='cap-left'/>

Richard Paul Evans - A promessa

Hoje teremos a participação de mais um leitor em nossa coluna "Leitores Convidados”, com a resenha de Richard Paul Evans - A promessa .  A resenha deste livro foi feita pela Alessandra, uma amiga minha de faculdade.
Muito obrigada, Alê. É um prazer tê-la de novo aqui no Leituras & Devaneios. Aguardamos outras participações, hein?


Richard Paul Evans 
A promessa

Einstein afirmou que a coisa mais bonita que podemos
 vivenciar é o mistério. Talvez por isso Matthew seja tão bonito pra mim. Pág. 118

Uma linda capa, com uma cor que muito remete a um pôr-do-sol na companhia de uma pessoa amada. “A promessa” cativa não apenas pela beleza da diagramação exterior e interior, mas pela história extremamente envolvente. O livro possui exatas 276 páginas que, acreditem, não há como soltá-las enquanto a leitura não é encerrada (ao menos pra quem é fã de ‘romances românticos’).

E por que é tão difícil não parar a leitura, enquanto não descobrimos os porquês? O autor, Richard Paul Evans além de encerrar os capítulos bem na “hora h”, no prólogo, revela este detalhe: “... esta noite, o silêncio pode ter fim. Esta noite, alguém poderá compartilhar o segredo comigo... Talvez. Esta noite, dentro de algumas horas saberei de fato”. pág. 10

Portanto, temos um segredo a descobrir. Beth Cardall é quem irá nos contar. Mas este segredo apenas vai ser revelado ao final do livro, exatamente, no Natal de 2008. Para isso, é necessário voltar no tempo e sem pressa: As ‘revelações’ acerca deste segredo começarão no ano de 1989.

E lá vamos nós para 1989: Beth é quem narra sua história. Ela é casada com Marc, certamente o homem a quem ama e ele, de tal modo, retribui este amor. Eles possuem uma união feliz e completa. Tem uma filha, Charlotte, uma garotinha de 06 anos muito esperta e sempre muito feliz e, principalmente, muito apegada com o pai. Beth ainda tem uma amiga: Roxanne, a quem o título de amigo não é dado em vão. Roxanne é sempre muito presente na vida de Beth que, em caso de problemas, está à disposição para ajudar.

Problemas. Logo eles começam a surgir. Charlotte, a doce menina alegre aparece doente, a princípio só uma virose ou algo que ela tenha comido na escola... Mas, os sintomas não diminuem. A garotinha só parece piorar e está a perder peso. Nesta ocasião, outro mal está a surgir. Beth, enquanto está na lavanderia, descobre no bolso do paletó do marido um bilhete feminino muito mais que suspeito. Ela volta direto pra casa e aquilo que está a temer é consumado: Seu marido, aquele que sempre foi seu amigo, amante, esposo... é infiel, muitas vezes infiel.

Beth vê seu castelo de areia ser levado por uma forte tempestade. Antes, ela era feliz, tinha uma família feliz. Tinha... Pois, agora, só o que restou foi Charlotte doente e Marc expulso de casa, longe da filha... No início ela tem raiva, mas Charlotte sente muita falta do pai e, divida entre a raiva e o bem-estar da filha, permite a volta de Marc. Nada é como antes e quando Beth está disposta a perdoar o marido, ele volta para bêbado para casa e aos prantos: Está com câncer e poucos meses de vida. Beth cuidará dele até o final, pela filha que ficará órfã.

É assim que o ano dela termina. Quase tudo destruído. Digo quase, pois resta Charlotte para ela cuidar e é também por ela que Beth não desiste da vida. E por não desistir, conhece Matthew num dia que vai a uma loja de conveniência: Ele é lindo, mas de forma alguma a notaria... Ou não?! Sim, ele a nota e a partir deste momento, não desiste dela enquanto não aceita um encontro. “... as experiências mais significativas de nossa vida raramente ocorrem quando as esperamos, e muito freqüentemente quando nem sequer estamos prestando atenção”. Pág. 68

Ela irá aceitar. Roxanne incentivará. Mas, no dia marcado, Charlotte tem convulsões. Matthew no dia seguinte pergunta a Beth o que Charlotte estava comendo, e Beth responde: - Macarrão instantâneo. Quando o diagnóstico esperado há meses e que os médicos não conseguiram dar é trazido: - Ela tem doença celíaca e é intolerante a glúten, tire todas as massas da refeição dela. 

E não é que ele tinha razão? A menina começa a melhorar e Beth se vê muito grata a Matthew, mais que isso, ela se descobre apaixonada por aquele lindo homem em forma de mistério: “Não sei o que pensar: Matthew não apenas mudou o tabuleiro, ele alterou as peças, os dados. Na verdade, ele transformou o jogo inteiro”. Pág. 196

Mas Beth faz uma troca. Muitos no lugar dela não a fariam, e outros do mesmo modo como ela fez, renunciariam. Ela renunciou ao amor do lindo homem que o “Destino” colocou em sua vida? Só quem lê a história e é apresentada a Matthew pode responder. Para entender o final, é necessário passar pelo meio e pelo seu contexto. Acreditem, não é previsível. Só posso garantir uma coisa: Valerá à pena! ;)

Alessandra Regina.



Que tal participar e ter suas resenhas publicadas no Leituras & Devaneios?
Adoraríamos saber o que vocês andam lendo... Inscrevam-se AQUI!



Comentários
9 Comentários

9 comentários:

  1. Me encantei pela resenha, pela capa do livro e pelo titulo. Fiquei com muita vontade de ler, esse vai pra lista com certeza.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela resenha! Estou ansiosa para ler A Promessa! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  3. Li várias resenhas falando bem deste livro, uma pena que eu ainda não tenha lido.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. estou encantada por essa serie e espero poder logo em breve lê-la sempre recebo comentarios muito positivos sobre ela e que com certeza aumenta minha vontade de ler

    Deixo aqui o link do meu cantinho que foi criado como uma forma de sair um pouco do estresse e me divertir, ainda estou apanhando e com muitas dúvidas, mas tudo é publicado com muito carinho! http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Comprei esse livro e até hoje não o li. Bateu preguiça. Não sei de onde tirei q ele é chatinho e dramático demais. Parece com as histórias do Nicholas Sparks? Não sei, vou ver se o leio qlqr dia.

    =)
    Bjoks!
    baguncinhas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Ficou PERFEITA a resenha. Já tive a oportunidade de ler A Promessa, é um livro incrível ( particularmente eu achei, fantástico , quem estiver em dúvida de ler algum livro este é uma boa recomendação. Muitoo encantador!

    Beeeijos =)

    ResponderExcluir
  7. Ficou PERFEITA a resenha. Já tive a oportunidade de ler A Promessa, é um livro incrível ( particularmente eu achei, fantástico , quem estiver em dúvida de ler algum livro este é uma boa recomendação. Muitoo encantador!

    Beeeijos =)

    ResponderExcluir
  8. Só essa citação do início da resenha já vale pelo livro inteiro. Eu sinceramente sempre o vi na promoção no submarino e nunca me interessei por ele, talvez por ñ ser muito a minha área predileta na literatura, ainda mais depois que minha amiga investiu na compra dele e disse que não curtiu nem um pouco. Foi bom ler essa resenha que tirou um pouco essa "primeira impressão" que fiquei dele.

    BEijos

    ResponderExcluir
  9. Realmente a capa a historia é magica, quero ler!!!! Bjs

    ResponderExcluir