='cap-left'/>

Suzanne Collins - Gregor e o Código da Garra


“Gregor e o Código da Garra”, da autora Suzanne Collins, é o quinto e último livro da Série Gregor, publicado no Brasil pela Galera Record. Li os livros anteriores (você pode conferir as resenhas AQUI) e amei todos. Confesso que peguei esse livro para ler com o coração na mão, pois já imaginava que seria triste e também porque estaria me despedindo dos personagens fofos que me conquistaram.

A resenha pode conter spoiler para quem não leu os livros anteriores.

Gregor, nosso amado guerreiro, lutou grandes batalhas, enfrentou inimigos poderosos e desenvolveu, ao longo de sua jornada em Regália, uma grande força e coragem. Porém, Gregor terá que enfrentar sua última e decisiva batalha, onde ele enfrentará o inimigo mais poderoso: Bane.

“A Profecia do Tempo” é a última profecia citando o “Guerreiro”. Ela foi deixa por Sandwich, responsável por levar os habitantes da superfície para viver no subterrâneo e criar a cidade de Regália. Nela, é revelado que Gregor terá que salvar Regália dos Ratos, porém se a profecia estiver correta ele derrotará Bane, mas não sairá vivo da guerra.

Gregor está tentando aceitar seu destino, mas não é fácil, afinal ele é só um jovem de treze anos. Ele se apaixonou por Luxa, a Princesa de Regália, e também pelo povo que o acolheu, por isso fará de tudo para acabar com Bane e trazer a paz de volta. No entanto, no decorrer da sua última aventura, Gregor começa a questionar sobre a guerra e se os humanos são realmente os “bonzinhos” da história. Ele sabe que os ratos liderados por Bane precisam ser derrotados, uma vez que já fizeram ruindades demais, mas parece que na guerra não existem lados totalmente livres de atos horríveis.

Para piorar a vida de Gregor, sua mãe – que continua no subterrâneo se recuperando da praga no terceiro livro – contraiu pneumonia e está bem fraca, o que a torna impossibilitada de ir para a superfície enquanto a guerra acontece. Sua irmã Boots, que foi parte essencial das profecias, está em Regália. E para o medo de Gregor, Lizzie – sua irmã do meio – também vai parar no subterrâneo e acaba se tornando uma parte importante para se descobrir como vencer os ratos, o que faz com que Solevet (vô e comandante do exército de Regália) não permita que ninguém da família do guerreiro vá embora.

Mas não são só os humanos que estão correndo contra o tempo para ajudar a encontrar uma forma de acabar com a guerra; todos estão ajudando na luta, assim como para desvendar o “Código da Garra” que é o código secreto pelo qual os ratos se comunicam.

Gregor e Ares precisarão de toda força e coragem para enfrentar a última batalha e salvar todos que amam.

Acompanhei esta série com muito entusiasmo. Gosto muito de histórias com aventuras, mas não curto enredos com guerras e garotos muitos jovens enfrentando perigos, por isso nunca li a outra série da Suzanne.

Mas Gregor conseguiu me prender de um jeito grande. A cada lançamento de um livro, quando ele chegava em casa, ia correndo ler para saber o que ia acontecer com os personagens que tanto me conquistaram.

Gregor, Ares, Boots, Luxa, Ripred, Vixus, Aurora, Howard (Primo de Luxa), Mareth (um dos guardas de Regália), Temp (uma barata grande muito boazinha), entre outros personagens, me conquistaram e me fizeram chorar no decorrer da série.

Suzanne Collins escreveu uma bela história, com personagens apaixonantes e que mostraram coragem e preocupação com o próximo. Gregor sofreu horrores que nenhum garoto de sua idade deveria sofrer. Luxa também foi uma guerreira que fez de tudo pelo seu povo. Boots e Temp garantiram cenas hilárias e emocionantes. Ares e Aurora foram partes essenciais em todos os livros e ao lado de seus vinculados (respectivamente Gregor e Luxa) se tornaram grandes heróis.

Ripred vai deixar saudades demais, aprendi a gostar muito do rato sarcástico. Boots vai ser sempre meu bebê favorito das histórias. Gregor, Ares, Luxa e Aurora sempre serão meus jovens heróis queridos.

Foram grandes as perdas de personagens queridos no decorrer da série. Suzanne Collins não tem dó de matar, ela eliminou desde o primeiro livro personagens queridos que aprendi a apreciar e que queria que tivesse aparecido no final da série.

“Gregor e o Código da Garra” foi muito triste. Esse é um livro para chorar e que me deixou um pouco revoltada. Acho que a autora poderia ter feito um final melhor, pois esse foi decepcionante. Esperava algo mais espetacular, um verdadeiro “FINAL FELIZ” ao estilo conto de fadas, afinal, Gregor e cia. sofreram demais.

A série é ótima e super recomendo. Gostaria que um dia Suzanne escrevesse uma continuação. Acho que seria legal uma nova série com Gregor já adulto e sendo mais uma vez um grande herói.

Série Gregor - Suzanne Collins
Livro 5 – GREGOR: e o Código da Garra


Para mais informações:

Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Não conhecia essa série até tempos atrás, li sobre ela em um outro blog, e simplesmente fiquei muito interessada e com sua resenha só fez acentuar essa vontade de ler toda ela. Parecer ser muito boa, e creio que esses seres criados são diferentes!

    ResponderExcluir
  2. Olha, a série nunca me chamou a atenção, pois, como você, jovens, quase crianças, enfrentando perigo extremo. Não sei, quem sabe futuramente eu tenha coragem pra enfrentar essa série XD

    ResponderExcluir