='cap-left'/>

Julia Quinn - O Conde Enfeitiçado

Sinopse: O Conde Enfeitiçado - Toda vida tem um divisor de águas, um momento súbito, empolgante e extraordinário que muda a pessoa para sempre. Para Michael Stirling, esse instante ocorreu na primeira vez em que pôs os olhos em Francesca Bridgerton. Depois de anos colecionando conquistas amorosas sem nunca entregar seu coração, o libertino mais famoso de Londres enfim se apaixonou. Infelizmente, conheceu a mulher de seus sonhos no jantar de ensaio do casamento dela. Em 36 horas, Francesca se tornaria esposa do primo dele. Mas isso foi no passado. Quatro anos depois, Francesca está livre, embora só pense em Michael como amigo e confidente. E ele não ousa falar com ela sobre seus sentimentos – a culpa por amar a viúva de John, praticamente um irmão para ele, não permite. Em um encontro inesperado, porém, Francesca começa a ver Michael de outro modo. Quando ela cai nos braços dele, a paixão e o desejo provam ser mais fortes do que a culpa. Agora o ex-devasso precisa convencê-la de que nenhum homem além dele a fará mais feliz.No sexto livro da série Os Bridgertons, Julia Quinn mostra, em sua já consagrada escrita cheia de delicadezas, que a vida sempre nos reserva um final feliz. Basta que estejamos atentos para enxergá-lo.

Nome Original: When he was wicked
Ano de publicação: 2015
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 290
Nota: 3/5

"O Conde Enfeitiçado" é o sexto livro da série “Os Bridgertons”, de Julia Quinn. Francesa, a protagonista, já foi citada anteriormente na série, num dos momento mais tétricos para a personagem: o enterro de seu querido marido John. Contudo em “O Conde Enfeitiçado”, a história se inicia com John ainda vivo, na propriedade da família, em uma animada conversa com sua esposa e seu primo Michael.

O que ambos desconhecem é a paixão secreta que Michael sempre nutriu por Francesca. Estar tão perto e não poder tê-la é uma loucura, mas Michael resigna-se apenas em ser o melhor amigo dela, sabendo que jamais poderia tê-la. E para tirá-la da cabeça, nada melhor do que ser um dos mulherengos mais inveterados de Londres, dando lhe a fama de “O Devasso Alegre”. Ainda assim, nenhuma mulher consegue fazê-lo esquecer de sua doce e amada Francesa.

Um dia, contudo, John morre subitamente. A dor do luto transforma Michael e Francesa em estranhos, afastando-os do convívio diário. Além da culpa que o assola por ter desejado a mulher de seu primo falecido durante tanto tempo, há também a questão do título: Michael não quer ser o novo conde. Deste modo ele parte para Índia por quatro longos anos, deixando toda a responsabilidade do condado para Francesa.

Diferente dos livros anteriores, “O Conde Enfeitiçado” traz como cenário um desdobramento do enredo pautado no luto e na consciência moral dos personagens: ambos sofrem com a dor de perder alguém próximo, e o maior empecilho certamente está em superar e em seguir em frente após a morte de John. Assim, o relacionamento precisa ser novamente explorado a passos lentos, permitindo a ambos de se conhecerem melhor sem a culpa de trair a memória do marido de Francesa. Contudo, não será assim tão fácil renunciar as normas regentes de suas consciências. 

Ainda que ao falar de perdas, “O Conde Enfeitiçado” não abandona os traços de humor presente nas histórias do Bridgerton, pelo contrário. As falas engraçadas e divertidas nunca estiveram tão acentuadas em uma trama, equilibrando o lado mais pungente com momentos bem descontraídos. E embora a relutância de ficarem juntos chega a ser enfadonha em certo ponto, os diálogos acabam servindo de escape para a demora do romance. É divertido acompanhar os desbravamentos de Michael para se comportar como um cavalheiro e frear seus pensamentos libidinosos quando está na presença de Francesa.

“O Conde Enfeitiçado” não é o melhor livro da série, mas de certo traz suas particularidades que fazem a leitura valer a pena. O próximo livro, “Um Beijo Enfeitiçado” – título este ainda provisório –, ainda não tem previsão de lançamento, e contará a história de Gareth com a irmã caçula da família Hyacinth.

Série Os Bridgerton’s
3) Um Perfeito Cavaleiro;
6) O Conde Enfeitiçado

click to zoom
Mais informações em:


image
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Eu nunca li nada da Julia Quinn mas só ouço elogios da escrita dela.
    O Conde Enfeitiçado deve ser engraçado, pelo que li da resenha
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Oi, Bruna! Ainda não tive oportunidade de ler, mas espero que possa fazê-lo o mais rápido possível.

    Abraços,Lu
    Blog: Apaixonada por Romances Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.

    ResponderExcluir