteúdo. Que bom. Estarei sempre por perto vendo as novidades.
    Venha conhecer o meu Blog também. Tenho certeza que vai gostar http://www.oslivrosdaminhabiblioteca.blogspot.com.br/
    Um grande abraço. NILDA

    ResponderExcluir
  2. Já li História de um grande amor e é simplesmente maravilhoso. Em o Duque e eu a Julia soube fazer um romance com toques de humor que não tem como a gente não gostar.

    Beijos

    http://www.ventoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir