='cap-left'/>

Meg Cabot - Despertar

Sinopse: Pierce Oliviera, 17 anos, sabia que, ao aceitar o amor de John Hayden, seria forçada a viver para sempre no lugar que mais teme: o Mundo Inferior. No entanto, o sacrifício vale a pena, porque isso signi¬ca que ela vai poder ¬ ficar com o garoto que ama.
Mas agora sua felicidade — e segurança — está ameaçada, e tudo porque as Fúrias descobriram que John quebrou uma de suas regras mais severas: ressuscitar uma alma humana.
Se o equilíbrio entre vida e morte não for restaurado, tanto o Mundo Inferior quanto o lar de Pierce serão destruídos. Mas há apenas uma maneira de consertar tudo: alguém precisa morrer.



Nome original: Awaken
Ano de publicação: 2015
Editora: Galera Record
Número de Páginas: 320
Nota: 4,5/5

“Despertar” é o último livro da Trilogia Abandono - da autora Meg Cabot. Os livros foram lançados no Brasil pela Galera Record, responsável por publicar praticamente todos os livros da autora por aqui. Amo os livros da Meg Cabot e tenho praticamente todos, acredito que não tenha - ainda - só 3 que são infanto-juvenil.

A resenha pode conter spoiler para quem não os livros anteriores, ok?

Depois de morrer e voltar à vida, Pierce já deveria ter se acostumado às coisas estranhas, não? Porém logo ela irá descobrir que existem algumas ainda maiores. Para quem vem acompanhando a série sabe que Pierce finalmente experimentou o tal “romã” que a condenava a viver eternamente no submundo ao lado do seu amado John. Agora ela é a rainha do mundo inferior e como tal tem que lidar com os problemas que envolvem seu novo lar.

As fúrias não estão nada satisfeitas com as escolhas de John Hayden, que envolvem trazer algumas pessoas à vida, deixar pessoas vivas andando à vontade pelo submundo, etc. Depois dele passar várias horas longe de seu trabalho para ajudar Pierce a salvar seu primo, Alex, John volta para o submundo, juntamente com Pierce, Alex, Kayla e cia, e encontra as coisas uma verdadeira bagunça. Os barcos não aparecem para levar as almas para aonde quer que elas vão, e tudo caminha para uma grande conturbação, principalmente porque no “andar” de cima, especificamente na Isla Huesos, uma grande tempestade tem feito grandes estragos.

Nesse terceiro livro, Pierce terá que enfrentar uma terrível missão sozinha, pois John não poderá ajudá-la. E por quê? Depois de evitar que várias almas sejam exterminadas por fúrias, John acaba “incapacitado” e Pierce não sabe como trazer ele de voltar.  Para a sorte dela, parece que existe certo alguém que pode realizar o serviço, o problema é que ela não faz ideia de como encontrá-lo, além disso, ela terá que voltar à Isla Huesos em plena tempestade para achar o tal sujeito. Claro que a tempestade é a menor de suas preocupações, afinal ela terá que enfrentar seus pais que devem estar possessos por sua filha ter fugido com o namorado. Além disso, as fúrias continuam a espreita, principalmente sua avó, prontas para tirar Pierce definitivamente da vida de John. E se elas encontrarem a rainha do submundo, não haverá poder que a trará de volta para John.

“Despertar” segue o mesmo ritmo dos livros anteriores, ou seja, cheio de ação, um romance fofo e alguns mistérios envolvendo os personagens. Confesso que estava ansiosa por ler o livro, por isso fui “devorando-o” quando tive em mãos. Fico muito feliz em dizer que a história não me decepcionou, só fico triste por a Meg Cabot praticamente nunca colocar os epílogos nos livros.

Gostei do enredo deste terceiro livro, principalmente porque vemos Pierce ter que se defender sozinha e, desta vez, ser a heroína e não o John. Ela sempre pôde contar com a proteção do amado, mesmo sem ela saber, porém é John que precisa ser salvo agora. Para sorte dela, Pierce conta com a ajuda de sua amiga Kayla, Frank e seu primo Alex. De volta à Isla Huesos ela encontra algumas surpresas e várias ameaças.

Li o livro rapidamente, pois a história fluiu em ritmo acelerado. O que me chateou um pouco foi que algumas páginas do meu livro vieram com a tinta bem fraca, e prejudicou a leitura em alguns momentos. Foram umas 3 páginas, mas foi muito incomodo ter que forçar os olhos para conseguir enxergar o que estava escrito. Tirando esse inconveniente, tudo foi beleza.

Então, a Trilogia não chega a ser melhor que série “A Mediadora”, mas é ótima, por isso recomendo! Acho que até hoje só não gostei de 3 livros da Meg, que são: “A Rainha da Fofoca em Nova York”, A Rainha da Fofoca Fisgada” e “Mordida”. Esses três livros foram verdadeiras decepções. Fico feliz em dizer que a Trilogia Abandono vale à pena. Recomendadíssimo!

Trilogia Abandono:
1 - Abandono (Abandon);
2 - Inferno (Underworld);
3 – Despertar (Awaken).

Site Meg Cabot  
Comentários
1 Comentários

Um comentário: