='cap-left'/>

Leanne Hall - Um mundo chamado timidez


Tirei a sorte grande aqui. Se eu fosse uma pessoa diferente,
 se minha fosse menos complicada, se tivesse mais a lhe
 oferecer alem da tristeza, se não me sentisse tão cansado 
do peso do mundo todo me pressionando, 
então este seria o momento em que eu tentaria beijá-la. (p. 94)


MeninaSelvagem mora em Plexus, do outro lado do rio. Num dia, com alguns amigos resolve ir a um bar com alguns amigos à procura de distração para tenta esquecer os problemas que a assolavam.

Em Timidez o sol nunca nasce. Ninguém sabe como aquele fenômeno aconteceu. Aos poucos os habitantes de Timidez foram notando que o sol não aparecia mais na plenitude. Depois notaram que a cada dia surgia menos, até que, de um dia para outro, há mais ou menos três anos, ele parou de aparecer.

Mas não é somente isso, algumas coisas esdrúxulas também lá acontecem, como a existência do bando de Moleques ladrões, viciados em doces, eles não roubam dinheiro ou eletrônicos, e sim qualquer coisa doce. Há magia e animais esquisitos, como os Társios, espécie de macacos que ajuda os meninos ladrões em seus roubos.

E ali no bar, naquela cidade, que ela conhece MeninoLobo. Em um olhar a atração os aproxima, sem se apresentarem devidamente com seus nomes verdadeiros, os dois saem do bar, resolutos a desbravarem a cidade. Uma noite longa e inquietante se inicia.

- Todos me chamam de MeninoLobo. 
Pode perguntar para qualquer um dos locais.
- Então vou chamá-lo assim e você me chama de MeninaSelvagem. Simples.

Os dois passam a andar pela Escuridão quando são roubados pelos Moleques. Dentre as coisas roubadas, está o isqueiro de MeninoLobo, o qual possuía um grande valor sentimento a ele, por ter sido de seu falecido irmão mais velho. MeninaSelvagem sabendo da importância  o instiga a ir atrás do objeto na Cidade dos Órfãos, local no qual os Moleques residiam.

Segredos vão sendo desvelados na longa noite, sentimentos vão trazidos à tona e a busca os leva a um grande perigo...

Mas, nesta penumbra completa é possível encontrar um sentimento de liberdade, compreensão e aceitação, e quem sabe, um verdadeiro amor? (Trecho da Sinopse).

Um mundo chamado timidez é um livro inquietante. Leanne Hall nos transporta a um lugar intrigante, com um clima soturno, negro! Muito provavelmente somente ao ler poderão compreender as emoções que o livro transmite.

Fiquei a leitura toda intrigada com o que havia sucedido para o surgimento da Escuridão em Timidez. Por que havia pessoas que ali ainda viviam? Por que não saiam dali em busca da luz? 

Talvez pela mesma razão em que muitos vivem comodamente com seus problemas, sem procurar mudanças, inertes a realidade.

Mérito ou demérito? Não sei. Acho que saber mais sobre, teria, aos poucos, extinto o clima que a leitura propunha. Mas, ao mesmo tempo, saber faria minha alma curiosa feliz. (risos)

Quando li a “orelha” do livro fiquei muito curiosa e com grandes perspectivas sobre Um mundo chamado Timidez, sobretudo por ele ter ganho em 2009 dois prêmios: Text Childrens e Young Adult Writing Prize.

Minhas expectativas não eram nada condizentes com o livro; esperava um romance raso, quem sabe um lobinho e grandes vilões,  nunca poderia imaginar se inserida em uma aura tão misteriosamente negra, em uma fantasia urbana incrível. 

Os personagens solitários são incríveis, é palpável a dor que entorpece MeninoLobo. Já MeninaSelvagem, como o próprio nome induz, é quase que uma força da natureza.  

Alguns fatos no enredo me deixaram surpresa, como o fato de eles terem literalmente procurado o perigo ao entrarem na Cidade dos Órfãos. Mas estavam tão somente vivendo aquela noite como se fosse a única, como se não houvesse amanhã! 

Nem preciso dizer que fiquei encantada com o livro, certo? 
Terminei a leitura MUITO ansiosa por Queen Of Night! 
Um mundo chamado timidez é mais que recomendado. 

Comentários
28 Comentários

28 comentários:

  1. CADÊ MEUS AGRADECIMENTOS? :p

    Pela sua resenha, o livro não está sendo "vendido" direito. A sinopse (eu vi no skoob) não chama tanto a atenção, parece ser um livro bobo. E pelo que você me explicou, a história é muito boa. Um desperdicio a editora não dar mais atenção ao livro, divulgação. Porque pra quem ta correndo sempre como eu, queria ver algo que me fizesse prestar atenção nele. Enquanto de outros (da mesma editora, óbvio) eu já fui fisgada. Enfim, achei diva sua resenha, fez juz ao livro. BEIJOKS

    ResponderExcluir
  2. Oi Lari!! Nunca tinha ouvido falar desse livro,mas pela sua resenha é muito bom.
    anotei sua dica e assim que o dindin permitir comprarei um.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Gostei desse livro. Nossa, bem legal pelo que parece. E nem preciso dizer que o título me fez pensar "é pra mim" xD

    ResponderExcluir
  4. Carolina Durães30 de maio de 2012 17:45

    Boa tarde!!! Eu já tinha lido a sinopse do livro, mas sinceramente ele não pareceu tão interessante. Estarei revendo minha opinião quanto a ele.É uma ótima resenha. Beijos

    ResponderExcluir
  5. Realmentee é mtmtmt bom esse livro! Ta na minha lista de "vou ler" do skoob kkk
    Espero comprar logo !! :)
    Beijooos ;*

    ResponderExcluir
  6. O que mais me chamou a atenção foi a capa. Achei muito bonita *-*. Parece ser um livro bom, também fiquei curiosa com esses questionamentos, mas é uma leitura que eu não pretendo fazer agora.

    ResponderExcluir
  7. Eba!
    Quero muito ler esse livro. É um exemplo fantástico de "compre pela capa", né? Ela é perfeita!
    Estou muito ansiosa para ler, parece ser divino!

    bj

    ResponderExcluir
  8. Nossa, enredo e livro surpreendente, pelo visto. Não sei se gosto dessas coisas sombrias (não decidi ainda), mas eu gostei tanto da sinopse e da resenha que vou tentar ler esse livro. Tudo parece fofo nele.
    Mas realmente não teve muito trabalho de divulgação, é a primeira vez que vejo algo sobre o livro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    gostei muito, parece bom!
    ;D
    beijos

    ResponderExcluir
  10. Ainnn Larii.
    Adorei a resenha e o livro parece ótimoo!!

    BEijoos

    ResponderExcluir
  11. Nossa, adorei a história. Já tive um relacionamento assim aonde nós dois não usávamos nossos nomes verdadeiros, mas foi um relacionamento de amizade e não amoroso. Gostei muito de como você tratou a história, me fez querer saber mais dela, os excertos do livro também são muito elegantes.
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  12. Ahhhhhhhhhhh me encantei, sério. Que perfeição de livro, ahhhh preciso dele. Fofura, sério.

    ResponderExcluir
  13. Gente, que capa perfeita é essa? Quero pra mim!
    A história parece ser muito envolvente e cheia de mistérios. No comecinho da resenha também me perguntei porque eles continuavam na cidade mesmo sem a luz do sol. Quero conhecer o que autora criou, que é tão diferente dos livros que estou acostumada, e espero gostar tanto quanto você gostou.
    Beijos =)

    ResponderExcluir
  14. primeiramente o titulo do livro me chamou atenção, pois sou uma pessoa muito timida, lendo a resenha gostei do livro. me parece muito fofo. quero lê-lo.
    bjs

    ResponderExcluir
  15. adorei a resenha..me deixou com com vontade de ler o livro!!

    ResponderExcluir
  16. No começo da resenha,o livro pareceu um tanto comfuso.
    Mas no desenrolar,eu gostei. Um livro aparentemente maluco,com personagens solitários,como você disse,me encantou!
    Quero muito ler!

    ResponderExcluir
  17. Confesso que achei meio confuso no início também, mas talvez seja pela complexidades de emoções que Leanne quis transmitir... bem, agora só lendo, né...

    ResponderExcluir
  18. Convivo com a timidez dentro de minha casa e acho fantástico o livro.

    ResponderExcluir
  19. Uau, adorei a resenha! Super diferente esse livro, apesar de eu ter achado meio estranho também. Mas, na verdade, só despertou mais minha curiosidade! Quero ler! (:

    ResponderExcluir
  20. Amei a resenha. Parece muito confuso pois a autora faz um mundo escuro, sendo que as pessoas não saem dele, como se aquilo fosse um problema que elas não querem resolver. Deu agonia só de ler a resenha!
    Fiquei muito curiosa, logo vou ter a oportunidade de lê-lo :D

    ResponderExcluir
  21. Acredito que a escuridão seja uma metáfora, que representa os problemas que assolam o mundo e as pessoas não fazem nada (ou bem pouco) para mudar. Por isso, então, eles não saiam da cidade pq naturalizaram a situação. Confesso que sua resenha me deixou muito curiosa para ler o livro, e conferir se minhas impressões etsão corretas!

    Adorei a resenha!

    bjs

    ResponderExcluir
  22. Oi,

    Acho que vou gostar desse livro, pelo o que vc descreveu..... gosto de livros que me envolvam e me levem para outro livro!
    obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  23. Olá,
    os livros que eu li da editora Leya são sempre muito bons. quero muito ler ele.

    ResponderExcluir
  24. bacana...e se te encantou estou no mínimo curiosa pra ler.

    ResponderExcluir
  25. Nossa não sabia que esse livro tinha ganhado prêmios - na verdade nunca tinha nem ouvido falar desse livro- mas achei ele curioso kkk Se achar na livraria com certeza vou comprá-lo.

    ResponderExcluir