='cap-left'/>

Marlena de Blasi - Mil dias em Veneza


Livros de não ficção, especialmente auto-ajuda e biografias, são estilos que normalmente não aprecio e sempre fujo quando posso. Claro que há exceções: Foi assim com Comer, rezar, amar – de Elizabeth Gilbert – ainda que eu não tenha gostado muito de Comprometida (resenhas AQUI). Também foi assim com o livro de minha resenha de hoje...


Mil dias em Veneza
Marlena de Blasi.

—Pegue esse amor com as duas mãos e segure firme.
Ele só aparece uma vez na vida.
Página 55

Marlena definitivamente seguiu o conselho acima, dado por uma amiga. Americana, de meia idade, mãe de um casal de filhos adultos, chef e sócia de um café, crítica de culinária, jornalista, repleta de amigos e lembranças... Sim, ela largou tudo para trás poucos meses após conhecer um veneziano e mudou-se para a Itália para casar-se (mesmo mal falando italiano, e ele mal entendendo inglês), dando inicio a uma nova vida. Mil dias em Veneza (Editora Sextante/2010-231 pag) é o relato dessa corajosa guinada e de sua adaptação.

Trata-se de uma história muito linda, de um amor muito lindo, em uma cidade muito linda, e também com uma cultura muito rica, pois Marlena é uma estrangeira que nos mínimos detalhes do cotidiano de um povo muito admirado, e nos passa uma visão real de suas impressões, mas nem por isso uma visão menos poética. São interessantes os seus relatos, mas confesso que há certas partes maçantes, em que o leitor precisa se policiar para não pular páginas.

Marlena é uma mulher que sofreu muito na vida e Fernando, desmistificando que os italianos são os melhores amantes do mundo, é um bancário que tem uma alma romântica, reprimida durante toda sua vida... Muito provavelmente sua atitude mais ousada foi abordar Marlena num restaurante, um ano depois que a viu na rua e se apaixonou à primeira vista por seu perfil. Fernando é muito carinhoso, e autor de algumas frases muito bonitas:

—(...) Sim, me sinto conectado. Acho que essa é a palavra. Já me sinto casado com você, como se sempre tivesse sido casado com você, mas não conseguisse encontrá-la. Nem me parece necessário pedi-la em casamento. Parece melhor dizer: por favor, não se perca de novo. Fique perto. Fique bem perto de mim.
Página 35

— Eu senti sua falta desde os meus 14 anos – diz ele. – Pelo menos foi quando comecei a perceber que sentia sua falta. Talvez tenha sido antes. Porque você demorou tanto tempo para vir para mim?
Página 63

Claro que nem tudo são flores: Como chef, Marlena adora cozinhar... mas seu novo marido não tem o paladar muito apurado, e ele chega ao cúmulo de pesar a massa insossa que prepara (125 gramas para cada um, rs). Com a paciência dos amantes que sentem ter a vida toda pela frente, aos poucos o casal vai se adaptando, dando mais atenção ás afinidades do que ás diferenças culturais, e mostram que o caminho para o amor realmente passa pela cozinha. Fernando consegue desenvolver seu paladar com as maravilhosas receitas a esposa lhe prepara, e Marlena aprende muito sobre a inocência astucia e romântica de sua nova terra. Uma coisa super interessante do livro é que, ao seu fim, ainda há essas receitas milagrosas de Marlena, e também um guia romântico para Veneza.

No inicio dessa resenha, eu citei os livros da biografia de Elizabeth Gilbert, e preciso falar que não há como não comparar essas duas mulheres fortes e decididas. Uma era casada e tinha um relacionamento estável, uma vida que todos invejavam, mas parte em busca de seu interior. Outra, Marlena, estava numa idade em que muitas pessoas preferem optar pelo comodismo e não se arriscar, mas ela ousa e também se reencontra. Enquanto escrevia essa resenha, não pude deixar de admirar essas duas mulheres tão corajosamente iguais...
Recomendo seus livros e suas histórias de vida.

Sobre a autora: Marlena de Blasi traalhou como chef de cozinha, jornalista, consultora de gastronomia e enologia e crítica de restaurantes. É autora de Mil dias na Toscana, publicado pela Sextante, e Um certo verão na Sicília ( Editora Objetiva), além de dois livros de culinária italiana. Ela e o marido, Fernando, organizam excursões gastronômicas na Toscana e na Úmbria.

http://1.bp.blogspot.com/_6Sua73Nf8Cw/TGqKiU9LEpI/AAAAAAAAAJ4/JuYUjdazC1s/s1600/assinatura1.png


Comentários
51 Comentários

51 comentários:

  1. Esse livro está na minha lista de desejos!
    Ele e sua sequência, um dia terei os dois!
    Beijos meninas, desculpe a ausência.
    Sinto falta de vcs também no SR.
    beijão!

    ResponderExcluir
  2. Brilhante resenha... engraçado que eu vi de relança o primeiro parágrafo da postagem e me interessei justamente por aquilo que talvez te repelisse: livro não ficção... Eu os adoro!

    Fiquei com vontade de ler!

    Beijos

    H.C.C.Reis
    http://hellenstuffs.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Hum! Romance, adoroo!

    E que profunda essa citação:

    Pegue esse amor com as duas mãos e segure firme.
    Ele só aparece uma vez na vida. #suspirando

    ResponderExcluir
  4. Este livro me pareceu otimo
    E eu confesso que não teria a coragem dela
    Mas existe louca para tudo, não é mesmo?
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Sabrina !!

    Já tinha visto resenha sobre o livro. A sua tá ótima ! E me interessei em ler o livro ... vai pra lista de desejos ... um dia via pro carrinho de compras ... kkkk !!

    Bjo

    ResponderExcluir
  6. Já li e recomendo tb. Ótima resenha!
    Esse livro tem vários trechos líricos, como na cena onde ele explica como se apaixonou por ela.

    bjokas

    ResponderExcluir
  7. Hãyy!! suspirei hoje o que não suspirava há tempos.Estou no mesmo barco que vc, tb não gosto muito de autobiografias. A nao ser se for para alguma pesquisa academica. Fora isso somnte aquelas que me parecem com ficção!! Já li Comer, rezar, amar e gostei um pouco ( n muito )!!

    ResponderExcluir
  8. Queroo mto ler esse livro *.*

    Ótima resenha!

    Bjs!

    http://fazdiconta.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Sabrina, este livro é muito bom mesmo, já havia visto outros comentários sobre ele. Mas sabe, auto ajuda eu também não gosto, mas biografia e memórias é bom de ler. Beijos

    ResponderExcluir
  10. Esse livro está na lista para ler, quase ganhei ele em um sorteio mais vez desse ganhei outro livro, rs.
    Tb não gosto de auto-ajuda mais biografia eu acho bem interessante, aliás adoros filmes baseados em histórias reais.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Adorei a resenha.
    Essa também não é o meu estilo de livro preferido mais pela resenha creio que iria gostar.

    Bjs
    Tais
    http://www.leitorafashion.com.br

    ResponderExcluir
  12. N conhecia mas vai p minha lista!!!

    http://conversandocomdragoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Que legal me interessei, eu curto livro assim, realmente eu leio tudo q posso, não tenho assim preferencias, sendo bom, ta valendo.. E se vc diz q é bom, com certeza vou colocar na lista!

    ResponderExcluir
  14. Nossa, não sei porque mas eu sempre tenho na cabeça que esse é um livro de ficção, *bruna viajando total na maionese*
    Hum... murchei um pouco por causa disso pra ler o livro, bom... quem sabe um dia. ^^ Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Eu li Mil dias em Toscana e fiquei maravilhada com a riqueza que Marlena mostra em suas narrativas!
    Lindo, né?
    Bj

    ResponderExcluir
  16. Tenho vontade de ler esses livros por causa dos nomes. Veneza, Toscana, Sicília... Sou apaixonada pela Itália. Um dia ainda leio :-)

    ResponderExcluir
  17. Ei!
    Bela resenha!!!
    Eu gostei a história, fiquei com vontade de ler.

    Eu estou lendo Comer, rezar, amar agora e vi como é diferente ler algo que não é ficção.

    Bjins

    ResponderExcluir
  18. Oi Sabrina.
    Hummmm. Esse livro não faz meu gênero. Talvez em um outro momento. Estou em uma fase de leituras estranhas. rsrs
    Ótima resenha

    ResponderExcluir
  19. Oi Sabrina!!!
    Esse livro parece muito bom mesmo. A Alê também adorou.
    bjs

    ResponderExcluir
  20. Fala de Veneza? Então, deve ser bom, hehehe...

    Bjs!

    ResponderExcluir
  21. Sempre via esse livro no site da Saraiva e achaa interessante!!
    Não sabia que é tão bom!!
    Fiquei com vontade de ler!!


    Abraço


    Luiz Silva
    blogueiroleitor.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Eu tenho esse livro aqui para ler e planejo ler esse mês... já li resenhas maravilhosa sobre esse livro incrivel! Confesso, que o mais me interessou foi a questão de uma história de amor em Veneza! E a capa desse livro é linda!

    bjusss

    ResponderExcluir
  23. Que fofinha essa história! Já tinha visto esse livro em uma livraria, mas nem me interessei... Lendo a resenha, percebi que é muito bom =) Sem contar que nada melhor que uma história de amor com um italiano né? hahaha! Adorei a resenha ;)
    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Eu tb não gosto de auto- ajuda. Passo longe. Mas aprecio histórias baseadas em fatos reais e algumas biografias.

    Achei interessante.

    BjoO
    Pri
    Entre Fatos e Livros

    ResponderExcluir
  25. Esse livro parece incrível! Eu já tinha lido outras ótimas resenhas e a sua, que está excelente, só vem para aumentar a minha vontade de ler esse livro =)

    ResponderExcluir
  26. Ah esse não me chamou atenção, talvez por ser autobiografia, vou deixar passar.

    ResponderExcluir
  27. parece ser bem legal =DD
    adorei a capa

    ResponderExcluir
  28. Eu gosto muito de livros de auto-biografia e até de alguns de auto-ajuda, eu li o primeiro capítulo desse livro e gostei, não sei se o livro toda vai me agradar, mas ele já está um tempo na minha lista de compra.

    ResponderExcluir
  29. Parece lindo! Atpe que eu gosto desses livros que os personagens tiram umas férias da vida =). Achei Comer Rezar Amar razoável, nada demais. Mas não gostei meeeesmo de Comprometida, muito chato!

    ResponderExcluir
  30. Oi!

    É, eu não gostei de Comer, Rezar, Amar, e, apesar da sua resenha ser maravilhosa e muito completa, já percebi que não vou gostar de Mil Dias em Veneza.
    Bom né, menos um!

    Bjos!

    ResponderExcluir
  31. Não sei se leria não me cativou muito não.

    Bjs

    ResponderExcluir
  32. Quero muito ler esse livro, a história parece ser linda mesmo ^^

    @Tibiux

    ResponderExcluir
  33. parece ser interessante apesar de não ser um livro de ficção. o/

    ResponderExcluir
  34. Adorei! Pretendo ler com certeza.

    ResponderExcluir
  35. Sempre leio livros de não-ficção, ainda mais os de viagem, que gosto muito. E esse livro eu me lembro de ter votado para escolher essa capa, no site da editora, entre três disponíveis.

    ResponderExcluir
  36. Adoro mulheres destemidas que vão em busca dos seus sonhos de romantismo.
    A resenha foi tão empolgante que gostaria de ler agora, hoje... o livro.
    Adoro romances e com cenário italiano (minhas origens) e receitas culinárias, quer coisa melhor.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  37. Fugir pra Itália e comer massa todos os dias! Eu adoraria!

    ResponderExcluir
  38. Já estava de olho neste livro há um tempão... agora, depois de ler esta resenha... quero urgente... vou comprar... ou quem sabe ganhar na Promoção...

    ResponderExcluir
  39. Obaaa promoção dele!!!
    Estou maluca por esse livro! espero muito ganhar!!!
    Bju.
    =]

    ResponderExcluir
  40. Adorei a resenha, to doida pra ler esse livro =)

    ResponderExcluir
  41. Eu li comer, rezar, amar e me apaixonei!é mara!
    esse eu tbm quero ler!mas é verdade, temos um preconceito com bios! mas acho tri essas de viagens e descobertas! :D

    ResponderExcluir
  42. Muito tmepo que vi esse livro, mas ainda tu só na vontade!! São tantos na lista de compra que dói no bolso ;// mas ainda quero :d

    ResponderExcluir
  43. Gostei da resenha.
    Alguns relatos de viagens dão uma vontade de ler, só pra sonhar com essas cidades. Quem sabe alguém aqui tem a oportunidade de conhecê-las?! O bom de ser novo numa cidade é que a gente tende a observar o que os cartões postais não mostram. E para acompanhar esse cenário, tem esse enredo desenhado na aventura do 'se joga'.
    Nesses tipos de história não tem só preconceito, mas preguiça também. Como você disse, algumas horas chegam a ser maçantes... mas no final é que vemos se valeu a pena ou não :P Queria ganhar pra dizer isso hahahah

    ResponderExcluir
  44. Muito boa!!! Ansiosa para ler o livro!!

    ResponderExcluir
  45. " receitas milagrosas de Marlena, e também um guia romântico para Veneza. " Gostei muito desta parte ! Veneza esta na minha lista de lugares para ir antes de morrer. Bom, mas pulando Veneza e indo para a resenha. Acho que, mesmo se fosse ficção, seria um romance delicioso, que toda mulher quer ter na vida.

    Dizem que se conquista um homem pelo estômago ( pulemos a parte cômica de Fernando, rs ), mas imagine conquistar um Veneziano ! Ah, de morrer.

    ResponderExcluir
  46. Também não sou fã dos estilos literários que você citou, prefiro fantasia, escapar da realidade, mas adorei Comer, Rezar, Amar e acho inspiradoras estas histórias de superação, de recomeço. E este livro se passa na magnífica Itália, tem tudo para ser bom. Já estou com ele na fila de livros a ler, que apesar de eu ler muito, só cresce.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  47. Oi, Sabrina!

    Estou engatinhando em blog e, por incrível que pareça, escolhi o livro "Mil Dias em Veneza" para ser a postagem de abertura! Comprei o livro há pouco tempo, no supermercado,como faço sempre-compro livros lá e guardo com todo ciúme para ler mais tarde-degustando, sonhando... Não sabia que ele tinha tantos comentários!! Gostei bastante da sua resenha!!Sou professora de Redação e literatura, fico muito feliz quando encontro pessoas que amam livros!!Sucessos!Diana Saab.

    ResponderExcluir
  48. Olá, Sabrina!! Gostei muito de sua resenha! Sou professora de Redação e Literatura, logo uma afixionada por livros!!Comprei o livro "Mil Dias em Veneza" há algum tempo,no supermercado, como de hábito, nem pensava em ter um blog! Agora, fiz um blog e, por incrível que pareça, este livro ilustrou a primeira postagem.Ele consegue reunir as três proposta do blog "Degustar, Ler & Sonhar " O livro, deveras, é uma pintura veneziana, cheio de cores e nuances das vielas românticas de Veneza!! Sucessos para você. Diana Saab.

    ResponderExcluir
  49. Li este livro em uma tarde de  inverno na Livraria Cultura da Av. Paulista em São Paulo onde moro. Pelo título me encantei. Comprei, pedi um café e uma torta e não tirei os olhos. Depois foi me dando uma fome com as receitas que acabei sentando no Viena e jantando com uma amiga e tomamos 3 garrafas de vinho e eu contando empolgado sobre o livro. Quando estava na metade resolvi reler para não acabar. Foi assim durante uma semana. Depois comprei Um Certo Verão Na Sicilia e Mil Dias na Toscana. Agora estou ansioso pelo próximo lançamento dela. 

    ResponderExcluir