='cap-left'/>

Sylvia Day - Um toque de vermelho





Lindsay Gibson, um determinada jovem americana, estava indo tomar posse de seu novo cargo em uma nova empresa, que ficava longe de sua antiga casa, quando conhece o famoso Adrian Mitchell no aeroporto. E seu corpo não pode deixar de reagir ante a tamanha beleza e magnetismo. Ela treme de desejo por ele.

Adrian Mitchell logo a reconhece. Lindsay tem a alma de Shadoe habitando em seu corpo! Shadoe era o grande amor de sua vida, quem a cada um século retorna a vida de Adrian, fazendo com que ele se apaixone por ela, para então ela morrer...

“A verdade ficou entalada na garganta dele, quase
 o impedindo de respirar, e muito menos de revelar
aquilo que ela mereci a saber. Eu vou jogar você contra sua própria família.
Vou treiná-la para matar seu pai. Vou fazer com que
sua alma desapareça de vez da face da terra; Você vai ser
destruída pelo meu amor, e eu também, além de tudo o que importa para nós.” p. 141

Adrian, além de seu um milionário empresário, é líder dos Sentinelas, uma tropa de elite dos Anjos Serafins, que possuem a missão de punir os Vigias,  que são Anjos Serafins Caídos punidos a viverem na terra como vampiros por terem se acasalado com humanos.

Shadoe era filha do grande Syre, líder dos Vigias. Ou seja, o amor entre ela e Adrian era impossível... Será?

Adrian não pode deixar de tê-la, por mais que seja errado. Ele precisa dela. Precisa senti-la novamente. A ama demais!

"Ela é minha. Adrian saboreou aquela sensação avassaladora de triunfo.
 Se Lindsay Gibson soubesse o instinto predatório e
brutalmente sexual que havia por trás daquela conquista,
talvez pensasse duas vezes antes de aceitar jantar com ele.
A primeira coisa em que ele pensou quando a viu foi prensá-la
contra a superfície plana mais próxima e possuí-la com ardor
 e vontade. Do ponto de vista dela, era a primeira vez que se viam.
Na verdade, estavam se reencontrando depois de duzentos
anos de separação. Dois malditos séculos de espera e sofrimento." Contra-capa e p. 26

Só que dessa vez a situação estava um pouco diferente do que o normal... Lindsay, ao contrário dos outros retornos da alma de Shadoe, não queria estar perto de Adrian, pois sabia que iria fazê-lo sofrer se o relacionamento dos dois voltasse a se concretizar.Será que algo aconteceu?

Além disso algo estava fazendo com que ataques em Sentinelas acontecessem de forma inesperada... O que seria?

Gosto muito dos livros da Sylvia Day, afinal são românticos e tem aquela pegada...  Desta forma, quando o novo livro dela chegou aqui em casa, o pulei na fila na frente de todos os demais, precisa muito ler!

Terminei a leitura com um sentimento muito ambíguo, explico: apesar de o romance ser bem escrito e ter me apaixonado pelo Adrian – Lari pirigueteando -, algumas explicações que julgo imprescindível não foram dadas, ou se foram, passaram batidas por mim. Ora, como Adrian sendo um Sentinela e, por isto, conforme a explicação logo no início do livro, proibido de se relacionar, pode continuar chefe de sua classe, se a cada reencarnação de Shadoe eles transavam?!

Este fato me deixou inquieta o livro todo, sobretudo pelo que ele iria fazer com Helena, uma Sentinela muito amiga dele que se apaixonou por um lacaio. Faço o que eu digo, mas não faça o que faço? Essa seria a máxima desse personagem? Por este grande fato a leitura perdeu muito em qualidade. Ficou um oco, uma explicação que não foi dada, quebrando a harmonia do livro e o bom romance criado.

Além do mais, tenho que deixar claro que achei o início do livro muito confuso, principalmente pelas explicações do começo do livro. No livro permeiam várias classes de seres sobrenaturais, com uma explicação bem esparsa para algo não tão fácil de compreender...

No geral, tive a impressão que a Sylvia poderia ter deixado o romance de Adrian mais para frente da série, por vários motivos, mas que se resumem em dois: pelos entraves da mitologia ser ponto forte no enredo, mas como o leitor não está habituado/não conhece a história, fica sem entender direito – como exposto acima; e pelo Adrian ser o mais forte, o melhor, o tudo de bom dos céus, fico me perguntado o que será dos demais protagonistas da série. Serão uma sombra de Adrian? 

Como ponto mais que positivo temos que destacar a personagem feminina, que destoa um pouco daquelas ingênuas e submissas. Ela sabia o que queria...  Adrian também merece respeito! E o romance de ambos foi quente, ah como foi quente.

Assim, sabendo da qualidade da autora, e sempre gostando  de suas obras, estou esperando muito que sejam lançados os demais livros da série Renegados Anjos, que terá como casal de protagonistas Elijah e Vash.

Apesar de não totalmente aprovado, livro recomendado.

Série:

1. A Touch of Crimson (2011) -  Um toque de vermelho;
2. A Hunger So Wild (2012) - ainda não publicado;
3. A Taste of Seduction (2013) - ainda não publicado.

Mais informações:



Comentários
6 Comentários

6 comentários:

  1. Ótima resenha, este livro sempre me chamou atenção pelo titulo e essa capa maravilhosa, agora estou mais curiosa ainda *-*

    http://alem-da-metamorfose.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Resenha muito boa, abordando o conteúdo de forma simples e inteligente, resumindo muito bem o enredo, nos dando uma boa noção sobre o que esperar dessa leitura, vale a pena conferir.

    ResponderExcluir
  3. Doida pra ler ele,uma amiga vai me emprestar.Vamos ver se é bom mesmo.Eu também vivo piriguetanto kkkkkkkkkkkkkkkk,a cada livro é um personagem diferente que eu amo.

    ResponderExcluir
  4. Eu também gosto bastante da escrita da Sylvia e quando li que ela tinha uma série erótica com seres sobrenaturais fiquei tentada a comprar logo, mas estou seguindo uma ordem de compra para não me perder. Espero gosta do livro e não ficar "perdida" como você ficou..rs.

    ;***

    ResponderExcluir
  5. Uma mistura de 50 tons de cinza com Crepúsculo, deve ser muito intrigante!

    ResponderExcluir
  6. Um toque de vermelho me chamou a atenção por ser um romance entre uma mortal e um sentinela recheado de conspirações, suspense e batalhas. Muito bom, como sempre Sylvia Day arrasando!

    ResponderExcluir