='cap-left'/>

Becca Fitzpatrick - Gelo Negro

Sinopse: Britt Pfeiffer passou meses se preparando para uma trilha na Cordilheira Teton, um lugar cheio de mistérios. Antes mesmo de chegar à cabana nas montanhas, ela e a melhor amiga, Korbie, enfrentam uma nevasca avassaladora e são obrigadas a abandonar o carro e procurar ajuda. As duas acabam sendo acolhidas por dois homens atraentes e imaginam que estão em segurança. Os homens, porém, são criminosos foragidos e as fazem reféns. Para sobreviver, Britt precisará enfrentar o frio e a neve para guiar os sequestradores para fora das montanhas. Durante a arriscada jornada em meio à natureza selvagem, um homem se mostra mais um aliado do que um inimigo, e Britt acaba se deixando envolver. Será que ela pode confiar nele? Sua vida dependerá dessa resposta.

Nome Original: Black Ice
Ano de publicação: 2015
Editora: Intrinseca
Número de Páginas: 304
Nota: 4/5

“Gelo Negro”, da autora Becca Fitzpatrick, foi lançado esse ano no Brasil pela Editora Intrínseca. Confesso que li o livro principalmente pela autora ser a mesma da série Hush Hush que, aliás, amei. A sinopse não me atraiu tanto assim, mas resolvi dar uma chance porque amei conhecer o Patch e tinha esperanças de que seria conquistada novamente pelo mocinho desse livro. Já posso afirmar que a leitura valeu MUITO A PENA! A sinopse do livro revela muito do enredo, mas mesmo assim a história consegue surpreender pelo grande suspense que ronda os assassinatos que acontece em meio à neve.

Britt Pfeiffer é a protagonista da história que junto com a melhor amiga, Korbie, vão para um chalé em Idlewilde passar as férias e fazer uma trilha na Cordilheira Teton. Na verdade a ideia da viagem é de Britt que vê no passeio uma chance de provar para si mesma e as demais pessoas de sua vida que ela é capaz de se cuidar. Idlewilde não foi escolhida por caso e sim porque seu ex-namorado, Calvin, - que é irmão de Kobie - sempre foi fascinado por trilha e por Idlewilde. Claro que Britti ainda não o esqueceu (mesmo depois de ter se passado meses do fim do namoro) e vê nessa viagem uma forma, meio que inconscientemente, de provar seu valor ao rapaz.

O grande mistério do livro gira em torno de acontecimentos passados em Idlewilde, local em que algumas jovens foram mortas e outra desapareceu. A história, aliás, começa mostrando o acontecimento de um ano atrás quando uma garota é drogada e levada para um chalé por um desconhecido. Apesar de não ser narrado, entendemos que a tal garota não viveu para contar os fatos.

Britti e Korbie partem para Idlewilde onde, para a infelicidade/felicidade da protagonista, encontrarão com Calvin e o namorado de Korbie. Porém, o destino resolve atrapalhar os planos delas, pois uma grande nevasca desaba no caminho estragando o carro de Britti. Elas conseguem encontrar um chalé ocupado por dois belos rapazes, Shaun e Manson, para se aquecerem, contudo, as coisas se mostram muito mais perigosas dentro do chalé do que no lado de fora na nevasca. Os rapazes são dois fugitivos que decidem utilizar as garotas como reféns e também os conhecimentos de Britti (que eles acham que ela tem) sobre trilha para escapar das montanhas.

Enquanto dessem as montanhas, Britti tenta se manter viva e despistar os rapazes para conseguir escapar, no entanto as coisas se mostram mais ameaçadoras. Shaun se manifesta cada vez mais instável e perigoso, mesmo Manson tentando manter Britti segura dos seus ataques. Ela sabe o que esperar de Shaun, entretanto ela não sabe como lidar com Manson que hora parece ser seu protetor, enquanto em outras parece ser o maior perigo que ela poderá enfrentar.

“Gelo Negro” foi uma grande surpresa e uma bastante positiva. Achei sinceramente que a história seria mais um romance sobrenatural ou de suspense adolescente, daquelas melosas e sem grandes acontecimentos. Contudo, o enredo foi muito bom e o suspense de tirar o fôlego. Não sabia realmente o que esperar do final, quem era o assassino ou quem se poderia confiar. Fiquei em suspense até as últimas folhas e, apesar de ir desconfiando no decorrer do livro, surpresa com o assassino.

Britti se mostrou uma personagem forte e corajosa. Gosto muito disso nas personagens da Becca, pois elas não são coitadinhas e sabem se virar muito bem sozinhas. Assim como achei chata a melhor amiga da personagem principal de Hush Hush, Korbie se mostrou um pé no saco. Já os rapazes do livro conseguiram ser charmosos, mas não conseguia torcer por nenhum, pois quem eu torcia poderia ser o assassino (risos). Mentira! Torci sim por um deles, mas não vou contar quem.
Super recomendo o livro! Vale a pena.


Mais informações:
   






Site do autor www.beccafitzpatrick.com 
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

  1. Ei Lu,

    Quero ler, ainda mais que não é série rsrs. Gostei do enredo, da pegada mais de suspense e tal. Ainda não perdoei a autora pelo final de Hush, Hush que não curti muito kkk
    bjs

    ResponderExcluir