='cap-left'/>

Rick Riordan - Magnus Chase e os Deuses de Asgard

A Espada do VerãoSinopse: Sinopse: A vida de Magnus Chase nunca foi fácil. Desde a morte da mãe, em um acidente misterioso, ele vive nas ruas de Boston, usando todo o seu jogo de cintura para sobreviver e ficar fora das vistas de policiais e assistentes sociais. Até que um dia ele reencontra Randolph – um tio que ele mal conhece e de quem a mãe o mandou manter distância. Randolph é perigoso, e revela um segredo improvável: Magnus é filho de um deus nórdico. As lendas vikings são reais. Os deuses de Asgard estão se preparando para a guerra. Trolls, gigantes e outros monstros horripilantes estão se unindo para o Ragnarök, o Juízo Final. Para impedir o fim do mundo Magnus deve empreender uma importante jornada até encontrar uma poderosa arma perdida há mais de mil anos. Quando um ataque de gigantes do fogo o força a escolher entre a própria segurança e a vida de centenas de inocentes, Magnus toma uma decisão fatal. Às vezes é necessário morrer para começar uma nova vida...

Nome original: The Sword of Summer
Ano de publicação: 2015
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 448
Nota: 5/5

"Magnus Chase e os Deuses de Asgard" é o primeiro livro da Série A Espada de Verão, novo lançamento do Rick Riordan. O livro foi lançando recentemente no Brasil pela Editora Intrínseca, também responsável pelas outras séries juvenis do autor.  Eu gosto muito dos livros do Rick Riordan, pois sempre são divertidos, com muita ação, aventura e personagens incríveis. Esse novo livro é bem assim. A premissa desse livro é bem semelhante aos outros, como o fato do personagem principal ter só um dos pais, não ter aquela vida muito boa e sempre encontrar-se em perigo. Além disso, mais uma vez o personagem principal não faz ideia de que seja filho de um deus.

Magnus Chase é o semideus da vez. Filho de uma humana com um deus nórdico, não faz ideia de quem seja o pai. A história de Magnus é bem triste, pois perde a mãe ainda jovem, passa dois anos vivendo nas ruas e se culpando pelo que aconteceu. Para sua sorte, pôde contar nesse tempo com a amizade e proteção de dois outros moradores de rua que viraram seus amigos: Blitzen e Hearth. A pesar das tragédias, Magnus vivia relativamente até bem, pelo menos o máximo que um órfão morando na rua poderia viver. Porém, tudo muda quando um tio, que não vê há anos e de quem sua mãe mandou manter distância, reaparece. Randolph (tio) traz novidades ao sobrinho e sua origem, querendo que Magnus recupere uma arma, especificamente uma espada, poderosa que pertenceu ao seu pai, o deus nórdico.

Apesar de tentar achar que tudo é loucura do tio, Magnus sabe no fundo que é verdade. Por isso, embarca na procura da espada poderosa que poderá derrotar o deus Surt. E acaba morto após derrotar - pelo menos naquele momento - ele. Sim, vocês leram certo, Magnus morre! Aí vocês perguntam: mas Lu, ele é o personagem principal, como pôde morrer? Queridos, pelo que tenho lido de mitologia nórdica todos os personagens principais vão morrer em algum momento.

Magnus morre e vai parar em Valhala, onde, aliás, não deveria ter ido. Na verdade, nem era a hora dele morrer. Graças a Valquíria, Samirah, Magnus vai parar na morada dos heróis mortos e descobre mais sobre suas origens. Então, ele achou que teria pelo menos uma morte tranquila, porém logo descobre que no pós vida será pior. Magnus simplesmente faz parte dos planos de vários deuses para o que está para acontecer: o Ragnarök.

Quem já leu algo sobre os nórdicos sabe que eles acreditam no Ragnarök - o Juízo Final, ou seja, o fim do mundo. Alguns deuses estão louco para que isso finalmente aconteça e farão de tudo para concretizá-lo. Porém, outros não acreditam que chegou a hora do Juízo Final, por isso ajudarão Magnus, Sam, Blitzen (já contei que ele é um Anão?) e Hearth (um elfo muito fofo) a impedir que os planos de alguns deuses malignos se concretizem. A batalha não será fácil e, mais uma vez, os mais improváveis heróis terão que demonstrar que são capazes de salvar a humanidade.

Rick Riordan mais uma vez nos surpreende com uma ótima história. "Magnus Chase e os Deuses de Asgard" é um livro tão bom quanto os demais de semideuses do autor. Claro que tenho uma "queda" maior pelo Percy Jackson, mas os outros semideuses e magos me conquistaram, inclusive Magnus. Ele tem uma personalidade um pouco diferente do Percy, pois achei Magnus mais contido e menos arrogante (confesse, Percy é bem arrogante, mas o amo mesmo assim).  Magnus Chase é um ótimo herói e faz jus aos seus antecessores. Além dele, os personagens de seus amigos também tornam a história muito boa. Temos Sam, uma valquíria que divide a "profissão" mística com uma vida "normal" na terra, com família e estudos. Ela também lida com o preconceito de ter certo deus como pai. Já Blitzen e Hearth são os protetores mais improváveis, mas os melhores amigos que Magnus poderia ter. Ambos também têm histórias tristes, porém que os tornam as melhores pessoas para salvar o mundo.

O legal do Livro é que dessa vez não temos os nossos heróis Zanzando pelo plano mortal e sim pelos os espaços místicos dos deuses nórdicos. Apesar de que os locais são bem parecidos com o E.U.A. Eles encontram alguns deuses bem conhecidos por nós, como Loki, Thor e Ondin, porém alguns não são tão legais quanto imaginava. Como não conheço muito sobre a mitologia nórdica, como conhecia grega, romana e egípcia, não fazia ideia de quem era o pai de Magnus. Só ultimamente que estou lendo mais sobre a mitologia nórdica, porque tem saído bastantes livros sobre.

Outra coisa interessante é o fato de que a prima de Magnus é uma pessoa já conhecida por nós. Não vou contar para vocês, já que a surpresa é bem bacana. Só alerto para algo, caso não queira saber quem ela é, não leia determinadas sinopses divulgadas do livro, pois já vi (ainda bem que depois que li o livro) falando quem é a prima dele.

O livro é muito bom e é recheado com personagens coadjuvantes legais. Super recomendo o livro e torço para que os próximos - que também ainda não foram lançados nos Estados Unidos - sejam publicados logo.

Série A Espada de Verão
01 - Magnus Chase e os Deuses de Asgard


Mais informações:
   







Site do autor: www.rickriordan.com
Site sobre o livro: intrinseca.com.br/magnuschase
Comentários
4 Comentários

4 comentários:

  1. Oi, Lu!
    Essa prima do Magnus já foi descoberta de uma forma nada discreta em Sangue do Olimpo hahahahah
    Fora que pelo sobrenome a gente já descobre ;)
    Eu comeice a ler e estou amando conhecer mais sobre mitólógica nórdica, que é bem desconhecida para minha pessoa.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Acho que já sei quem é a prima dele! Mas não tô muito animada pra ler, não... Depois de Os Heróis do Olimpo, achei muito repetitivas, as histórias do Rick Riordan. Mas talvez goste dessa. E não sei nada sobre mitologia nórdica!

    Clara
    @clarabsantos
    clarabeatrizsantos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Não sei porque, mas as vezes fica parecendo que os livros do Rick Riordan são sempre a mesma coisa. Filho de deus com humano que desconhece isso e vai viver um milhão de aventuras no plano imortal.
    Porém, independente disso, as histórias são bem legais, fácil de divertir qualquer um.

    bjs.

    ResponderExcluir
  4. Oiii Adoro a série Percy Jackson, uma das minhas favoritas e nem preciso dizer que estou super ansioso pra ler essa nova série ne...rsrs
    Primeiro que conheço pouco sobre mitologia nórdica, mais um detalhe que me deixa curioso e outra Rick já é um dos meus autores favoritos e não ligo se as historias possam parecer repetitivas...rsrs

    ResponderExcluir